Suíços querem limitar trabalhadores estrangeiros. E agora?

N. Palmer (CIAT) / CGIAR Climate / Flickr

-

A França e a Alemanha manifestaram-se hoje preocupadas com o resultado do referendo da Suíça para instituir quotas anuais para os imigrantes da União Europeia. Veja também a revista de imprensa dos principais jornais.

O “sim” ao endurecimento da política de imigração suíça, que prevê restrições que abrangem cidadãos de países da União Europeia, ganhou com 50,34% dos votos, num referendo em que a participação superou os 50%.

Na reação, o ministro das finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, disse que o voto provocará “uma quantidade de dificuldades para a Suíça”, enquanto o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, avisou que “prejudicará a Suíça por ser egocêntrica”.

A comissária europeia da Justiça, Viviane Reding, disse ao Financial Times que “o mercado único não é um queijo suíço: não se pode ter um mercado único com buracos”.

Por seu turno, Laurent Fabius declarou à rádio RTL que o resultado do referendo é “má notícia, tanto para a Europa como para a Suíça” e que a Europa irá “rever as suas relações” com a Suíça.

“É um voto preocupante porque significa que a Suíça quer fechar-se sobre si mesma (…) e é paradoxal porque a Suíça faz 60% do seu comércio externo com a UE”, sublinhou o ministro dos Negócios Estrangeiros francês.

Os acordos bilaterais entre a Suíça e a UE demoraram anos a negociar. Desde 2007, a maioria dos 500 milhões de residentes da UE estavam em pé de igualdade com os cidadãos suíços no acesso ao mercado de trabalho naquele país, em resultado de um a política aprovada em referendo em 2000.

No entanto, um movimento liderado pelo pela extrema direita conseguiu reverter o acordo, argumentando ter sido um erro enorme.

Revista de imprensa

A imprensa europeia questiona-se também sobre as consequências do sucesso do referendo suíço contra a imigração, nomeadamente as relações da confederação helvética com a União Europeia.

O jornal francês Libération escreveu que com esse resultado, “os suíços fecham as fronteiras”. O politólogo Jean-Yves Camus refere numa coluna de opinião que “o egoísmo económico é a principal componente deste voto”. “Os Suíços votaram para a instauração de quotas”, anuncia por seu turno Le Figaro.

Na Alemanha, o jornal Die Welt estima que “a Suíça deve rever a sua proximidade com a UE”. “Continuar assim não é uma opção. O (partido nacionalista) UDC vai aprender como é difícil separar os aspetos positivos dos contratos bilaterais com Bruxelas dos aspectos indesejados”, sublinha o diário.

Já o Berliner Zeitung mostrou-se mais compreensivo: “Os que criticam o medo de serem invadidos por estrangeiros deveriam pelo menos refletir sobre o facto de na Suíça, a percentagem de estrangeiros ser, com 23% da população total, quase três vezes superior à da Alemanha.”

Em Espanha, o El País publicou na sua página de Internet que “o resultado vai forçar a União Europeia a repensar a sua estreita relação com a Suíça e pôr fim à livre circulação de pessoas em vigor desde 2002”. Este referendo “abrirá uma crise política séria entre os dois interlocutores“, lê-se.

Na sua versão em papel, o El País publica um editorial intitulado “Consequências perversas”, no qual afirma que “a vitória dos opositores à imigração em massa na Suíça terá consequências para todos na Europa“.

“Não apenas isso colocará em questão o acordo sobre a livre circulação de pessoas estabelecido com a UE, como reflete também a agitação populista e xenófoba que percorre o velho continente a menos de três meses das eleições europeias”. “Trata-se do pior resultado possível para a maioria dos políticos e empreendedores suíços”.

Para o jornal ABC, este referendo “coloca em perigo os laços [da Suíça] com a União Europeia”. “Este resultado surpreendeu a classe política e representa um duro golpe para a política europeia do Conselho Federal, que deve agora repensar as suas relações políticas com a UE”, escreveu.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Na Suiça o povo é quem mais ordena.O povo da Confederação Hélvetica, entenda-se.Há aguardar pela vontade do povo soberano que este é.

RESPONDER

Cientistas já sabem como é que raro tipo sanguíneo ajuda a prevenir a malária

Um raro tipo sanguíneo, encontrado apenas em algumas partes da África Oriental, parece proporcionar uma resistência natural à malária. Cientistas pensam ter descoberto como é isto possível. Em 2017, depois de terem analisado milhares de genomas no …

"Nem mais um tostão". Rio defende nova auditoria ao Novo Banco (e vai votar a favor do projeto do BE)

O presidente do PSD sugeriu que seja realizada uma auditoria ao Novo Banco por uma instituição pública como o Tribunal de Contas (TdC) e disse estar disponível para aprovar a proposta de comissão de inquérito …

O propósito do sono muda repentinamente quando somos crianças

Uma equipa de investigadores identificou uma mudança repentina no propósito pelo qual precisamos de dormir. A alteração foi verificada, na mesma altura, em animais. A razão pela qual precisamos de dormir pode variar de acordo com …

“Desrespeito e mentira”. Rui Moreira ameaça levar UEFA a tribunal após cancelamento da Supertaça europeia

O presidente da Câmara do Porto ameaçou recorrer à justiça para reclamar os prejuízos causados pela decisão da UEFA de não realizar a final da Supertaça europeia de futebol na cidade, acusando aquela instituição de …

Eis os quatro mundos mais promissores de albergar vida alienígena

Marte, Europa, Encélado e Titã são, de acordo com as descobertas científicas, os mundos mais promissores de albergar vida alienígena. A biosfera da Terra contém todos os ingredientes conhecidos necessários para a vida como a conhecemos. …

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …