Supremo da Venezuela anula decisões do parlamento, oposição não vai acatar

chavezcandanga / Flickr

Asamblea Nacional de Venezuela

Asamblea Nacional de Venezuela

O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela declarou esta segunda-feira que todas as decisões do parlamento, controlado pela oposição, serão inválidas, depois de três deputados terem sido investidos apesar de suspensos por aquele órgão. A oposição venezuelana considerou “impossível acatar” a decisão.

Os parlamentares que apoiam Nicólas Maduro pediram ao Supremo Tribunal de Justiça, no passado dia 7, que declare a nulidade de qualquer decisão tomada pela Assembleia Nacional, enquanto continuarem em funções três deputados a quem foi suspensa a função por dúvidas em relação ao seu processo de eleição.

Esta segunda-feira, o Supremo Tribunal de Justiça considerou “nulos” os actos passados pela Assembleia Nacional venezuelana, enquanto três membros da oposição permanecerem como deputados.

A oposição venezuelana considerou ser “impossível acatar” esta decisão do Supremo.

“Não há forma alguma de se poder acatar ou executar esta sentença, absolutamente política e nada jurídica“, disse o vice-presidente da Assembleia Nacional, Simón Calzadilla.

Segundo Simón Calzadilla, a decisão do STJ “é uma sentença inútil, como a anterior, e a perpetração de um plano político orquestrado pelo Partido Socialista Unido da Venezuela para desviar a atenção dos problemas dos venezuelanos”.

Acabou-se esse governo de características totalitárias, hegemónico, soberbo. É hora de mudar”, disse Calzadilla aos jornalistas, sublinhando que a única possibilidade é que o Governo venezuelano dê um golpe ao parlamento.

A decisão do Supremo foi tomada pela Sala Eleitoral, uma das seis salas que compõem o STJ, e aparece publicada na página institucional daquele organismo na internet.

Segundo o STJ, são “nulos, absolutamente, os actos da Assembleia Nacional que tenham sido ditados ou se ditem enquanto se mantiver a incorporação dos cidadãos sujeitos à decisão”.

A aliança opositora Mesa de Unidade Democrática obteve, nas eleições de 6 de dezembro último, uma vitória histórica, a primeira em 16 anos, tendo conseguido eleger 112 dos 167 lugares que compõem o parlamento.

Esta maioria de dois terços confere à oposição amplos poderes e marca uma viragem história contra o regime chavista, protagonizado pelo Presidente Hugo Chávez e continuado por Nicolás Maduro.

ZAP / ABr

PARTILHAR

RESPONDER

Surtos em lar e infantário fazem 38 infetados nas Caldas da Rainha

Dois surtos de covid-19 foram detetados num lar e num infantário nas Caldas da Rainha, com um total de 38 pessoas infetadas, cinco das quais crianças, confirmou este domingo à agência Lusa o presidente da …

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …