Há uma tecnologia que permite enviar mensagens através da pele

O dispositivo em causa traduz cada fonema da língua inglesa numa vibração distinta numa determinada parte do antebraço de pessoas previamente treinadas para as distinguir.

O ser humano demora séculos a desenvolver novas formas de comunicação. Em todo o mundo, falam-se cerca de sete mil idiomas distintos, muitos dos quais que se podem reproduzir de forma verbal, escrita ou através de sinais. O uso destes últimos é, normalmente, restrito a pessoas surdas que são incapazes de manter uma conversa falada, a menos que consigam ler os lábios da outra pessoa.

No entanto, nem todos os surdos têm o privilégio de se servir da visão para comunicar. A surdocegueira torna necessárias outras formas de comunicação, geralmente baseadas no tato.

Assim, a tecnologia que acaba de ser desenvolvida por investigadores da Universidade Purdue, em colaboração com o Facebook e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), pode tornar-se muito útil.

Segundo o Hipertextual, trata-se de uma ferramenta computacional que traduz os fonemas da língua inglesa em diferentes tipos de vibração, emitidos no antebraço de uma pessoa previamente treinada para compreendê-los.

O professor de ciência da computação e engenharia elétrica da Universidade de Purdue, Hong Z.Tan, iniciou o desenvolvimento desta tecnologia háptica (baseada no toque) depois de ter sido desafiado pelo Facebook. Para isso, os investigadores tiveram de projetar uma linguagem inteira na forma de diferentes tipos de vibrações.

Numa primeira etapa, os fonemas foram distribuídos pelo braço de maneira semelhante à colocação da língua sobre a boca para pronunciá-los. Por exemplo, os sons emitidos na frente da boca, tais como “P” ou “b” foram codificados através de vibrações no pulso. Por outro lado, os fonemas da parte de trás da boca, como “g” ou “K” estão posicionados abaixo do cotovelo.

As vogais e as consoantes também diferem: as primeiras foram convertidas em vibrações que se deslocam; enquanto que as segundas foram transformadas em vibrações estacionárias.

As pessoas que experimentaram este dispositivo iniciaram o seu treino com alguns fonemas, mas conseguiram transmitir até 500 palavras. O desempenho variou de pessoa para pessoa, mas, no geral, todas conseguiram obter bons resultados algumas horas depois de terem aprendido estes “códigos”.

Os investigadores acreditam que este sistema pode ser adaptado a outros idiomas. Além disso, estão confiantes de que seria capaz de produzir sons da vida quotidiana, além de fonemas simples.

“Poderíamos facilmente criar novos padrões de estimulação háptica que codificariam sons como uma buzina ou uma torneira aberta”, explicou Tan. Trata-se, sem dúvida, de uma ferramenta que, no futuro, poderia dar muito que falar… mas só através da vibração.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Recapitalização da CGD faz disparar défice para 3%

Sem a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), o défice orçamental de 2017 situar-se-ia nos 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas o cheque de quase 4 mil milhões de euros que o Governo …

Jovem foi violada quando estava inconsciente. Tribunal fala em "sedução mútua"

Uma jovem de 26 anos foi violada por dois indivíduos quando estava desmaiada, numa discoteca em Vila Nova de Gaia. A Relação do Porto entendeu que os criminosos não devem ser condenados a uma pena …

7 dos 10 políticos mais ricos de Portugal são do PS. Basílio tem 11 milhões

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, tem um património superior a 11,5 milhões de euros, sendo assim o político em funções mais rico de Portugal. Os dados são avançados pela revista Sábado …

Trump ameaça paralisar Governo se não houver dinheiro para o muro

O Presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou esta sexta-feira travar um acordo orçamental que permitiria evitar a paralisação das instituições federais do país, por este não prever financiamento para construir o seu desejado muro na fronteira …

Marcelo despediu-se da "verdadeira vocação" da sua vida com mensagem de esperança no futuro

O Presidente da República despediu-se na tarde desta quinta-feira da "fascinante aventura" do ensino como professor universitário de Direito, que disse ser a "verdadeira vocação" de toda a sua vida. "A universidade, a minha universidade foi …

Marques Vidal diz que hipótese de recondução nunca lhe foi colocada

Joana Marques Vidal, atual procuradora geral da República, disse nesta sexta-feira que a hipótese de recondução para um novo mandato nunca lhe foi colocada, revelando ainda que só soube da decisão ontem à noite. Em reação …

Universidade de Lisboa vai ter de devolver milhares em propinas de bolseiros

A Universidade de Lisboa vai ter de devolver milhares de euros em propinas cobradas ao longo de dois anos a estudantes de doutoramento que tinham uma bolsa de estudo atribuída pela instituição de ensino. A Universidade …

94 mortos e dezenas de desaparecidos em naufrágio na Tanzânia

Pelo menos 94 pessoas morreram num naufrágio de uma embarcação, na Tanzânia, que transportava cerca de 400 pessoa. O balanço inicial dava conta de 79 mortes e dezenas de desaparecidos. De acordo com as equipas de …

Nem extraterrestres, nem espiões. Pornografia infantil encerrou Observatório Solar

O Observatório Solar do Novo México, nos EUA, esteve encerrado durante 11 dias, sem se saber porquê. Depois dos rumores de extraterrestres ou de espionagem, descobre-se que, afinal, o fecho se deveu a uma investigação do …

Finanças confirmam fim da proibição dos prémios de desempenho

O Governo confirmou que vai eliminar no Orçamento do Estado para 2019 algumas normas para a função pública, como a proibição de atribuir prémios de desempenho ou a possibilidade de progressões na carreira por opção …