Há “todos os motivos” para os médicos fazerem greve

Miguel Guimarães / Facebook

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos afirma que existem “todos os motivos” para os médicos fazerem greve. No entanto, vai ainda avaliar a forma de dar apoio à paralisação nacional convocada para abril.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, disse à Lusa que “existem todos os motivos para os médicos marcarem uma greve”, comentando desta forma a intenção da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) de realizar uma greve nacional a 10, 11 e 12 de abril.

“Existem todas as razões e mais algumas para os médicos aderirem a uma greve. Há uma insatisfação total dos médicos e dos próprios sindicatos. Ao que sei, as negociações entre sindicatos e Ordem não têm resultado em rigorosamente nada”, declarou o bastonário, que vai realizar uma reunião da direção nacional da Ordem para analisar a greve.

Nas próximas duas semanas haverá também uma reunião do Fórum Médico, que já estava prevista, na qual será também analisada a greve dos médicos.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) disse que não descarta a hipótese de se juntar à greve convocada pela FNAM, mas afirmou que ainda acredita no processo negocial que mantém com o Governo.

João Proença, o novo presidente da comissão executiva da FNAM, admitiu, no final de uma reunião do Conselho Nacional, durante o fim de semana, em Coimbra, que a FNAM vai procurar o apoio do Fórum Médico, a plataforma que reúne todas as associações médicas.

A decisão sobre a greve foi tomada “face à incapacidade do Ministério da Saúde em garantir os diversos compromissos já assumidos“, lê-se num comunicado emitido no final do encontro. Além dos três dias de greve, está também prevista uma manifestação em frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa, a 10 de abril.

A revisão das carreiras e das grelhas salariais dos médicos – tendo por base o regime das 35 horas semanais, o descongelamento imediato da carreira médica e a devida progressão salarial, bem como o propósito de dar um médico de família a todos os cidadãos estão entre as propostas defendidas pela FNAM.

 

Os médicos pretendem também a abertura de concursos anuais, a criação de um estatuto profissional de desgaste rápido, a separação progressiva dos setores público e privado, além do limite do trabalho extraordinário anual para 150 horas, “em igualdade com toda a outra função pública”.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Já agora porque não incluem nas suas reivindicações, irem para as zonas do interior, para onde não há medico que queira ir e onde tanta faltam fazem?
    Se têm tanta peninha do utente… Vão também para lá senhores doutores! Os utentes agradecem!

  2. Não há nenhum motivo para fazer greves no sector médico, isto porque os salários dos médicos levam quase metade do orçamento de saúde. Se querem fazer greves façam-no privado, a ver vamos se lhes apetece fazer greves no privado.

  3. Nestas notícias de greves de funcionários públicos os Srs jornalistas seja qual for a marca, radio, tv, online, etc., esquecem-se sempre de informar o povo dos respetivos vencimentos e das aspirações futuras. Porque será? Os grevistas proíbem? Ou fazem acordos?

Pentágono escolheu Microsoft para guardar os dados. Amazon contesta o contrato de 10 mil milhões de dólares

A Amazon anunciou esta sexta-feira que vai contestar a atribuição por parte do Pentágono de um contrato de armazenamento de dados 'online' (nuvem) no valor de 10 mil milhões de dólares à Microsoft. "Muitos aspetos do …

Queriam definir cidade à francesa, mas Marcelo não concordou e fez-se ouvir na Academia

A Academia Francesa apresentou, esta quinta-feira, ao Presidente português a nova definição da palavra cidade, mas Marcelo não esteve inteiramente de acordo, causando, segundo o próprio, um dos debates mais intensos dos mais de 350 …

Bolsonaro vai criar um partido "pobre, sem dinheiro, sem televisão". Quem for para lá, vai por amor

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou na quinta-feira que os parlamentares que o acompanharem na mudança para o Aliança pelo Brasil, o seu novo partido, apenas o farão por amor, já que terá poucos recursos …

"Solução razoável". Marcelo promulga já aumento do salário mínimo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai promulgar já esta sexta-feira o diploma que estabelece um aumento do salário mínimo nacional para 635 euros em 2020, que considera "uma solução razoável, a pensar …

Filósofo francês diz aos homens para violarem mulheres. "Eu violo a minha todas as noites"

O filósofo e escritor francês Alain Finkielkraut afimrou na quarta-feira, durante um programa da TF1 sobre casos de violação divulgados pelos media, que diz aos homens para violarem as suas mulheres. "Eu violo a minha …

Ex-administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da SATA

O antigo administrador da TAP Luís Rodrigues é o novo presidente da transportadora aérea açoriana SATA, informou hoje o executivo regional. "O presidente do Governo [Regional], Vasco Cordeiro, comunicou à Assembleia Legislativa o nome de Luís …

Mãe que deixou recém-nascido no caixote do lixo não quis abortar

A jovem cabo-verdiana, em prisão preventiva por suspeitas de ter abandonado o seu filho recém-nascido no lixo, teve a oportunidade de abortar, mas não quis. O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou, esta quinta-feira, o pedido de …

Face Oculta. MP pede 12 anos e 10 meses para Manuel Godinho

O Ministério Público (MP) defendeu esta sexta-feira a aplicação de uma pena única de 12 anos e 10 meses de prisão para o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, durante a audiência …

Maioria acredita que Governo vai durar quatro anos

Uma sondagem da Aximage revela que a maioria das pessoas entrevistadas acredita que António Costa vai concluir a sua legislatura, mesmo com um Governo que consideram de "estrutura exagerada". Uma sondagem da Aximage para o Jornal …

Tecnologia usada em Marte ajuda a detectar fugas de água em Gaia

Um sistema "pioneiro em Portugal" que recorre a tecnologia usada em Marte, para detectar água, está a ser utilizada pela empresa municipal Águas de Gaia, em Vila Nova de Gaia, para detectar fugas no sistema …