Taxistas atacam condutor da Uber e duas turistas no Porto

(dr) UBER

-

Um condutor da Uber e as duas turistas que se preparavam para seguir viagem na sua viatura foram agredidos por um grupo de taxistas, em frente ao hotel Ipanema Park, no Porto.

O carro foi apedrejado, e o motorista da Uber, de 42 anos, sofreu escoriações diversas e teve de receber tratamento numa unidade hospitalar.

“Assim que as duas turistas entraram, um grupo de taxistas começou a atirar pedras à viatura e depois arrancaram à força o motorista e as duas mulheres do interior”, explicou José Costa, colega da vítima, ao CM. As duas turistas acabaram por abandonar o local a pé.

Além deste incidente, um outro episódio de violência de taxistas sobre um motorista Uber ocorreu este sábado, no Porto, e no mesmo local, a praça de táxis do Hotel Ipanema.

Dois taxistas foram identificados pela PSP pela “alegada autoria de danos materiais” em duas viaturas da Uber e “intimidação e agressão física” aos dois condutores, revelou este domingo uma fonte policial.

Segundo a PSP, os taxistas terão ainda agredido um terceiro indivíduo que chegou antes da polícia para auxiliar os condutores vítimas de intimidação e agressão.

A 16 de março, a PSP identificou também um taxista como sendo o alegado autor de danos numa viatura parada junto à estação de Campanhã, no Porto. Na altura, um cidadão terá sido vítima de agressões verbais e queixou-se de que a sua viatura sofreu danos diversos.

A 16 de fevereiro, à porta do mesmo hotel Sheraton, no Porto, dois motoristas da Uber foram também agredidos por quatro pessoas, duas das quais taxistas.

A semana passada, um passageiro ouvido pelo Observador diz ter sido “cercado por um grupo de oito a dez taxistas” quando se preparava para apanhar uma viatura Uber no Aeroporto Sá Carneiro, no Porto.

“Tu aqui não carregas. Põe-te a andar, senão ainda vais ter problemas”, ameaçaram os taxistas, segundo conta ao jornal o passageiro, Pedro Simões, aveirense de 27 anos.

Impedido de seguir viagem, Pedro afastou-se do local e chamou um novo Uber. Quando, 8 minutos mais tarde, a viatura chegou, surgiu novamente o mesmo grupo de oito a dez taxistas e cercou-a, insultando a motorista, Marta Magalhães.

“Eles devem ter instalado a aplicação e andam a ver os carros que estão perto daquele local. É a única hipótese”, diz Pedro Simões.

Marta Magalhães, que faz serviços para a Uber desde novembro, diz que esta não é a primeira vez que é atacada por taxistas. “No mês passado, furaram-me os pneus”, conta a motorista ao Observador.

“Somos contrários a este tipo de atitudes, que em nada dignificam a classe dos taxistas”, afirmou Florêncio Almeida, dirigente da ANTRAL, ouvido pelo Correio da Manhã.

“Não podemos confundir a classe dos taxistas com meia dúzia de indivíduos”, diz o dirigente.

Armando Batista AJB, ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Não é a unica classe profissional do pais com direito a bater, é da Europa, eles batem em toda a Europa.

    Este é um problema da justiça não funcionar, quando a justiça não funciona entra a justiça popular. É um fenómeno que está estudado e provado sociologicamente. Não entendo a admiração em relação a isto.

    • Acredita então o José que as atitudes deste bando de selvagens têm justificação pela falta de ação da justiça?…
      É elemento do bando, ou daqueles que ganham com o lobby?
      Na realidade, espero que estes ataques selvagens levem a uma alteração da lei com a abertura mais que justa a um serviço melhor com outros operadores.
      Seria irónico que estas notícias fossem o click que falta para que os taxistas percam o monopólio.
      Conto com isso, e se for necessário assino qualquer petição a favor da UBER.

      “-Não podemos confundir a classe dos taxistas com meia dúzia de indivíduos”.-

      Infelizmente a meia dúzia não está do lado que refere… a grande maioria identifica-se com estes actos, está a querer enganar quem???

  2. Tristes estes senhores taxistas….
    Mais tristes ainda os Srs. da Uber que não sabem se juntar e fazer o mesmo…pagar da mesma moeda…
    Eu trabalho na venda de colchões em uma loja da especialidade… e se fosse na mesma cantiga, ia para um hipermercado partir tudo porque também vendem colchões… em vez de alimentares
    Srs. taxistas…evoluam e apresentem melhores serviços e preços…o cliente têm o direito de escolher o serviço….

    • Pois é facto de os motoristas da UBER não pagarem da mesma moeda que faz vcom que a serviço seja diferenciado e com que os taxistas contribuam, cada vez mais, para denegrirem a sua imagem. Que rica figura que eles fazem e que imagem espetacular os turistas ficam dos taxistas. Muito lindo sim senhor. Não se vai generalizar esta tipo de atitude a toda a classe taxista, mas porra, tenham maneiras e pode der que não percam tantos clientes.

  3. Eu não sou utilizador de Táxis ou do Uber… mas acho bem o Uber algo inovador que vem dar a possibilidade de melhores preço e serviços!
    Pois eu sei de tantas histórias verídicas de taxistas…
    Tipo viagem entre Aeroporto de Lisboa e a Gare do Oriente o taxista ficou chateado e a resmungar (“Vai tudo para o oriente…”) ou seja como a viagem era curta e o passageira não era um truísta ficou chateado por não poder esfolar uns belos euros!
    Mais, taxista as voltas por Lisboa quando devia ir de Sete Rios para o Bairro Alto, dizia que era o caminho mais curto… foi pena o cliente conhecer bem o zona e lhe ter dito que podias dar as voltas que quisesse que no fim só lhe ia pagar o que pagava todos os dias! (Toma…)
    Taxistas no Porto de Lisboa dizem não estar de serviço sempre que são abordados por um cliente não turista… estão sempre à espera de esfolar os turistas…

    E muito…. Muito mais…
    Podem não ser todos mas as coisas tem de mudar…

  4. Os senhores taxistas deviam era ter vergonha. Em vez de andarem a “roubar” os clientes que entram no aeroporto de Lisboa e que por 2 ou 3 km levam mais de 25 euros. Se tiver um carro da Uber ou de outra qualquer entidade jamais entrarei na porcaria de um taxi. È triste pagar toda uma classe por causa de alguns, mas esses que se revoltem com os colegas e não com quem presta um serviço melhor com melhores condições e preços.

  5. Vão longe, estes taxistas…
    Se continuarem assim, vão mesmo acabar com a própria classe!…
    Se as pessoas vão para UBER, se calhar, os taxistas, em vez de se comportarem como animais, talvez devessem tentar aprender e evoluir, para não perderem clientes!
    Basta ver as taxas de satisfação dos clientes da UBER e comparar com os números dos taxistas, para ver onde está o porblema!…

  6. Eu só gostava de ver neste tipo de casos, os culpados serem acusados e sujeitos a penas pesadas, pois eu por defender um familiar, parti um braço a um energúmeno e apanhei 2 anos de pena suspensa por praticar justiça por mãos próprias apesar de ser reconhecida a razão. Isto é pura e simplesmente uma analogia mas é para servir como exemplo da injustiça da justiça que, dizem que é cega mas deve ser só de um olho.

    • Esse mesmo energúmeno receberia uma visitinha minha à noite sozinho sem testemunhas e aí fazia-lhe uns ajustes estéticos mais condicentes com a condição de energúmeno.

  7. E como resolveram os taxistas alemães o problema da Uber? Simples, aprenderam a evoluir e criar algo idêntico à Uber, disponibilizando também uma aplicação móvel idêntica à da Uber: https://de.mytaxi.com/en/index.html
    E assim é que deveria de funcionar em Portugal: aprender e evoluir com a concorrência e não apenas livrar-se dela…

RESPONDER

Líder do CDS/Madeira omitiu empréstimo ao TC

Rui Barreto, líder do CDS Madeira, não declarou o empréstimo feito por César do Paço, a título individual, nas vésperas da campanha eleitoral para as legislativas regionais de 2019. O líder do CDS Madeira não declarou …

Washington D.C. pode estar prestes a tornar-se o 51.º estado dos EUA

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou mais uma vez um projeto de lei para conceder a Washington D.C. o estatuto de estado. A cidade pode vir a ser 51.º estado do país. De acordo …

Vai nascer um megacentro de dados em Sines. Investimento pode gerar até 1.200 empregos

O projeto de um novo data centre em Sines prevê um investimento de até 3,5 mil milhões de euros, que criará até 1.200 postos de trabalho diretos altamente qualificados. "Tem o potencial de ser o maior …

Oposição unida aborrece o senhor das contas. Aprovações podem pôr em causa estabilidade financeira

No Parlamento, o Governo continua a ser surpreendido com aprovações de medidas pela oposição. Nas Finanças, fazem-se contas e deixam-se avisos. "A repetição sistemática deste tipo de aprovações pela Assembleia da República poderá vir a colocar …

“Está tudo em aberto”. Capitães de Abril admitem abandonar celebrações (e desfile pode ser cancelado)

Após a polémica levantada pela exclusão da Iniciativa Liberal do cortejo, o presidente da Associação 25 de Abril (A25A), Vasco Lourenço, convocou uma reunião da comissão promotora do tradicional desfile comemorativo do 25 de Abril, …

Governo vai usar empréstimos para capitalizar empresas a fundo perdido. Estradas terão financiamento nacional

O Governo pode vir a usar os 2,3 mil milhões adicionais do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para reforçar os capitais próprios das empresas e este dinheiro pode ser canalizado via subvenções a fundo …

Clubes que desistiram da Superliga vão ter de pagar multa (que pode ser de 300 milhões)

Os clubes que desistiram da ideia de formar uma Superliga Europeia vão ter de pagar uma multa. Apenas Real Madrid e Barcelona ainda não anunciaram a sua saída. Os relatos relativamente ao valor da coima variam …

Antiga moradia do Gerês de CR7 não vai ser demolida. O crime prescreveu

Apesar da IGAMAOT considerar que a construção foi executada à revelia do projeto aprovado, o Ministério Público diz que o caso tem de ser arquivado porque o crime prescreveu. De acordo com o que noticia o …

"Passaporte dourado". Férias, doações ou investimentos: o esquema de Malta para vender a sua nacionalidade

Malta, membro da União Europeia e do espaço Schengen, começou a vender a nacionalidade maltesa há mais de oito anos. Contudo, e-mails da empresa facilitadora, a Henley & Partners, mostram que a "ligação genuína" ao …

Aprovadas alterações à lei eleitoral autárquica. Eleitores em confinamento podem votar em casa e em lares

A Assembleia da República aprovou esta quinta-feira, por maioria, as alterações à lei eleitoral autárquica, que dá resposta às reivindicações dos movimentos de autarcas independentes que se queixavam de dificultar as candidaturas. Votaram a favor PS, …