Tiroteio em escola na Nazaré faz um morto

Uma rixa entre familiares com recurso a arma de fogo e arma branca provocou um morto no interior do estabelecimento.

A informação está a ser avançada pela TVI24 que adianta que, dentro da Escola Básica 2,3 de Amadeu Gaudêncio, na Nazaré, aconteceu uma troca de tiros.

Por volta das 10 horas, os familiares de um dos alunos entraram na escola e dispararam, havendo, além disso, agressões com recurso a uma arma branca.

Os alunos presentes no estabelecimento de ensino terão entrado em pânico e ligado de imediato aos Encarregados de Educação para que pudessem sair do recinto escolar.

Os desacatos ocorreram entre familiares de alunos daquela escola, na Nazaré, Leiria, e fizeram um ferido grave, apurou a TVI junto de fonte do CDOS e do INEM.

O homem de cerca de 50 anos, foi transportado ao Hospital de Santo André, em Leiria, acabando por falecer.

Ao que a TVI apurou, o incidente ocorreu no pátio da escola e os alunos já estão a ser retirados do estabelecimento, depois de alguns terem ficado em estado choque. As aulas foram, entretanto, canceladas e a escola encerrada.

Segundo o Correio da Manhã, na origem dos desacatos terá estado um desentendimento entre familiares de um aluno do estabelecimento de ensino.

Uma das crianças que terá presenciado o momento em que a rixa aconteceu explicou que a vítima dos disparos será o avô de um menino que frequenta a escola, e o autor será o pai dessa mesma criança.

“O pai de um amigo meu deu um tiro ao avô dele. Ele tinha ordem para não ver o filho mas queria ver o filho. Trouxe uma pistola e ouvi dizer que também trouxe uma faca“, revelou.

O Jornal de Notícias, por sua vez, avança que o pai se dirigiu à escola depois de ter autorização do tribunal para ver o filho. Ao saberem disso, a mãe e o avô materno da criança foram ter ao local, onde os confrontos acabaram por ser desencadeados.

O avô do rapaz, de 52 anos, foi agredido com uma facada pelo homem e, ao tentar defender-se, acabou por ser atingido por quatro tiros.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

    • E se estivesse calado. Olhe que m**** de comentário o seu mais despropositado. “Não há qualquer tipo de prevenção para estas situações”???!!!! E para os seus comentários? Há algum tipo de prevenção?

  1. Mais casos destes irão surgir cada vez com mais frequência porque por um lado as pessoas estão cada vez mais divorciadas dos seus deveres e por outro lado pouco ou nada preparadas cívica-mente espezinhando o direito dos outros acabando como este caso em guerra, por outro lado também as decisões dos juízes geram muitas vezes mais conflitos ainda em vez de os sanar.

  2. @José Correia
    Não é nada estranho, há pessoas assim! Gente casmurra que gosta de ficar falencendo em todo o lado.
    É muito falecer.

  3. Mas porque raio não dizem que foram elementos da “raça” protegida, leia-se CIGANOS!!
    Cada vez eles ganham mais poder pois o estado tem medo e está refém das pseudo instituições que só os defendem…

    • Vários órgãos de comunicação social referiram (e bem) que eram ciganos!
      Qualquer jornalista que se preze, perante a gravide da situação, tem mais do que obrigação de fazer referência à etnia dos envolvidos, principalmente porque essa etnia não prima pela educação/civismo e normalmente só sabem resolver as situações com recurso a violência!!
      Tudo que seja criminalidade que envolva “minorias”, essa minoria deve ser referida, para sociedade civil ter uma noção do que realmente se passa (e para eles saberem que o resto da população sabe o que eles fazem)!!

  4. Decisões dos juízes no seu melhor.
    Além disso continuamos a defender as minorias, aí está o resultado.
    O Estado tem medo de tomar decisões quando estes assuntos vêm à baila para não ofender os protectores dos animais (de duas e de quatro patas), portanto não tem que ficar admirados, colhem o que semeiam e muitos mais casos há dos quais não temos conhecimento.
    Mais grave, estas minorias, continuam a viver à custa dos contribuintes.
    Para alguns comentadores patetas desta praça o meu recado; Deixem-se de tretas, analisem os assuntos como devem ser analisados, comentem com racionalidade e sem ofensas mútuas, mantendo o nível que, acredito, é o que o ZAP pretende.
    Salvo raras excepções e desde que me conheço, posso afirmar que nunca nenhum governo tomou verdadeiramente o assunto das minorias como uma questão que deve ser bem analisada.
    Mais fácil é dar-lhes mais protecção, subsídios e garantias, sem que em contrapartida exija responsabilidade, o Zé Povinho que pague isso tudo.
    Vamos aos acampamentos ciganos e o que vemos?, saque da água, saque da electricidade, entra-se em qualquer repartição do Estado e os ciganos passam à frente sem respeito pelas pessoas que estão à espera da sua vez e quem deve zelar pelo nosso bem estar, são pagos para isso, nada faz, assobiam para o lado como se estas coisas fossem as mais naturais do mundo.
    Essa etnia vive e sempre viveu com uma noção de impunidade que brada aos céus e ofende o comum dos mortais.
    Mas para os Blocos e Pcs está tudo na maior.

Portugal tem menos de 2 mil internados pela primeira vez desde outubro. Há mais 38 óbitos e 691 novos casos de covid-19

Portugal registou esta terça-feira 691 novos casos de infeção por covid-19 e mais 38 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, nas …

Marcelo falou com Presidente de Israel sobre vacinação e relações bilaterais

O Presidente da República falou por telefone com o seu homólogo israelita, Reuven Rivlin, sobre a pandemia de covid-19, o processo de vacinação, as relações bilaterais e a situação geopolítica global O Presidente da República, Marcelo …

Trump e Melania foram vacinados em privado em janeiro, antes de abandonarem a Casa Branca

Donald Trump e Melania Trump foram vacinados discretamente em janeiro antes de abandonarem a Casa Branca, admitiu um conselheiro do ex-Presidente dos EUA a vários meios de comunicação do país. Segundo o New York Times, a …

Chega propõe até 12 anos de prisão para violadores e castração química dos reincidentes

Esta segunda-feira, André Ventura, deputado único do Chega, entregou no Parlamento um projeto de lei que altera o Código Penal e endurece as penas pelo crime de violação. O deputado único do Chega, André Ventura, entregou …

Tribunal de Contas continua a encontrar lacunas na informação sobre custo das medidas de resposta à pandemia

No seu segundo relatório sobre a execução orçamental das medidas de resposta à covid-19, que cobre o período até 30 de setembro, o Tribunal de Contas vê melhorias no reporte de informação face ao que …

Biden propõe ajuda financeira para as famílias separadas na fronteira com o México

Os EUA poderão vir a pagar transportes, cuidados de saúde, serviços jurídicos e serviços de emprego e de educação aos migrantes que foram separados ao abrigo da estratégia de “tolerância zero” nas fronteiras, disse o …

2 de março de 2020. Confinamentos, recordes, três vagas e um "milagre" depois

O primeiro caso de covid-19 em Portugal foi registado há precisamente um ano. 365 dias depois, o medo esfumou-se, mas a incerteza permanece. A 2 de março de 2020 foram confirmados em Portugal os primeiros casos …

Ex-presidente do Peru forçou esterilizações ilegais para reduzir pobreza no país

O ex-Presidente peruano Alberto Fujimori e os seus ministros da Saúde Eduard Yong, Marino Costa e Alejandro Aguinaga foram acusados esta segunda-feira em tribunal de terem utilizado e forçado a esterilização de mulheres andinas para …

Há um mistério geológico na Sibéria a intrigar os cientistas da NASA

Umas ondulações visíveis na superfície de uma região siberiana próxima ao rio Markha, na Rússia, estão a intrigar os investigadores da NASA. Cientistas da NASA publicaram recentemente um conjunto de imagens no portal Earth Observatory de …

ONU revela provas de envolvimento do Governo russo no envenenamento de Navalny

Especialistas da ONU que investigaram o envenenamento do líder da oposição russa, Alexei Navalny, disseram esta segunda-feira que as provas apontam para um "provável envolvimento" de altos funcionários do Estado russo. As duas investigadoras, que durante …