Taxistas atacam condutor da Uber e duas turistas no Porto

(dr) UBER

-

Um condutor da Uber e as duas turistas que se preparavam para seguir viagem na sua viatura foram agredidos por um grupo de taxistas, em frente ao hotel Ipanema Park, no Porto.

O carro foi apedrejado, e o motorista da Uber, de 42 anos, sofreu escoriações diversas e teve de receber tratamento numa unidade hospitalar.

“Assim que as duas turistas entraram, um grupo de taxistas começou a atirar pedras à viatura e depois arrancaram à força o motorista e as duas mulheres do interior”, explicou José Costa, colega da vítima, ao CM. As duas turistas acabaram por abandonar o local a pé.

Além deste incidente, um outro episódio de violência de taxistas sobre um motorista Uber ocorreu este sábado, no Porto, e no mesmo local, a praça de táxis do Hotel Ipanema.

Dois taxistas foram identificados pela PSP pela “alegada autoria de danos materiais” em duas viaturas da Uber e “intimidação e agressão física” aos dois condutores, revelou este domingo uma fonte policial.

Segundo a PSP, os taxistas terão ainda agredido um terceiro indivíduo que chegou antes da polícia para auxiliar os condutores vítimas de intimidação e agressão.

A 16 de março, a PSP identificou também um taxista como sendo o alegado autor de danos numa viatura parada junto à estação de Campanhã, no Porto. Na altura, um cidadão terá sido vítima de agressões verbais e queixou-se de que a sua viatura sofreu danos diversos.

A 16 de fevereiro, à porta do mesmo hotel Sheraton, no Porto, dois motoristas da Uber foram também agredidos por quatro pessoas, duas das quais taxistas.

A semana passada, um passageiro ouvido pelo Observador diz ter sido “cercado por um grupo de oito a dez taxistas” quando se preparava para apanhar uma viatura Uber no Aeroporto Sá Carneiro, no Porto.

“Tu aqui não carregas. Põe-te a andar, senão ainda vais ter problemas”, ameaçaram os taxistas, segundo conta ao jornal o passageiro, Pedro Simões, aveirense de 27 anos.

Impedido de seguir viagem, Pedro afastou-se do local e chamou um novo Uber. Quando, 8 minutos mais tarde, a viatura chegou, surgiu novamente o mesmo grupo de oito a dez taxistas e cercou-a, insultando a motorista, Marta Magalhães.

“Eles devem ter instalado a aplicação e andam a ver os carros que estão perto daquele local. É a única hipótese”, diz Pedro Simões.

Marta Magalhães, que faz serviços para a Uber desde novembro, diz que esta não é a primeira vez que é atacada por taxistas. “No mês passado, furaram-me os pneus”, conta a motorista ao Observador.

“Somos contrários a este tipo de atitudes, que em nada dignificam a classe dos taxistas”, afirmou Florêncio Almeida, dirigente da ANTRAL, ouvido pelo Correio da Manhã.

“Não podemos confundir a classe dos taxistas com meia dúzia de indivíduos”, diz o dirigente.

Armando Batista AJB, ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Não é a unica classe profissional do pais com direito a bater, é da Europa, eles batem em toda a Europa.

    Este é um problema da justiça não funcionar, quando a justiça não funciona entra a justiça popular. É um fenómeno que está estudado e provado sociologicamente. Não entendo a admiração em relação a isto.

    • Acredita então o José que as atitudes deste bando de selvagens têm justificação pela falta de ação da justiça?…
      É elemento do bando, ou daqueles que ganham com o lobby?
      Na realidade, espero que estes ataques selvagens levem a uma alteração da lei com a abertura mais que justa a um serviço melhor com outros operadores.
      Seria irónico que estas notícias fossem o click que falta para que os taxistas percam o monopólio.
      Conto com isso, e se for necessário assino qualquer petição a favor da UBER.

      “-Não podemos confundir a classe dos taxistas com meia dúzia de indivíduos”.-

      Infelizmente a meia dúzia não está do lado que refere… a grande maioria identifica-se com estes actos, está a querer enganar quem???

  2. Tristes estes senhores taxistas….
    Mais tristes ainda os Srs. da Uber que não sabem se juntar e fazer o mesmo…pagar da mesma moeda…
    Eu trabalho na venda de colchões em uma loja da especialidade… e se fosse na mesma cantiga, ia para um hipermercado partir tudo porque também vendem colchões… em vez de alimentares
    Srs. taxistas…evoluam e apresentem melhores serviços e preços…o cliente têm o direito de escolher o serviço….

    • Pois é facto de os motoristas da UBER não pagarem da mesma moeda que faz vcom que a serviço seja diferenciado e com que os taxistas contribuam, cada vez mais, para denegrirem a sua imagem. Que rica figura que eles fazem e que imagem espetacular os turistas ficam dos taxistas. Muito lindo sim senhor. Não se vai generalizar esta tipo de atitude a toda a classe taxista, mas porra, tenham maneiras e pode der que não percam tantos clientes.

  3. Eu não sou utilizador de Táxis ou do Uber… mas acho bem o Uber algo inovador que vem dar a possibilidade de melhores preço e serviços!
    Pois eu sei de tantas histórias verídicas de taxistas…
    Tipo viagem entre Aeroporto de Lisboa e a Gare do Oriente o taxista ficou chateado e a resmungar (“Vai tudo para o oriente…”) ou seja como a viagem era curta e o passageira não era um truísta ficou chateado por não poder esfolar uns belos euros!
    Mais, taxista as voltas por Lisboa quando devia ir de Sete Rios para o Bairro Alto, dizia que era o caminho mais curto… foi pena o cliente conhecer bem o zona e lhe ter dito que podias dar as voltas que quisesse que no fim só lhe ia pagar o que pagava todos os dias! (Toma…)
    Taxistas no Porto de Lisboa dizem não estar de serviço sempre que são abordados por um cliente não turista… estão sempre à espera de esfolar os turistas…

    E muito…. Muito mais…
    Podem não ser todos mas as coisas tem de mudar…

  4. Os senhores taxistas deviam era ter vergonha. Em vez de andarem a “roubar” os clientes que entram no aeroporto de Lisboa e que por 2 ou 3 km levam mais de 25 euros. Se tiver um carro da Uber ou de outra qualquer entidade jamais entrarei na porcaria de um taxi. È triste pagar toda uma classe por causa de alguns, mas esses que se revoltem com os colegas e não com quem presta um serviço melhor com melhores condições e preços.

  5. Vão longe, estes taxistas…
    Se continuarem assim, vão mesmo acabar com a própria classe!…
    Se as pessoas vão para UBER, se calhar, os taxistas, em vez de se comportarem como animais, talvez devessem tentar aprender e evoluir, para não perderem clientes!
    Basta ver as taxas de satisfação dos clientes da UBER e comparar com os números dos taxistas, para ver onde está o porblema!…

  6. Eu só gostava de ver neste tipo de casos, os culpados serem acusados e sujeitos a penas pesadas, pois eu por defender um familiar, parti um braço a um energúmeno e apanhei 2 anos de pena suspensa por praticar justiça por mãos próprias apesar de ser reconhecida a razão. Isto é pura e simplesmente uma analogia mas é para servir como exemplo da injustiça da justiça que, dizem que é cega mas deve ser só de um olho.

    • Esse mesmo energúmeno receberia uma visitinha minha à noite sozinho sem testemunhas e aí fazia-lhe uns ajustes estéticos mais condicentes com a condição de energúmeno.

  7. E como resolveram os taxistas alemães o problema da Uber? Simples, aprenderam a evoluir e criar algo idêntico à Uber, disponibilizando também uma aplicação móvel idêntica à da Uber: https://de.mytaxi.com/en/index.html
    E assim é que deveria de funcionar em Portugal: aprender e evoluir com a concorrência e não apenas livrar-se dela…

RESPONDER

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …

"Um incendiário como chefe dos bombeiros". Irão na Comissão sobre o Estatuto da Mulher gera indignação

O Irão foi eleito esta segunda-feira para a Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher durante um mandato de quatro anos, juntamente com China, Japão, Líbano e Paquistão. A Comissão sobre o Estatuto da …

Busca em contrarrelógio. Submarino desaparecido na Indonésia tem 72 horas de oxigénio

O almirante chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio. Em conferência de imprensa, Yudo Margono …