A Terra devorou o seu próprio super-oceano (e pode voltar a acontecer)

Christopher Scotese / Ian Webster / Paleomap / University Of Sydney

Um novo estudo sugere que o antigo supercontinente Rodínia virou ao contrário enquanto a Terra devorava o seu próprio oceano há 700 milhões de anos.

A Rodínia foi o super-continente que precedeu a famosa Pangeia, que existiu há entre 320 milhões e 170 milhões de anos.  Num novo estudo, cientistas liderados por Zheng-Xiang Li, da Universidade Curtin, em Perth, Austrália, argumentam que super-continentes e os seus super-organismos se formam e se fragmentam em ciclos alternados que, às vezes, preservam a crosta oceânica e, às vezes, reciclam-na de volta ao interior da Terra.

“Sugerimos que a estrutura do manto da Terra só será completamente reorganizada a cada segundo super-continente – ou em todos os outros ciclos – através da regeneração de um novo super-oceano e um novo anel de fogo“, disse Li.

O “Anel de Fogo” é uma cadeia de zonas de subducção em redor do Pacífico, onde a crosta do oceano range por baixo dos continentes. Vulcões e terremotos são frequentes na zona do Anel de Fogo.

A história dos super-continentes é um pouco obscura, mas os geocientistas estão cada vez mais convencidos de que os continentes se fundem numa massa de terra gigante a cada 600 milhões de anos, em média. Primeiro veio a Nuna, que existia entre 1,6 mil milhões e 1,4 mil milhões de anos atrás. Nuna separou-se, apenas para se unir como Rodínia há cerca de 900 milhões de anos. Rodínia separou-se há 700 milhões de anos. Há cerca de 320 milhões de anos, a Pangeia formou-se.

Há padrões na circulação do manto que parecem combinar muito bem com o ciclo de 600 milhões de anos. Mas alguns minerais e depósitos de ouro e assinaturas geoquímicas na rocha antiga repetem-se num ciclo mais longo – mais próximo de mil milhões de anos.

Num artigo publicado na revista Precambrian Research, Li e os colegas argumentam que a Terra tem dois ciclos simultâneos: um super-continente de 600 milhões de anos e um super-continente de mil milhões de anos. Cada super-continente quebra e reforma-se em dois métodos alternados – a introversão e a extroversão.

Na introversão, o continente começa a dividir-se em pedaços separados por um novo oceano interno. Por qualquer motivo, os processos de subducção começam neste novo oceano interno. Nos pontos de fogo, a crosta oceânica mergulha no manto quente da Terra e o oceano interno volta para o interior do planeta. Depois, os continentes voltam a juntar-se novamente – um novo super-continente, rodeado pelo mesmo velho super-oceano.

Extroversão, por outro lado, cria um novo continente e um novo super-oceano. Nesse caso, um super-continente separa-se, criando o oceano interno. Mas desta vez, a subducção não ocorre no oceano interno, mas no super-oceano que rodeia o super-continente. A Terra engole o super-oceano, arrastando a crosta continental. O super-continente basicamente vira ao contrário: os antigos litorais fundem-se para formar um novo meio e o meio rasgado é agora a costa. Enquanto isso, há um super-oceano novo.

Nesse cenário, o super-continente Nuna separou-se e formou Rodínia via introversão. O super-oceano de Nuna sobreviveu e tornou-se o super-oceano de Rodínia, que os cientistas apelidaram de Mirovoi. Nuna e Rodínia tinham configurações semelhantes, o que reforça a noção de que Nuna se separou e se voltou simplesmente a unir.

Mas a crosta oceânica de Mirovoi começou a subductar. Rodínia separou-se quando o super-oceano desapareceu e reapareceu no outro lado do planeta como Pangeia. O novo oceano que se formou é conhecido como Panthalassa.

A Pangeia separou-se para se tornar os continentes que conhecemos hoje. Os remanescentes de Panthalassa sobrevivem na crosta oceânica do Pacífico.

Os últimos 2 mil milhões de anos de história são plausíveis, disse Mark Behn, geofísico do Boston College e Woods Hole Oceanographic Institution, que estuda a história profunda da Terra. No entanto, é difícil saber se os ciclos estudados representam um padrão verdadeiro e fundamental.

Se o padrão alternativo se mantiver, o próximo super-continente formar-se-á por introversão. Os oceanos internos criados pela quebra da Pangeia – os oceanos Atlântico, Índico e Sul – fechar-se-ão e Pacífico expandir-se-á para se tornar o único super-oceano do novo continente. Este é o futuro teórico do super-continente Amasia.

O futuro do super-continente da Terra ainda não está claro. Modelos que tentam combinar os movimentos dos continentes da Terra com a dinâmica interna do manto podem ajudar a determinar se os métodos de montagem de introversão e extroversão são realistas. Os métodos usados ​​por Li provavelmente estão no caminho certo para abordar essas questões fundamentais da tectónica de placas, disse Behn.

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

      • Bilião não é a mesma coisa que Bilhão, já que Bilião são mil milhões e Bilhão é milhão de milhões.
        No Brasil Bilião é igual a mil milhões, em Portugal representa milhão de milhões.
        isto porque existem 2 escalas, a curta e a longa, usada respectivamente pelo Brasil e Portugal, e no continente americano e europeu.

        • Vamos ver se nos entendemos, D.ª Isabel. Bilhão não existe na língua portuguesa e faz parte da escala curta utilizada no Brasil e nos países de língua inglesa e árabe. Portanto um milhão são 10 elevado a 6 e um bilião 10 elevado a 12, portanto um milhão de milhões, na escala longa. O bilhão, que não existe na língua portugesa, corresponde a 10 elevado a 9, portanto a mil milhões. Na escala curta cada novo termo superior a um milhão cresce 1000 vezes enquanto na escala longa, usada por Portugal e Europa Continental, esse crescimento é de um milhão de vezes, portanto de 10 elevado a 6. Estaremos assim enetendidos?

  1. Eu gostaria de saber como os cientistas conseguem saber o que aconteceu a 320 milhões de anos se a tecnologia que temos não é possível saber direito o que aconteceu depois da vinda e morte de Jesus Cristo.

    • É por que existe poucos registros escritos sobre a vinda de Cristo, a não ser os relatos dos apóstolos que estão na Bíblia, algo pouco confiável em termos históricos, já que são baseados em relatos não oculares.

  2. Desde quando “cristo” é um facto histórico, só aparece na biblia e em milhentas crónicas forjadas seculos após essa suposta existencia…… é o maior embuste que há memória, só comparável com a porcaria que os politicos nacionais e internacionais andam a fazer actualmente, para proteger o seu poder sejam eles, comunistas, liberais, capitalistas e os afins de cada facção que são gerados. Se o nosso planeta nos extinguir, ao nível da 1ª extinção Pré-Cambrica ou a do Triassico que extinguiu os Dinossauros, nada se perdia. O facto de sermos uma especie senciente, não nos dá o direito de dispor da natureza como fazemos.

  3. Só não entendeu quem fugiu da escola ou não a teve, infelizmente. Criticar por criticar é lamentável. Argumentos contrários embasados em outras evidências, nada. Muita bobagem nos comentários.

RESPONDER

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …

Pouco se sabe sobre a morte de Khashoggi. Mas há um homem que diz ter muito para contar

Neste momento, as informações aparecem a conta-gotas. Foi a estratégia usada pelas autoridades turcas, desde o primeiro momento, para gerir a forma como revelaram informações sobre o assassinato de Jamal Khashoggi. Khashoggi morreu dentro do consulado …

Enfermeiros marcam greve nacional para 8 de março

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) vai decretar greve nacional para dia 8 de março, para permitir a participação dos profissionais numa marcha em homenagem à enfermagem que está programada para Lisboa. O anúncio foi …

Octogenário espanhol usava bancos portugueses para lavar dinheiro

Duas agências bancárias situadas no Porto e em Valença do Minho foram usadas por um narcotraficante espanhol para lavar o dinheiro que ganhava com a venda de estupefacientes e ainda no contrabando de tabaco. Uma investigação …