Televisão russa divulga testemunho sobre alegada encenação do ataque químico

A televisão pública russa Rossiya 24 divulgou, na quarta-feira, o testemunho de um rapaz que afirma ter participado numa encenação do presumível ataque químico de 7 de abril contra Douma, na Síria.

O embaixador russo junto das Nações Unidas, Vassili Nebenzia, já defendeu perante os jornalistas que a entrevista deve ser mostrada na próxima reunião do Conselho de Segurança, como “prova das manipulações” que envolvem o suposto ataque.

Na reportagem, intitulada “A encenação da guerra”, a Rossiya 24 afirma que o rapaz, que identifica como Hassan Diab, um sírio de 11 anos, desempenhou o papel de vítima de ataque químico num vídeo filmado pela ONG de voluntários Capacetes Brancos, de onde partiu a denúncia do ataque.

“Ouvíamos na rua pessoas a gritar ‘vão para o hospital’. E corremos até lá. Quando entrei, agarraram-me de imediato, atiraram-me com água e puseram-me numa cama juntamente com outras pessoas”, conta a criança.

O rapaz não faz qualquer referência a câmaras de filmar no local, mas um homem apresentado como seu pai, Omar Diab, afirmou que “pela participação na filmagem, os combatentes deram tâmaras, bolos e arroz“.

“Quando soube que a minha família estava no hospital, fiquei louco. Saí do trabalho e regressei ao nosso distrito. Não vi ninguém, não ouvi nada sobre o ataque químico. Saí para fumar e também não senti nada”, começa por dizer.

“Entrei no hospital e perguntei pela minha família. Vi que havia muita água no chão da sala. Subi e vi a minha esposa e os meus filhos. (…) Depois deram-nos tâmaras e bolachas”, recorda.

O ataque com “gases tóxicos”, imputado às forças do regime de Bashar al-Assad, fez alegadamente mais de 40 mortos e esteve na origem da ofensiva dos EUA, Reino Unido e França contra instalações ligadas à produção e armazenamento de armas químicas.

A Síria nega a autoria do ataque e a Rússia, país aliado do regime sírio, afirma que foi encenado com a ajuda de serviços especiais estrangeiros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

26 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez, repito: jornalistas sérios, que fazem reportagens sérias, não têm lugar de destaque na imprensa mundial.
    Robert Fisk, do jornal The Independent é um deles. Até ele diz que esse “ataque químico” é uma mentira. Vou colocar o link da globo, com a notícia em português, para todos perceberem. https://oglobo.globo.com/mundo/robert-fisk-busca-pela-verdade-no-entulho-de-douma-22600271 (notícia original: https://www.independent.co.uk/voices/syria-chemical-attack-gas-douma-robert-fisk-ghouta-damascus-a8307726.html)
    Há pessoas bem doentes da cabeça, e só vos digo que não são os tipos maus que certos meios de comunicação nos querem fazer acreditar.
    Pensem por vocês próprios!

    • Jo tem toda a razao, os capacetes brancos sao um embuste ao servico do ISIS e da Al-qaeda, se existisse jornalismo em Portugal era tudo desmascarado. Até me admira a ZAP nao ter censurado este artigo por norma só traduzem fakenews da extrema esquerda americana

      • Joaquim, confesso que não tinha muitas esperanças em ver este meu comentário publicado e por duas vezes! Postei-o ontem também noutra notícia sobre o mesmo assunto.
        Nestes tempos que correm, nada escapa à Luz, toda a VERDADE será exposta para todos saberem em que mundo têm vivido, principalmente, quem são estas pessoas que nos têm governado. Ainda falta muitas farsas serem expostas, sendo uma das maiores o 11 de Setembro!
        As máscaras estão a cair. AMOR/LUZ triunfam SEMPRE!

  2. Não deixa de ser engraçado, as certezas que vocês têm, nem sequer colocam a hipótese de ter sido verdade, se analisarem bem nem sequer existe guerra na Síria, a manipulação é tramada.

    • Coloquei a hipótese de ter acontecido sim, a diferença é que não confio cegamente em tudo o que dizem.
      A moeda tem sempre dois lados.

    • Pois é, Caro Ribeiro, «nem sequer colocam a hipótese de ter sido verdade».
      Boa observação, a sua. Mas se os pontos de vista expressos nos comentários anteriores tivessem sentido contrário, isto é, fossem ao encontro da tal hipotética verdade, o Ribeiro também levantaria a questão, observando-a do outro lado? Colocaria a hipótese da verdade poder estar do lado da Síria?
      Realmente, como diz, «não deixa de ter graça» e «a manipulação é tramada».

      • Só existem duas hipóteses neste caso e atendendo a quem manipula melhor, não é necessário ser muito inteligente para adivinhar o lado.
        De resto cada um acredita no que quer e defende o que quer.

    • Ribeiro, é só usar 2 neurónios o Tico e o Teco. Nos dias após Trump dizer que a América ia sair da guerra na Síria, o Assad vai fazer a unica coisa que ia manter a América na guerra que é lançar ataques quimicos, quando com uma bomba fazia mais estragos se quisesse. E caso vá ler as noticias, este é o 3º ataque quimico, e os outros 2 após investigacoes nao conseguiram dizer que tinha sido o Assad a faze-los. Esta noticia só vem na sequencia, de várias a denunciar o embuste que tem sido inventar motivos para as guerras nunca terminarem

      • Nunca terminarem? e porque será? quem beneficia? esse raciocino é demasiado linear, é como o caso dos espiões, aquilo não foi nenhum gás tóxico, foi incenso.
        O problema é que quer o faça com intencionalidade ou não está a defender algo indefensável.
        Mas em Portugal acontece exactamente o mesmo, imagine que o país é um barco, o governo que está em funções abre um grande rombo no barco, mas aguenta-o à tona até o próximo governo entrar, mal tomam conta do navio ele vai ao fundo, é claro que a culpa é do governo que entrou, são demasiado lineares e nem sequer têm a noção que façam as manipulações que fizerem acabarão sempre por ser descobertos.

        • Ribeiro bom exemplo em que voce pegou. Ainda ha poucos dias vieram os resultados dum laboratorio suiço ao gas toxico usado no ex-expiao russo e a conclusao deles é que esse gás nao foi feito na russia. Pode ver link https://nypost.com/2018/04/14/russia-swiss-lab-analysis-shows-nerve-agent-designed-in-west/ Existe um esforço concertado em haver guerra com a Russia, a industria do armamento nos Estados Unidos sao 16% do PIB se para voce é demasiado linear que ha gente sempre interessada em lucrar eu diria que voce é um inocente. É fácil reparar que em Portugal a unica fonte usada para informacao sao as #fakenews da CNN que é um canal de propaganda de extrema esquerda, daí a minha admiracao de a ZAP ter divulgado este artigo

        • Ribeiro, você está mal informado e raciocina mal. Aliás, isso não é um raciocínio… É uma crendice num mundo de bons e maus, em que os bons são sempre os mesmos, de quem você foi doutrinado a gostar.

          Isso nota-se pela forma como você arrasta logo o assunto para todos os outros domínios onde você tem clubismos ideológicos, como seja o da a política nacional. Claro que depois tudo vem num pacote ideológico previsível: Se a questão for entre a Rússia e a Nato, você defende sempre a Nato. Se for entre os EUA e a Coreia, você defende os EUA. Se for entre a Geringonça e a PAF, você defende a PAF, se for entre Santana e Rui Rio, você defende Santana. Se for entre dizer que a culpa dos fogos de Pedrogão Grande foi do governo ou se foi dos Madeireiros que deitaram fogo à floresta, para si, foi tudo culpa do Governo. Veja lá… Eu até adivinho todos os seus clubismos ideológicos, porque essa ideias marteladas vêm todas em pacote. É mais fácil do que ter ideias avulsas… Isso obriga a raciocinar muito.

          Agora diga-me seguindo essa metáfora interessantíssima do barco furado: Aposto que também acha que os méritos deste governo se devem ao trabalho do governo anterior, não? Então por essa ordem de ideias, a trampa que o Sócrates fez ao país, foi toda feita pelo Santana e pelo Cherne, certo? Ou já não serve o raciocínio?

          Sabendo-se que no Iraque houve um embuste de Armas de Destruição Massiva como desculpa para se abarbatarem ao Petróleo; na Líbia assassinaram o Gaddafi porque ele queria implementar o Dinar para substituir o Dolar no comércio do Petróleo (mas a desculpa foi porque era uma “rogue nation”). Ribeiro… Quando é que você vai perceber que essa história da carochinha que lhe contaram nos anos 80, de que os “amaricanos” eram os “paladinos da liberdade” foi a maior patranha do um século XX? Quando é que você vai entender que a única razão dos EUA terem participado na WWII foi terem deixado o ataque a Pearl Harbour acontecer de propósito? Além de serem peritos em fazer milhões de Dólares a fazer guerra na casa dos outros (nunca na deles), os EUA no caso da WWII fizeram Biliões a reconstruir a Europa com o Plano Marshall, e finalmente asseguraram os interesses geo-estratégicos deles, mantendo a Europa toda como seu protectorado e refém do seu poderio militar.

          Os Russos são melhores ou são mais anjinhos?.. Não, claro que não são. A Rússia é um país de tradições socio-políticas assentes na brutalidade e sem qualquer tradição democrática. Nunca conheceram regime político nenhum que não fosse baseado na tirania. Querem a Crimeia pela mesma razão que querem que Assad esteja ao seu serviço, pois têm de passar o oleoduto para a China e tanto o Mar Morto como a Síria são de importancia extrema geo-estratégica para eles.

          Mas é precisamente por isso ser tão importante para a Rússia, que também é tão importante para os EUA, para o Reino Unido e para a NATO, que a Rússia não o consiga. E neste momento a NATO está a ficar desesperada de ver que não consegue impedir a Rússia de atingir os seus objectivos e por isso tem de INVENTAR qualquer coisa… Qualquer das desculpas esfarrapadas do costume, para os pararem. Agora é preciso ser muito ingénuo para, sabendo que as Armas de Destruição Massiva são a desculpa do costume para atacar sem razão, que faria sentido depois dos EUA terem dito que se retiravam do conflito na Síria, o Assad usar armas químicas para eles voltarem. Era também uma enorme coincidência, a Rússia em vésperas do Mundial ír envenenar o Skripal, quando ele já está há tanto tempo no Reino Unido. Era mesmo agora que fazía sentido os Russos fazerem isso, não era!..

          O que se passou foi simples: O Reino Unido tem um pavor da Rússia que se pela, e os EUA não querem que a Rússia tenha mais controlo no comércio do petróleo. Ao verem a Rússia a ganhar poder, tiveram de inventar alguma coisa para os atacar, e para os enfraquecer. Lembremo-nos que a Rússia é miltarmente forte mas económicamente fraca. Se eles conseguem o que querem com o petóleo, ficam económicamente fortes… E tanto os EUA como o Reino Unido, vão inventar o que for preciso para os impedir.

          Se você me pergunta se eu prefiro a Rússia aos EUA, não… Não prefiro. Mas prefiro um mundo com duas super-potências, do que com uma só. Não gosto de monopólios. O poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente.

          • Fiquei-me por aqui “Ribeiro, você está mal informado e raciocina mal. Aliás, isso não é um raciocínio…”
            Ó homem, você precisa mesmo de tratamento.

          • É óbvio que os EUA ajudaram a Europa no pós-WWII porque tinham a ganhar com isso! E então? Tratou-se de um arranjo mutuamente benéfico para as duas partes. Basta analisar como a Europa Ocidental e de Leste divergiram no espaço de apenas 20 anos.

            A política externa de qualquer país serve, por definição, interesses próprios. Nenhum país vai gastar recursos a ajudar outro se não tiver a ganhar com isso. Não há nada de errado nisso. O sucesso da cooperação Europa-EUA assim o prova, tendo-se revelado extremamente benéfica para as duas partes.

            E sim, é justo reconhecê-lo. Depois do buraco em que a Europa sozinha se meteu (WWII), foi graças aos EUA que saiu desse buraco, e deve aos EUA a liberdade, democracia e prosperidade económica de que hoje goza.

            Sim, os EUA fizeram m&$#a em muito sítio no pós-WWII, mas uma grande parte foi um mal necessário para derrotar a URSS durante a Guerra Fria.

            E, de resto, nenhum povo foi responsável por tanto sofrimento e morte por esse mundo fora como o povo Europeu, incluindo Portugal.

          • E dizer que foi o Reino Unido que envenenou o Skripal e que o ataque químico do Assado foi uma encenação, não passa de uma teoria da conspiração de calibre semelhante à que o 9/11 foi um inside job. Disparate pegado.

            Hoje em dia, no mundo globalizado em que vivemos, com Wikileaks e que tais, é cada vez mais difícil conseguir esse tipo de acrobacias.

          • Ó Miguel,…acho que o Ribeiro não tem o alinhamento que estás a apontar. Ora lê bem…
            Mas o que estás a dizer, é na ‘mouche’.
            Esta guerra já dura há 300 anos. A ‘Inglaterra’ já está nesta competição pelo ‘maior império’, há muito tempo.
            Há séculos que este tipo de ‘incidentes’ entre a Inglaterra e a Rússia acontecem.
            Até pelo domínio da Crimeia (que, já agora, sempre foi russa até que um “Chefe Soviético” resolveu ‘oferecê-la’ à República Socialista Soviética da Ucrânia (país que nunca existiu até à cimeira de Minsk de 1991. i.e. “facada nas costas do Gorbachov promovida pela CIA).
            Neste momento a premissa é até muito mais simples, ainda que com efeitos psicológicos importantes (e é isso que se pretende).
            O que se pretende é criar um movimento de boicote ao mundial de futebol da Rússia.
            O que se pretende é criar um ambiente de destruição da imagem da Rússia no plano internacional.
            O que se pretende é testar a nossa vontade de aceitar qualquer mentira como se fosse verdade, desde que venha da origem certa.
            Quem são os mestres da manipulação nas Vossas cabecinhas?
            Serão os ‘malvados’ dos Russos?
            Serão?

            • E com isso tudo, querem receber “permissão” da maioria das pessoas do mundo, para começarem uma 3ª guerra mundial.

  3. Claro que os trolls americanos vao vir a terreiro dizer que é tudo uma encenação, ok, pode ser, mas o suposto ataque quimico também poderá ser uma encenação, certo??? Porque há um ditado que diz “ou há moralidade ou comem todos. Mas o ataque dos 3 paises com ou sem encenação nao deixou de ser um ataque criminoso e terrorista. Por outro lado, mesmo os trolls russos e ou os trolls americanos, atenção, aqueles que têm neuronios e o cerebro a funcionar, podem e devem questionar porquê esta histeria do ocidente com o alegado ataque quimico, e qual o grau de interesse da siria faze-lo nesta ocasiao quando já sabia que a guerra na siria estava ganha. Agora percebemos porque a russia nao ripostou, embora eu ache que devia ter ripostado, porque os 3 locais bombardeados nao tinham qualquer valor e nao havia lá ninhem e nenhum material para destruir a nao ser os edificios, porque os 3 locais foram previamente acordados com a russia, só assim se percebe. E por outro lado leva a levantar questões dos povos dos 3 paises criminosos que efectuaram o ataque, como é que gastam milhoes de euros em misseis para nao terem qualquer efeito. Por aqui se vê que afinal o ataque dos 3 foi um rotundo falhanço e nada destruiram de importante.

    • Claro, quem não mata ninguém é criminoso, quem chacina crianças é um herói, mas tem ao menos noção daquilo que escreve? meio milhão de mortos, ataques químicos.
      Com essa lógica o Assad podia fazer milhares de ataques químicos, seriam sempre inventados pelos americanos.

      • Aconselho as pessoas menos cínicas a visualizar um filme de Hollywood que se chama “Wag the dog” (que poderia traduzir-se por “Quando a cauda abana o cão”).
        Se compreenderem a lógica do filme e o seu cabimento neste ambiente de desconfiança generalizada (provocado intencionalmente para que ganhe o ‘musculo’ da manipulação), creio que passarão a ser um pouco mais ‘cínicos’ (o que, ao contrário da crença popular não é uma coisa má)

  4. Agora vou estar a tento a ver se vejo esta noticia nos meios de comunicação Portugueses até estrangeiros. Quero ver qual o grau de independência de honestidade destes meios de comunicação. Talvez daqui a algum tempo também se saiba a verdade sobre o alegado envenenamento dos skripal. Cada vez de tem a mais FORTE SUPOSIÇÃO e o MUITO PROVAVEL envenenamento foi efectuado pelos serviços secretos ingleses, ou seja, pela inglaterra. E nada disto me surpreenderia, porque estamos numa campanha anti russofica e qualquer pretexto serve, e todas as semanas vai aparecer algo a culpabilizar a russia para manter a pressão. Foi o envenenamento, o ataque quimico, agora a investigação ao RT, o processo em tribunal nos eua por causa das eleições, e mais casos vão aparecer quando o campeonato do mundo futebol está aí a porta. Aguardemos para ver.

    • Acertou e também foram os ingleses que foram à Russia eliminar os inimigos do regime russo, ainda foram uns quantos, devia ter direito a um prémio pela sua clarividência de raciocínio.

  5. Talvez pretendam dizer que afinal a guerra na Síria não passa de uma encenação onde russos e muitos outros se divertem, bando de criminosos!

  6. Já se está a ver que chegaram os amigos do Walt Disney.
    Isto é um assunto sério. E quem não quer tirar as ‘palas’ dos olhos, aproveite para manter as suas convicções para a mesa do jantar. Assim só ‘prejudica’ a discussão caseira.
    Basta uma pequena análise histórica (da história recente) e ver, por exemplo, os níveis de apoio que os portugueses davam à causa palestiniana durante os anos 70 e 80.
    Agora comparem com esse apoio nos dias de hoje.
    Então?! O que aconteceu?
    Num país que se caracteriza pela quase ‘cristalização’ das convicções políticas, com variações mínimas de apoios partidários, há uma reviravolta tão significativa num assunto que está na actualidade internacional há décadas.
    Foi o quê? Milagre? Súbita consciencialização derivada de mudanças significativas?
    Será a situação assim tão diferente? Se alguma coisa, não acham que até piorou?
    Então o que é que acham que nos aconteceu?
    Aceitam-se sugestões de hipóteses,…Hehehehehe…

  7. E’ bem absurdo o modo como foi redigido o titulo desta noticia.
    Teria sido melhor dizer:
    “Televisão russa divulga testemunho sobre encenação do alegado ataque químico”
    e nao
    “Televisão russa divulga testemunho sobre alegada encenação do ataque químico”

RESPONDER

Criança com anemia aplástica grave submetido a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …