Tiroteio em escola na Nazaré faz um morto

Uma rixa entre familiares com recurso a arma de fogo e arma branca provocou um morto no interior do estabelecimento.

A informação está a ser avançada pela TVI24 que adianta que, dentro da Escola Básica 2,3 de Amadeu Gaudêncio, na Nazaré, aconteceu uma troca de tiros.

Por volta das 10 horas, os familiares de um dos alunos entraram na escola e dispararam, havendo, além disso, agressões com recurso a uma arma branca.

Os alunos presentes no estabelecimento de ensino terão entrado em pânico e ligado de imediato aos Encarregados de Educação para que pudessem sair do recinto escolar.

Os desacatos ocorreram entre familiares de alunos daquela escola, na Nazaré, Leiria, e fizeram um ferido grave, apurou a TVI junto de fonte do CDOS e do INEM.

O homem de cerca de 50 anos, foi transportado ao Hospital de Santo André, em Leiria, acabando por falecer.

Ao que a TVI apurou, o incidente ocorreu no pátio da escola e os alunos já estão a ser retirados do estabelecimento, depois de alguns terem ficado em estado choque. As aulas foram, entretanto, canceladas e a escola encerrada.

Segundo o Correio da Manhã, na origem dos desacatos terá estado um desentendimento entre familiares de um aluno do estabelecimento de ensino.

Uma das crianças que terá presenciado o momento em que a rixa aconteceu explicou que a vítima dos disparos será o avô de um menino que frequenta a escola, e o autor será o pai dessa mesma criança.

“O pai de um amigo meu deu um tiro ao avô dele. Ele tinha ordem para não ver o filho mas queria ver o filho. Trouxe uma pistola e ouvi dizer que também trouxe uma faca“, revelou.

O Jornal de Notícias, por sua vez, avança que o pai se dirigiu à escola depois de ter autorização do tribunal para ver o filho. Ao saberem disso, a mãe e o avô materno da criança foram ter ao local, onde os confrontos acabaram por ser desencadeados.

O avô do rapaz, de 52 anos, foi agredido com uma facada pelo homem e, ao tentar defender-se, acabou por ser atingido por quatro tiros.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

    • E se estivesse calado. Olhe que m**** de comentário o seu mais despropositado. “Não há qualquer tipo de prevenção para estas situações”???!!!! E para os seus comentários? Há algum tipo de prevenção?

  1. Mais casos destes irão surgir cada vez com mais frequência porque por um lado as pessoas estão cada vez mais divorciadas dos seus deveres e por outro lado pouco ou nada preparadas cívica-mente espezinhando o direito dos outros acabando como este caso em guerra, por outro lado também as decisões dos juízes geram muitas vezes mais conflitos ainda em vez de os sanar.

  2. @José Correia
    Não é nada estranho, há pessoas assim! Gente casmurra que gosta de ficar falencendo em todo o lado.
    É muito falecer.

  3. Mas porque raio não dizem que foram elementos da “raça” protegida, leia-se CIGANOS!!
    Cada vez eles ganham mais poder pois o estado tem medo e está refém das pseudo instituições que só os defendem…

    • Vários órgãos de comunicação social referiram (e bem) que eram ciganos!
      Qualquer jornalista que se preze, perante a gravide da situação, tem mais do que obrigação de fazer referência à etnia dos envolvidos, principalmente porque essa etnia não prima pela educação/civismo e normalmente só sabem resolver as situações com recurso a violência!!
      Tudo que seja criminalidade que envolva “minorias”, essa minoria deve ser referida, para sociedade civil ter uma noção do que realmente se passa (e para eles saberem que o resto da população sabe o que eles fazem)!!

  4. Decisões dos juízes no seu melhor.
    Além disso continuamos a defender as minorias, aí está o resultado.
    O Estado tem medo de tomar decisões quando estes assuntos vêm à baila para não ofender os protectores dos animais (de duas e de quatro patas), portanto não tem que ficar admirados, colhem o que semeiam e muitos mais casos há dos quais não temos conhecimento.
    Mais grave, estas minorias, continuam a viver à custa dos contribuintes.
    Para alguns comentadores patetas desta praça o meu recado; Deixem-se de tretas, analisem os assuntos como devem ser analisados, comentem com racionalidade e sem ofensas mútuas, mantendo o nível que, acredito, é o que o ZAP pretende.
    Salvo raras excepções e desde que me conheço, posso afirmar que nunca nenhum governo tomou verdadeiramente o assunto das minorias como uma questão que deve ser bem analisada.
    Mais fácil é dar-lhes mais protecção, subsídios e garantias, sem que em contrapartida exija responsabilidade, o Zé Povinho que pague isso tudo.
    Vamos aos acampamentos ciganos e o que vemos?, saque da água, saque da electricidade, entra-se em qualquer repartição do Estado e os ciganos passam à frente sem respeito pelas pessoas que estão à espera da sua vez e quem deve zelar pelo nosso bem estar, são pagos para isso, nada faz, assobiam para o lado como se estas coisas fossem as mais naturais do mundo.
    Essa etnia vive e sempre viveu com uma noção de impunidade que brada aos céus e ofende o comum dos mortais.
    Mas para os Blocos e Pcs está tudo na maior.

Trump obriga grupo chinês a vender operações do TikTok nos EUA

O Presidente norte-americano deu, na sexta-feira, 90 dias ao grupo chinês ByteDance para vender as suas operações do TikTok nos Estados Unidos, segundo um decreto presidencial assinado por Donald Trump. Trump tem acusado nos últimos meses, …

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …