Suíço que atacou passageiros de comboio morreu com queimaduras graves

Keystone Video / TVO Video Grab / EPA

Ataque a um comboio na Suíça fez um morto e cinco feridos

Ataque a um comboio na Suíça fez um morto e cinco feridos

O homem que este sábado atacou passageiros de um comboio suíço, matando uma mulher e ferindo cinco outras pessoas, morreu hoje no hospital onde estava a ser tratado a queimaduras graves, anunciou a polícia.

“O suspeito, um homem suíço de 27 anos, morreu devido aos ferimentos“, declarou a polícia regional de Saint Gallen (nordeste) num comunicado.

A polícia continua a investigar, excluindo a priori a pista terrorista.

“A questão do motivo permanece”, afirmou a polícia de Saint Gallen, explicando que “neste momento, não há qualquer indício que mostre que este ato é terrorista ou tenha uma motivação política”.

O homem, que não era de origem estrangeira, incendiou uma carruagem com um líquido inflamável, antes de esfaquear passageiros, ferindo seis pessoas, entre as quais uma rapariga de seis anos.

O atacante terá agido sozinho, afirmou a polícia, com base em imagens de vídeo que o mostram, com uma faca, a despejar o líquido.

O comboio, que se aproximava da estação de Salez, circulava próximo das fronteiras com a Áustria e o Liechtenstein.

O agressor, que não tem antecedentes criminais, foi operado no sábado à noite e não podia ser ouvido pela polícia, segundo a agência noticiosa suíça ATS.

Ataque fez um morto e cinco feridos

Uma das seis pessoas feridas no ataque, uma mulher de 34 anos, morreu hoje de manhã, informou a polícia do cantão oriental suíço de Saint Gallen.

As vítimas, que além da mulher de 34 anos incluíam dois homens de 17 e 50 anos, duas mulheres de 17 e 43 anos e uma criança de seis anos, sofreram queimaduras e facadas.

Uma das mulheres e a criança encontram-se gravemente feridas, disse a polícia.

Um dos feridos é um homem que se encontrava no cais da estação de Salez e que entrou no comboio quando ele chegou ao cais para retirar o agressor, cuja roupa estava em chamas, disse a polícia.

“A sua intervenção permitiu impedir o pior”, explicou um porta-voz da polícia ao diário Blick, dando a entender que outras pessoas poderiam ter sido feridas.

A mulher que morreu foi a atingida com mais líquido inflamável na roupa e a que tinha ficado mais gravemente ferida, mas o porta-voz da polícia Bruno Metzger disse não poder confirmar que tenha sido particularmente visada pelo agressor.

Na altura do ataque, dezenas de pessoas estavam no comboio, que sofreu danos avaliados em mais de 100.000 francos suíços (92.000 euros).

A casa do atacante, que vivia num cantão próximo de Saint Gallen, foi alvo de buscas no sábado à noite.

O ataque aconteceu num contexto de grande tensão na Europa, suscitado por uma vaga de atentados nos últimos meses, vários dos quais foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …

Mais de 60 pinguins morrem na África do Sul após ataque de abelhas

Dezenas de pinguins-africanos ameaçados de extinção foram mortos por um enxame de abelhas na África do Sul, na passada sexta-feira. Segundo a CNN, 63 pinguins-africanos, uma espécie ameaçada de extinção, foram encontrados mortos na sexta-feira numa …

Macron e Modi manifestam vontade de "agir em conjunto" após disputa submarina

O Presidente Emmanuel Macron discutiu a cooperação na região Indo-Pacífico com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, esta terça-feira. O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, conversaram esta terça-feira, em plena crise dos …

Académica treme: salários, último lugar e treinador de saída

Clube de Coimbra, tal como o Boavista, terá de comprovar que tem cumprido no pagamento dos salários. Em campo, mais uma derrota complicou a situação de Rui Borges. Ainda não há muitos anos, a Académica apareceu …

Marcelo discursou na ONU, lembrou Sampaio e mostrou total sintonia com Guterres

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou nas Nações Unidas o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que morreu no dia 10 deste mês, aos 81 anos, pela sua atividade no acolhimento de refugiados. O chefe de …

Governo promete que preço da eletricidade não vai aumentar (e anuncia pacote de 430 milhões)

Esta terça-feira, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Ação Climática, anunciou um pacote de medidas no valor de 430 milhões de euros que visam travar a subida do preço da eletricidade no mercado …

"Alguma vez foi fácil?" Catarina Martins diz que Governo "tem pouca vontade" de discutir temas concretos

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu esta terça-feira que o Governo socialista “tem pouca vontade” de discutir questões concretas nas negociações do Orçamento do Estado para 2022, insistindo na necessidade de debater …