1-3 contra o Benfica: Sporting deixou de ser o líder com pior ataque na Europa

Mário Cruz / Lusa

Campeão passou a contabilizar 22 golos. Ultrapassou o líder do Chipre… para já.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O primeiro grande dérbi desta temporada, em Portugal, terminou com um desfecho que não se via há alguns anos: o Sporting ganhou no Estádio da Luz. 3-1 contra o Benfica e rival a quatro pontos, quer do Sporting, quer do FC Porto.

Terminou também com uma superioridade quase total dos visitantes. Fala-se em lição táctica dada pelo jovem Rúben Amorim ao experiente – e seu antigo treinador – Jorge Jesus, que foi assobiado.

E terminou também com uma curiosidade estatística: os três golos marcados no recinto do vizinho fizeram com que o Sporting deixasse de ser o líder de campeonato com menos golos marcados na Europa.

Nestas contas entram os 20 principais campeonatos europeus, segundo a tabela da UEFA, e há algumas semanas que o Sporting estava por baixo nesse aspecto.

Basta recordar um passado muito recente: no início de Novembro, após 11 jornadas, o Sporting – que já na altura dividia o primeiro lugar com o FC Porto – tinha marcado apenas 17 golos. Em 11 jogos. Pouco, para um líder de um campeonato (mas suficiente para estar no primeiro lugar). Na ronda seguinte, dois golos ao Tondela, e agora três golos diante do Benfica. São 22 golos marcados em 13 jornadas, o que permitiu ultrapassar o líder do campeonato do Chipre… para já.

Antes desta jornada o líder no Chipre era o Apollon Limassol, com 20 golos, mais um do que o Sporting (19, antes do dérbi). Agora o primeiro lugar está entregue ao AEK Larnaca, que até ganhou por 4-1, mas no total tem 21 golos marcados, menos um do que o Sporting. Mas o Apollon Limassol só jogará na tarde desta segunda-feira; se marcar três golos, ou mais, no terreno do Ethnikos Achnas, o Sporting voltará a ser o líder com o ataque menos produtivo nas principais ligas europeias de futebol.

O único clube que se aproxima do Sporting e dos cipriotas, neste aspecto, é liderado por um português: o Olympiacos, de Pedro Martins, está na frente na Grécia, com 23 golos marcados.

Olhando para os outros líderes dos 20 campeonatos europeus, verificamos que todos têm mais de 30 golos marcados, incluindo o FC Porto (33). E a maioria já marcou muito mais do que 30 golos, com destaque para o Partizan, com 53 golos – mas já jogou mais seis vezes do que FC Porto e Sporting.

O Ajax também merece referência especial: com apenas mais duas jornadas do que em Portugal, já marcou 48 golos. O Zenit São Petersburgo lidera na Rússia com 47 golos, o Slavia Praga tem 46. Na Ucrânia, após 17 jornadas, também há dois líderes e ambos com muitos golos marcados: Shakhtar Donetsk tem 47 e Dínamo Kiev 46. E sim, o Bayern Munique também está no pelotão da frente, com 45 golos marcados em 14 jogos na Alemanha.

Ao contrário do que se poderia pensar, um dos líderes com menor número de golos marcados é o líder da Premier League, o Manchester City, com 32; o Liverpool já marcou 44 golos mas está no segundo lugar. Mais abaixo (excluindo os casos já mencionados), entre os líderes, só Trabzonspor e Midtjylland, com 31 golos cada.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.