Solução de desespero no Novo Banco tira milhões a investidores

Novo Banco

O Banco de Portugal anunciou a capitalização do Novo Banco através de uma medida que retira do passivo da instituição 1985 milhões de euros de dívida detida por grandes investidores, devolvendo-os ao antigo BES.

É uma “solução de quase “desespero””, como destaca o jornal Público, lembrando que o Novo Banco tinha que resolver, antes da chegada de 2016, a insuficiência de capital, conforme os cânones do Banco Central Europeu, para evitar uma situação de resgate interno – o chamado bail-in.

As novas regras europeias em termos de intervenção nos Bancos, que vão entrar em funcionamento no novo ano, ditam que os encargos passem dos contribuintes para os investidores das instituições em causa, envolvendo todos os obrigacionistas, mas igualmente quem tiver depósitos superiores a 100 mil euros.

Governo e Banco de Portugal procuraram a todo o custo que uma situação dessas não ocorresse no Novo Banco e a solução foi devolver 1985 milhões de euros em obrigações sénior, que tinham sido emitidas pelo BES, ao “Banco Mau”.

É um bail-in parcial que atira para os clientes institucionais, os chamados investidores qualificados, como fundos de investimento, de pensões e bancos, os custos deste processo de capitalização que promove a melhoria do balanço do Novo Banco.

“Esta medida protege todos os depositantes do Novo Banco, os credores por serviços prestados e outras categorias de credores comuns”, afiança o Banco de Portugal em comunicado.

Já os investidores afectados perdem as garantias de recuperação do seu dinheiro, sendo muito provável a sua perda total.

Esta redução de passivo permite também ao Banco de Portugal preparar o relançamento da segunda tentativa de venda do Novo Banco que vai ocorrer em Janeiro.

SV, ZAP

6 COMENTÁRIOS

  1. os bancos que vivam com o dinheiro que ganham dos contribuintes que reduzam os grandes salários dos gestores que afinal não sabem trabalhar conforme o que se tem visto.

  2. A solução está como aqui, basta ver o video para perceber que nunca vamos conseguir nada neste Pais em que ainda se continua a pagar os estragos dos privados com dinheiros públicos, é deixa los cair como qualquer empresa.
    Vejam o video e percebam do que falo https://youtu.be/1L3lamRU8dY

  3. Vejam o video para perceberem o porque de nunca mais Portugal ser ninguém como Pais, dinheiros públicos a entrar em bancos privados entre tantas outras coisas mal feitas desde entrar no euro e que acha o contrário pois veja o video.
    Ao fim destes todos no Euro como Pais estamos bem tramados tanto que este já nem é nosso e a miséria cada vez é mais .
    youtu.be/1L3lamRU8dY

  4. Então mas vai haver já agora em Janeiro uma nova tentativa de venda do Novo Banco? Não percebo nada de nada, o governo anterior queria vender era criticado pela esquerda, vendeu as transportadoras e o senhor Costa parece que já reverteu as vendas sem explicar quanto nos vai custar para além da inoperância e do desfalque que as mesmas continuarão a dar ao país, quer reverter a venda da TAP que a acontecer todos nós sabemos mais ou menos o resultado que vai dar e teve agora o Banif com 60% de capital do Estado vendeu, agora vai o Novo Banco, afinal ninguém vai entender a estratégia deste governo, será que as coisas só são boas quando está na oposição?

RESPONDER

May promete facilitar permanência de cidadãos europeus no Reino Unido

A primeira-ministra britânica prometeu, esta quinta-feira, "facilitar" a estadia dos cidadãos europeus no Reino Unido depois do Brexit, ao mesmo tempo que garantiu que o consenso com a União Europeia nesta matéria está "muito perto". Theresa …

Bruxelas deve considerar despesas dos incêndios como “excecionais”

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, defendeu esta quinta-feira que as despesas públicas resultantes dos devastadores incêndios em Portugal sejam consideradas como "circunstâncias excecionais", sem consequências na avaliação orçamental a fazer por Bruxelas. "Parece-me …

Creme anticelulite tem ingrediente proibido

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) pediu ao Infarmed a retirada do mercado do creme 'Depuralina Celulite', por conter um ingrediente proibido em cosméticos, na União Europeia, desde 2015. De acordo com um …

Benfica recebe o V. Setúbal, FC Porto o Portimonense e Sporting o Famalicão

O sorteio realizado, esta quinta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, ditou que os três grandes vão jogar em casa. Benfica e FC Porto jogam com outras duas equipas da I Liga, enquanto que o …

Líder neonazi britânico declara-se homossexual, revela ser judeu e abandona movimento

Um proeminente líder neonazi da Frente Nacional (NF) britânica deixou o movimento depois de se declarar homossexual e revelar a sua herança judaica. O líder fez as revelações sobre o seu passado violento enquanto renunciava …

Costa pediu finalmente desculpas (contrariado e só como cidadão)

"Se me quer ouvir pedir desculpas, eu peço desculpas". Eis como António Costa fez um mea culpa contrariado pelos trágicos incêndios que mataram mais de 100 pessoas, nos últimos meses, num debate parlamentar onde confessou …

Material de Tancos abre guerra entre o Ministério Público e militares

A Polícia Judiciária Militar não informou o Ministério Público nem os procuradores da Unidade Nacional de Contraterrorismo da PJ de que tinha encontrado o material de guerra roubado, em junho passado, em Tancos. Segundo o Diário …

Sócrates "usou" ministros em benefício próprio

A actual ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e os antigos ministros Mário Lino, António Mendonça e Carlos Fonseca foram "instrumentalizados" por José Sócrates para favorecerem os seus interesses e os Grupos Lena e Espírito …

Benfica alvo de buscas por suspeitas de corrupção passiva e ativa

Elementos da Polícia Judiciária (PJ) estão a fazer buscas em instalações do Benfica, no âmbito do caso dos emails, numa investigação que se centra em suspeitas de corrupção passiva e activa. Fonte oficial do Benfica confirmou …

Ex-Comandante Nacional desviou meios do grande incêndio de Mação

A fita do tempo veio confirmar as suspeitas que o presidente da câmara de Mação, Vasco Estrela, que falava num desvio de meios e equipas no primeiro incêndio que tomou conta do concelho. No início de …