Trabalhadores administrativos do Serviço Nacional de Saúde em greve na sexta-feira

Os trabalhadores administrativos do Serviço Nacional de Saúde vão fazer greve na sexta-feira, em protesto contra a “crescente degradação” das condições de trabalho, anunciou a Associação Sindical do Pessoal Administrativo da Saúde.

No pré-aviso de greve, a ASPAS convoca a paralisação para “todos os trabalhadores que exercem funções administrativas em todos os estabelecimentos e organizações que prestam cuidados de saúde, e demais serviços na dependência ou na tutela do Ministério da Saúde, independentemente da natureza do vínculo, cargo ou função” no período compreendido entre as 00h00 de sexta-feira e as 24 horas do dia 31 de janeiro.

Esta paralisação decorre no mesmo dia para o qual foi convocada uma greve nacional da função pública.

Os trabalhadores exigem do Governo o cumprimento integral do Acordo Coletivo de Trabalho nos trabalhadores com contrato individual de trabalho, conferindo-lhes “um regime de carreira, em condições de igualdade com os demais colegas”.

Pretendem também a integração no Subsistema de Proteção ADSE – Instituto de Proteção e Assistência, para todos os trabalhadores, a valorização remuneratória que traduza o aumento real do poder de compra e “o pagamento do abono para falhas a todos os trabalhadores que manuseiem e cobrem quantias pecuniárias”.

Os trabalhadores assegurarão a prestação dos serviços mínimos, nomeadamente nos serviços que funcionam ininterruptamente, propondo-se “um número igual àquele que garante o funcionamento aos domingos, no turno da noite, durante a época normal de férias”.

Estes serviços serão fundamentalmente assegurados pelos trabalhadores que não pretendam exercer o direito à greve, refere a associação, adiantando que serão ainda assegurados os tratamentos de quimioterapia e hemodiálise iniciados.

A ASPAS afirma que os trabalhadores estão “indignados pela crescente degradação das suas condições de trabalho, pelo desrespeito com que são tratados não só pela tutela, mas também pela indiferença dos dirigentes máximos dos serviços onde laboram vendo-os apenas como números em vez de profissionais indispensáveis ao funcionamento dos serviços onde executam as suas tarefas” e pelo “vencimento de miséria” que recebem.

A Frente Sindical liderada pelo Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), da UGT, e pela frente Comum, da CGTP, convocou uma greve nacional da função pública para dia 31, convergindo com outras organizações sindicais contra a proposta de aumentos salariais de 0,3%.

As outras organizações que aderiram à greve são a Federação dos Sindicatos da Administração Público (Fesap), a Federação Nacional dos Professores (Fenprof), a Federação Nacional dos Sindicatos dos Enfermeiros (FENSE), a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e o Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas do Diagnóstico e Terapêutica.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …