Sudão atravessa fome severa potenciada pela pandemia. País precisa de 283 milhões de dólares “urgentemente”

Marwan Ali / EPA

A pandemia de covid-19 fez estragos preocupantes no Sudão: quase 10 milhões de cidadãos estão a enfrentar uma fome severa.

Quase 10 milhões de sudaneses estão a enfrentar uma fome severa, após a situação piorar devido à pandemia da covid-19, num país que precisa de, pelo menos, 283 milhões de dólares para recuperar, alertou a ONU.

Mais de 9,6 milhões de pessoas, quase um quarto da população do Sudão, estão a enfrentar fome severa, o maior número já registado no país”, disse o número dois do gabinete das Nações Unidas no Sudão, Tinago Chikoto, numa entrevista coletiva virtual.

O coordenador humanitário das Nações Unidas no país, Gwi Yeop Son, explicou, na mesma conferência, que uma parte crescente da população sudanesa já tinha problemas para cobrir as suas necessidades básicas antes da pandemia e o sistema de saúde estava sob pressão “extrema”.

O impacto do coronavírus e o consequente encerramento de parte da atividade económica pioraram a crise preexistente num país onde apenas 15% dos medicamentos essenciais estão disponíveis, afetando o poder de compra dos sudaneses e o acesso a alimentos ou serviços médicos.

Assim, segundo a ONU, o país precisa urgentemente de 283 milhões de dólares para salvar cerca de 6,7 milhões de vidas afetadas pela covid-19 e apoiar o plano do Governo de Abdallá Hamdok, disse Son no evento, com o objetivo de disseminar informações adicionais sobre o país e apelar por um plano de resposta para o Sudão.

“Se o Sudão não estiver seguro, ninguém mais na região estará seguro e se ninguém mais estiver seguro, o continente africano não estará seguro”, alertou o chefe humanitário da ONU.

Desde que o primeiro caso de coronavírus foi registado no país, em 13 de março passado, já ocorreram 10.821 casos e 723 mortes. Cerca de 70% das infeções foram notificadas em Cartum, lembrou a diretora-geral de Saúde Global do Ministério da Saúde, Amal al Fateh, no seu discurso.

Pouco antes da propagação da pandemia, o chefe humanitário da ONU, Mark Lowcock, já tinha alertado, em declarações à Efe, que o Sudão era o segundo país mais inseguro em alimentos do mundo depois do Iémen, com mais de 8 milhões afetados.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Lamento ter demorado tanto para descobrir este site. As notícias são curtas, porém completas. As matérias são muito bem escritas, o que tem se tornado cada vez mais raro. Obrigada, ZAP, pelo ótimo trabalho!

RESPONDER

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Rúben Dias estreia-se a marcar pelo City no triunfo sobre o West Ham

O internacional português estreou-se a marcar pelo Manchester City, na vitória por 2-1, da equipa que lidera confortavelmente a liga inglesa de futebol frente ao West Ham, na 26.ª jornada da prova. No estádio Etihad, em …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …