Supremo britânico decide que Brexit só avança se passar pelo Parlamento

surreynews / Flickr

Theresa May, primeira-ministra britânica

Theresa May, primeira-ministra britânica

O Supremo Tribunal do Reino Unido decidiu hoje que o Governo britânico terá de obter a aprovação do Parlamento antes de iniciar os procedimentos de saída da União Europeia, em mais uma derrota política para a primeira-ministra Theresa May.

Anunciada esta manhã, a decisão do Supremo foi aprovada por maioria, mas sem unanimidade.

“Hoje, por uma maioria de oito votos contra três, o Supremo Tribunal determina que o Governo não pode acionar o artigo 50 sem uma decisão parlamentar que o autorize a fazê-lo”, afirmou David Neuberger, presidente do tribunal.

O Supremo Tribunal decidiu também que o Governo não terá de consultar a Escócia, o País de Gales ou a Irlanda do Norte antes de iniciar o processo de saída.

Não é esperado que o Parlamento decida em sentido diferente do referendo de junho do ano passado, mas deverá impor alterações ao plano já anunciado por Theresa May.

Esta decisão poderá atrasar o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, depois de a governante ter manifestado intenção de acionar o Artigo 50º do Tratado de Lisboa da União Europeia e iniciar os procedimentos para o Brexit no final de março.

Decisão de Supremo Tribunal “não muda nada” no calendário

O Governo britânico afirmou que a decisão do Supremo Tribunal britânico de obrigar Downing Street a obter a aprovação do Parlamento sobre o lançamento das negociações de saída da União Europeia “não muda nada” no calendário do Brexit.

“Os britânicos votaram a favor da saída da União Europeia e o Governo cumprirá essa vontade, ativando o artigo 50.º antes do final de março, como previsto. A decisão de hoje não muda nada”, afirmou o Governo britânico num comunicado divulgado pelas agências internacionais.

O ministro britânico responsável pelas negociações do Brexit, David Mills, fará hoje uma declaração no Parlamento britânico pelas 12h30 sobre os próximos passos, sendo que não é expectável que o Governo de Theresa May venha anunciar a aprovação de legislação de emergência para a aprovação do início do processo de saída da UE.

“Respeitamos a decisão do Supremo Tribunal e anunciaremos em breve ao Parlamento os próximos passos”, afirmou hoje um porta-voz do Nº 10 da Downing Street.

“É importante recordar que o Parlamento apoiou o referendo por uma margem de seis para um e já manifestou o seu apoio ao início dos procedimentos de saída [da EU] no calendário que estabelecemos”, acrescentou o porta-voz de Theresa May.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …