Sudão atravessa fome severa potenciada pela pandemia. País precisa de 283 milhões de dólares “urgentemente”

Marwan Ali / EPA

A pandemia de covid-19 fez estragos preocupantes no Sudão: quase 10 milhões de cidadãos estão a enfrentar uma fome severa.

Quase 10 milhões de sudaneses estão a enfrentar uma fome severa, após a situação piorar devido à pandemia da covid-19, num país que precisa de, pelo menos, 283 milhões de dólares para recuperar, alertou a ONU.

Mais de 9,6 milhões de pessoas, quase um quarto da população do Sudão, estão a enfrentar fome severa, o maior número já registado no país”, disse o número dois do gabinete das Nações Unidas no Sudão, Tinago Chikoto, numa entrevista coletiva virtual.

O coordenador humanitário das Nações Unidas no país, Gwi Yeop Son, explicou, na mesma conferência, que uma parte crescente da população sudanesa já tinha problemas para cobrir as suas necessidades básicas antes da pandemia e o sistema de saúde estava sob pressão “extrema”.

O impacto do coronavírus e o consequente encerramento de parte da atividade económica pioraram a crise preexistente num país onde apenas 15% dos medicamentos essenciais estão disponíveis, afetando o poder de compra dos sudaneses e o acesso a alimentos ou serviços médicos.

Assim, segundo a ONU, o país precisa urgentemente de 283 milhões de dólares para salvar cerca de 6,7 milhões de vidas afetadas pela covid-19 e apoiar o plano do Governo de Abdallá Hamdok, disse Son no evento, com o objetivo de disseminar informações adicionais sobre o país e apelar por um plano de resposta para o Sudão.

“Se o Sudão não estiver seguro, ninguém mais na região estará seguro e se ninguém mais estiver seguro, o continente africano não estará seguro”, alertou o chefe humanitário da ONU.

Desde que o primeiro caso de coronavírus foi registado no país, em 13 de março passado, já ocorreram 10.821 casos e 723 mortes. Cerca de 70% das infeções foram notificadas em Cartum, lembrou a diretora-geral de Saúde Global do Ministério da Saúde, Amal al Fateh, no seu discurso.

Pouco antes da propagação da pandemia, o chefe humanitário da ONU, Mark Lowcock, já tinha alertado, em declarações à Efe, que o Sudão era o segundo país mais inseguro em alimentos do mundo depois do Iémen, com mais de 8 milhões afetados.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Lamento ter demorado tanto para descobrir este site. As notícias são curtas, porém completas. As matérias são muito bem escritas, o que tem se tornado cada vez mais raro. Obrigada, ZAP, pelo ótimo trabalho!

RESPONDER

Hong Kong. Magnata da imprensa Jimmy Lai libertado sob caução

O magnata da imprensa e uma das principais figuras do movimento pró-democracia de Hong Kong Jimmy Lai foi esta terça-feira libertado sob caução, constatou a agência France-Presse. Jimmy Lai tinha sido detido na segunda-feira, ao …

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …