Arqueólogos fizeram um TAC à misteriosa múmia-falcão (e tiveram uma surpresa)

No início do século XX os arqueólogos encontraram no Egito uma misteriosa “múmia de falcão”. Entretanto, uma análise recente permitiu aos cientistas perceber que dentro da múmia não se encontrava o corpo de uma ave, mas o de um bebé que nasceu morto.

A famosa “múmia de falcão” encontrada num túmulo do século III a.C., que pertence desde 1925 ao museu Maidstone, no Reino Unido, não parecia ter nada de estranho. Mas após uma análise com micro-tomografia computorizada, uma equipa internacional de cientistas encontrou agora algo que não tinha nada a ver com os restos de um pássaro.

Após análise das imagens obtidas, a equipa liderada pelo bioarqueólogo Andrew Nelson, especialista em múmias da Western University, no Canadá, concluiu que dentro da múmia não se encontrava o corpo de uma ave. Tratava-se afinal de um bebé prematuro, com entre 23 e 28 semanas.

Segundo informou esta quinta feira em comunicado a Western University, o bebé nasceu morto. A criança sofria de anencefalia – ausência de cérebro completamente desenvolvido. De acordo com os investigadores, o nascimento e a morte do bebé foi uma tragédia tremenda para a sua família.

Uma das imagens obtidas por micro-tomografia computorizada mostra que a parte superior do crânio, na qual estaria em situações normais alojado o cérebro da criança, não se formou completamente. A imagem mostra também malformações nas vértebras.

Western University

A micro-tomografia computorizada mostrou que o cérebro da criança não se formou

Segundo explicou Andrew Nelson, é provável que o aspecto extraordinário da criança tenha inspirado os pais a mumificar o corpo e convertê-lo num talismã. Os especialistas supõem que os egípcios antigos consideravam os bebés extraordinários como seres mágicos – razão pela qual os pais da malograda criança mumificaram o seu corpo.

Os cientistas defendem actualmente que os antigos egípcios aprenderam a fazer múmias há cerca de 4000 anos, criando um líquido para embalsamar os corpos – um segredo que se perdeu entretanto nas areias do tempo.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. E os egípcios até há bem pouco tempo habitavam no Egipto actualmente parece terem mudado de local e habitam no Egito e talvez se devesse chamar-lhes agora de egitos, coisas dos tempos modernos!.

      • Será devido à distância geográfica e o P perdeu-se pelo caminho talvez tenha ficado no fundo do oceano Atlântico, em português e em Portugal sempre foi EGIPTO embora alguns actualmente teimem em escrever em portuganhês.

        • E o caro Vasco aparenta ser um pouco desinformado porque estamos, há já algum tempo, na presença de um acordo ortográfico que define claramente a forma da grafia de Egito. É apenas ignorante ou simplesmente palerma?

          • Não é por ignorância, simplesmente recuso é ser palerma ou parvo como aqueles que se imaginam espertos ao sentirem-se no direito de dar pontapés na ortografia consoante muito lhes apetece, esse é um facto mas não um fato.

    • Nunca tive problemas na grafia daí, meus problemas, e de outros que conheço, são do sentido que vocês dão as palavras.
      Mas está seria uma discussão para uma lista de discussão.

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …