Há uma tecnologia que permite enviar mensagens através da pele

O dispositivo em causa traduz cada fonema da língua inglesa numa vibração distinta numa determinada parte do antebraço de pessoas previamente treinadas para as distinguir.

O ser humano demora séculos a desenvolver novas formas de comunicação. Em todo o mundo, falam-se cerca de sete mil idiomas distintos, muitos dos quais que se podem reproduzir de forma verbal, escrita ou através de sinais. O uso destes últimos é, normalmente, restrito a pessoas surdas que são incapazes de manter uma conversa falada, a menos que consigam ler os lábios da outra pessoa.

No entanto, nem todos os surdos têm o privilégio de se servir da visão para comunicar. A surdocegueira torna necessárias outras formas de comunicação, geralmente baseadas no tato.

Assim, a tecnologia que acaba de ser desenvolvida por investigadores da Universidade Purdue, em colaboração com o Facebook e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), pode tornar-se muito útil.

Segundo o Hipertextual, trata-se de uma ferramenta computacional que traduz os fonemas da língua inglesa em diferentes tipos de vibração, emitidos no antebraço de uma pessoa previamente treinada para compreendê-los.

O professor de ciência da computação e engenharia elétrica da Universidade de Purdue, Hong Z.Tan, iniciou o desenvolvimento desta tecnologia háptica (baseada no toque) depois de ter sido desafiado pelo Facebook. Para isso, os investigadores tiveram de projetar uma linguagem inteira na forma de diferentes tipos de vibrações.

Numa primeira etapa, os fonemas foram distribuídos pelo braço de maneira semelhante à colocação da língua sobre a boca para pronunciá-los. Por exemplo, os sons emitidos na frente da boca, tais como “P” ou “b” foram codificados através de vibrações no pulso. Por outro lado, os fonemas da parte de trás da boca, como “g” ou “K” estão posicionados abaixo do cotovelo.

As vogais e as consoantes também diferem: as primeiras foram convertidas em vibrações que se deslocam; enquanto que as segundas foram transformadas em vibrações estacionárias.

As pessoas que experimentaram este dispositivo iniciaram o seu treino com alguns fonemas, mas conseguiram transmitir até 500 palavras. O desempenho variou de pessoa para pessoa, mas, no geral, todas conseguiram obter bons resultados algumas horas depois de terem aprendido estes “códigos”.

Os investigadores acreditam que este sistema pode ser adaptado a outros idiomas. Além disso, estão confiantes de que seria capaz de produzir sons da vida quotidiana, além de fonemas simples.

“Poderíamos facilmente criar novos padrões de estimulação háptica que codificariam sons como uma buzina ou uma torneira aberta”, explicou Tan. Trata-se, sem dúvida, de uma ferramenta que, no futuro, poderia dar muito que falar… mas só através da vibração.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Villarreal vs Sporting | Expulsão de Jefferson trama leão

O Sporting esteve perto de dar a volta à eliminatória ante o Villarreal, dos 16 avos-de-final da Liga Europa, mas a expulsão de Jefferson no início da segunda parte comprometeu um jogo que a equipa …

Austrália vai autorizar emojis nas matrículas

A partir de março, em Queensland, as matrículas personalizadas poderão usar os famosos emojis. Contudo, pelo menos para já, estão apenas autorizadas as carinhas sorridentes. A novidade acaba de chegar à Austrália, e se para uns …

Ilhas Faroé fecham para "manutenção". Turistas só podem entrar se "vierem ajudar"

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para "manutenção" 26 e 27 de abril. Na ilha vivem 50 mil habitantes e …

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …