Submarino nazi com toneladas de mercúrio ameaça o mar na Noruega

A 9 de fevereiro de 1945, nos últimos meses da Segunda Guerra Mundial, o submarino alemão U-864 navegava pela costa oeste da Noruega carregado de matérias-primas para fabricar equipamento bélico – incluindo chumbo, aço e 65 toneladas de mercúrio.

A missão do U-864, chamada Operação César, era chegar até ao Japão, país aliado da Alemanha, com o objectivo de fortalecer o arsenal japonês na 2ª Guerra Mundial. A tripulação do submarino era de 73 pessoas, incluindo cientistas que trabalhavam para o regime nazi, e que iriam passar o seu conhecimento aos japoneses.

Mas a operação fracassou.

Um submarino britânico, o HMS Venturer, conseguiu interceptar o U-864 e torpedeou-o. Todos os ocupantes morreram.  O ataque entrou para a história como o único episódio da guerra em que um submarino submerso conseguiu destruir outro que também estava no fundo do mar.

Em 2003, passados 58 anos, a Marinha norueguesa encontrou os destroços do U-864, a duas milhas náuticas de distância da ilha Fedje. E a descoberta trouxe preocupações para as autoridades do país.

O submarino, cujos destroços estão a 150 metros de profundidade, está fendido em duas partes, na proa e na popa, e diversos fragmentos da embarcação repousam à volta. Agora, as autoridades norueguesas discutem qual é a melhor forma de lidar com o risco de contaminação trazido pela carga de mercúrio que ainda está no interior do U-864.

Kystverket / Norwegian Coastal Administration

Imagens captadas por sondas mostram que o U-864 está a 150 metros de profundidade

Nos anos após a descoberta dos destroços, estudos indicaram que a concentração de mercúrio nas proximidades do submarino estava acima de limites aceitáveis. Em 2005, a Autoridade de Segurança Alimentar norueguesa recomendou que crianças e mulheres grávidas não comessem alimentos que tivessem sido pescados naquela região.

Um estudo do Instituto Nacional de Investigação sobre Nutrição e Alimentos Marinhos concluiu que os peixes que tinham sido expostos a sedimentos da zona em que o submarino se encontra tinham níveis de mercúrio quatro vezes mais altos que os peixes de outras áreas da costa norueguesa.

Em 2014, a Administração Costeira da Noruega levantou outra preocupação: remover os destroços do submarino faria com que o material tóxico se espalhasse. Para evitar que o submarino se movesse durante eventuais tremores no leito marinho, foram lançados sobre os destroços 100.000 m3 de areia e rochas, para estabilizar a área.

As autoridades norueguesas decidiram agora que cobrir o submarino é a solução mais segura e ambientalmente correcta. Segundo comunicado recente do Ministério dos Transportes do país, será lançado sobre os destroços uma espécie de “cobertor” com uma área de 47.000 m2.

Se tudo correr bem, a cobertura estará concluída até 2020, “para proteger os destroços, os sedimentos contaminados e uma zona de transição de 17.000 m2“. O objectivo é conter o mortífero legado – que poderia desencadear um dos piores desastres ecológicos de sempre no Mar do Norte.

ZAP // BBC

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O Ex. Ministro da Defesa, deve saber a resposta, pois estes produtos já estão obsoletos e fora de prazo.
    As armas de Tancos são a prova.

  2. “Em 2005, a Autoridade de Segurança Alimentar norueguesa recomendou que crianças e mulheres grávidas não comessem alimentos que tivessem sido pescados naquela região.”
    Na região? e a cadeia alimentar?
    Peixe contaminado, vegetais geneticamente alterados e bem lavadinhos com glifosato, carnes temperadas com antibióticos etc etc etc. Bem dizem os médicos que no futuro todos teremos cancro.

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …