Há um enorme tesouro de diamantes escondido nas profundezas da Terra

Há toneladas de diamantes escondidos no interior da Terra, enterrados a mais de 160.000 metros abaixo da superfície, apurou um estudo científico realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em parceria com várias Universidades dos EUA, do Reino Unido, da França, da Austrália e da China.

A investigação realizada por esta equipa internacional de cientistas apurou que pode haver mais de um quatrilião de toneladas de diamantes escondidos no interior da Terra.

Os minerais preciosos estão enterrados a mais de 160.000 metros abaixo da superfície, a uma distância impossível de alcançar para qualquer equipa de perfuração, encontrando-se espalhados pelas chamadas “rochas cratónicas“, isto é, “as secções mais antigas e mais imóveis da rocha que fica abaixo do centro da maioria das placas tectónicas continentais”, explica o MIT em comunicado.

Estas rochas têm a forma de “montanhas invertidas” e podem prolongar-se até profundidades de 322.000 metros através da crosta terrestre e até ao seu manto. As zonas mais profundas são conhecidas por “raízes” pelos geólogos.

O estudo publicado no jornal científico G3 – Geochemistry, Geophysics, Geosystems concluiu que entre 1 a 2 por cento das “rochas cratónicas” do manto da Terra são feitas de diamantes. Dada a sua extensão, está em causa algo como um quatrilião de toneladas de diamantes ou mil milhões de milhões (1.000.000.000.000.000).

“Não conseguimos chegar-lhes, mas há muito mais diamantes lá do que alguma vez tínhamos pensado”, atesta o cientista Ulrich Faul, do Departamento das Ciências Atmosféricas, Planetárias e da Terra do MIT, citado no comunicado sobre o estudo.

As propriedades especiais do diamante

Os investigadores chegaram à descoberta depois de terem detectado uma anomalia nos dados sísmicos em registos feitos, ao longo de décadas, das ondas de som que se sentem através da Terra no seguimento de sismos, tsunamis e explosões.

Estas ondas de som servem para determinar onde é que um terramoto teve origem e também podem ser usadas para “construir uma imagem de como será o interior da Terra”, frisa o MIT.

“As ondas de som movem-se a várias velocidades através da Terra, dependendo da temperatura, da densidade e da composição das rochas pelas quais viajam”, acrescenta o comunicado da entidade.

Analisando esta relação entre “a velocidade sísmica e a composição da rocha”, os investigadores conseguiram definir uma estimativa dos tipos de rochas que compõem a crosta terrestre e partes do manto da Terra (ou litosfera). E foi assim que detectaram a anomalia nos dados sísmicos.

Para identificar a composição das rochas cratónicas que poderiam explicar as anomalias detectadas, os cientistas criaram rochas virtuais compostas por diferentes combinações de minerais.

Calcularam então a velocidade das ondas de som em cada uma dessas rochas virtuais e concluíram que só um tipo de rocha poderia provocar as anomalias verificadas, e é uma rocha constituída por 1 a 2 por cento de diamantes, por peridotito e por pequenas quantidades de eclogitos.

“O diamante, de muitas formas, é especial. Uma das suas propriedades especiais é que a velocidade do som no diamante é mais de duas vezes mais rápida que no mineral dominante nas rochas do manto superior, a olivina”, constata Faul.

Por se tratar de uma percentagem tão pequena de diamantes, não afecta a densidade das rochas cratónicas que “são como pedaços de madeira a flutuarem na água“, refere Faul. “São um pouco menos densas do que o seu entorno, por isso não são subduzidas” – ou seja, não se afundam -, continuando “a flutuar à superfície”, explica o cientista.

“Por isso, descobrimos que só são precisos 1 a 2 por cento de diamantes para os cratões serem estáveis e não se afundarem”, conclui ainda o investigador.

A descoberta não é de todo surpreendente, já que “os diamantes são forjados no ambiente de altas pressões e altas temperaturas da Terra profunda e só chegam à superfície através de erupções vulcânicas que ocorrem a cada poucas dezenas de milhões de anos”, nota o MIT.

Estas erupções criam “tubos” geológicos feitos de kimberlite, um tipo de rocha, através dos quais são expelidos os diamantes e o magma das profundezas da terra.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …

Depois das máscaras e do gel, procura por acrílico dispara

À semelhança do que aconteceu com as máscaras de proteção e com o álcool-gel, a procura mundial por acrílico está a aumentar. Primeiro foram as máscaras e o desinfetante em gel, mas agora há um novo …