Thom Yorke lança novo álbum na Internet pelo BitTorrent

Serjao Carvalho / Flickr

Thom York, vocalista dos míticos Radiohead

Thom York, vocalista dos míticos Radiohead

O músico britânico Thom Yorke, dos Radiohead e Atoms for Peace, anunciou ter disponibilizado na internet um novo álbum a solo, “Tomorrow’s Modern Boxes”, com o qual experimenta uma nova forma de edição e distribuição.

Em comunicado, citado pela revista New Musical Express, Thom Yorke revela que o álbum está disponível na Internet a partir de hoje através da rede de partilha de ficheiros BitTorrent.

O BitTorrent foi criado por uma empresa norte-americana e permite a cada consumidor partilhar ficheiros e aceder aos ficheiros partilhados pelos restantes utilizadores, sem intermediários.

No comunicado, Thom Yorke e o produtor Nigel Godrich explicam que “Tomorrow’s Modern Boxes” é uma experiência e que, se correr bem, este poderá ser o caminho para que os criadores artísticos voltem a ter controlo sobre o comércio na Internet.

Os consumidores poderão adquirir o álbum através de um processo que a empresa BitTorrent designa de “bundle“, que, através de um código específico, permite aceder e descarregar ficheiros em áudio e imagem.

O álbum de Thom Yorke é o primeiro “bundle” pago do BitTorrent e custará 6 dólares (4,7 euros), dos quais 90 por cento serão pagos diretamente ao músico.

Thom Yorke tem sido, há muitos anos, crítico em relação à forma como a indústria discográfica está a reagir à partilha de ficheiros digitais e aos descarregamentos ilegais e tem promovido, através dos Radiohead e a solo, diferentes formas de edição de um álbum de música.

“Tomorrow’s Modern Boxes”, com oito músicas e respetivos vídeos, é o segundo álbum a solo de Thom Yorke e sai oito anos depois de “The Eraser”.

Segundo a empresa detentora da tecnologia BiTorrent, “mais de 170 milhões de pessoas” usam os produtos por ela desenvolvidos.

Em tempos recentes, tem sido discutida a forma como a música digital tem sido partilhada, escutada e comercializada em meios online, por uma questão de direitos de autor e por causa de remunerações para os artistas e criadores.

A par do aumento plataformas com tecnologia para ouvir música, como o YouTube, Spotify, Grooveshark e Pandora, há artistas que têm desenvolvido estratégias que tentam inovar.

Foi o que grupo rock irlandês U2 tentou fazer ao ter disponibilizado este mês e de forma gratuita, em parceria com a Apple, o álbum “Songs of Innocence” para os cerca de 500 milhões de utilizadores do serviço de venda de música iTunes.

“Songs of Innocence” só será editado em formato CD a 13 de outubro.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia está a sabotar desenvolvimento da vacina contra covid-19

Um grupo de hackers associado ao Kremlin está a tentar sabotar o desenvolvimento da vacina contra a covid-19 no ocidente. Os piratas informáticos conseguiram piratear o computador de vários investigadores. O APT29, um grupo de piratas …

Família de George Floyd apresenta queixa-crime contra Minneapolis

A família de George Floyd apresentou esta quarta-feira uma queixa-crime contra o município de Minneapolis e contra quatro polícias pela responsabilidade na morte do afro-americano às mãos da polícia, em maio, anunciaram os advogados. "Não foi …

UE reduz lista de países para reabrir fronteiras e mantém EUA e Brasil de fora

Os Estados-membros da União Europeia (UE) atualizaram, esta quinta-feira, a lista de países aos quais reabrem as fronteiras externas, mantendo de fora os Estados Unidos e o Brasil. "Na sequência da primeira revisão ao abrigo da …

24 horas depois, estátua de manifestante antirracismo em Bristol foi removida

A estátua de uma manifestante do movimento Black Lives Matter, erguida, esta quarta-feira, na cidade de Bristol, no Reino Unido, já foi removida. De acordo com o jornal The Guardian, 24 horas depois de ter sido …

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …