Touro abatido em Monsaraz, pela primeira vez com autorização

Um touro foi abatido este sábado à tarde na vila medieval de Monsaraz, no Alentejo, no final de um espetáculo com touro de morte autorizado pela primeira vez pela Inspeção-geral das Atividades Culturais (IGAC).

A estocada final foi dada cerca das 19h50, depois de o touro, à semelhança de anos anteriores, ter sido laçado e preso ao muro da arena improvisada, na antiga praça de armas do castelo de Monsaraz, histórica povoação localizada nas margens da albufeira de Alqueva, no concelho de Reguengos de Monsaraz.

Na sequência da autorização dada pela IGAC, na sexta-feira, o animal já não foi coberto este sábado por um pano escuro, no momento em que foi abatido, ao contrário do que aconteceu em anos anteriores.

Os promotores da novilhada popular sempre reivindicaram o mesmo regime de exceção concedido a Barrancos em 2002, tendo, mais tarde, recorrido a providências cautelares e a ações administrativas para tentar legalizar o espetáculo.

Na sexta-feira, a IGAC concedeu, pela primeira vez, autorização para a realização do espetáculo com touro de morte em Monsaraz, na sequência de duas decisões em tribunal que já tinham transitado em julgado”, explicou à agência Lusa o presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto.

Considerando que “finalmente foram reconhecidas as sentenças já proferidas”, o autarca reiterou que “o povo de Monsaraz tem razão, dada pelos tribunais”, e que “tardou o seu reconhecimento pelas autoridades do poder central”.

A novilhada de hoje, em que foi cumprida a tradição de morte do touro reivindicada pela população local, contou com uma assistência de cerca de 1.500 pessoas, que quase enchia o castelo.

Após ter sido abatido, o touro foi puxado por populares para o meio da arena improvisada.

A novilhada com touro de morte, o último lidado, faz parte do programa das festas em honra de Nosso Senhor Jesus dos Passos, que se realizam anualmente no segundo fim de semana de setembro em Monsaraz.

Segundo a tradição reivindicada pela população e autarquias locais, o espetáculo taurino – de caráter amador e popular e que termina com a morte ritualizada do touro no final da lide – realiza-se desde 1877, de forma ininterrupta.

A legislação, em vigor desde 2002, estabelece que a realização de “qualquer espetáculo com touros de morte é excecionalmente autorizada no caso em que sejam de atender tradições locais que se tenham mantido, de forma ininterrupta, pelo menos, nos 50 anos anteriores à entrada em vigor do diploma, como expressão de cultura popular, nos dias em que o evento histórico se realize”.

Nos últimos anos, a IGAC recusou conceder autorização excecional para o espetáculo com touro de morte, mas a população de Monsaraz cumpriu sempre a tradição, apesar da proibição.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O touro é abatido exatamente como nos matadouros. Eu condeno é o facto de se espetarem bandarilhas no animal provocando-lhe sofrimento.

RESPONDER

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …