Soldado que desertou da Coreia do Norte é imune ao antraz (e isso é preocupante)

(dv) KCNA / YONHAP

A “descoberta” provocou vários rumores sobre o governo de Pyongyang estar a testar armas que transportam uma doença letal.

Quando um soldado norte-coreano desertou para a Coreia do Sul, recebeu ajuda médica. Depois de vários exames, anticorpos contra o antraz – doença infecciosa aguda altamente letal – foram encontrados no seu sangue, revela o jornal britânico The Daily Mail, acrescentando que a identidade do militar seria desconhecida.

No entanto, pode se tratar de Oh Chong Song, de 24 anos, que levou quatro tiros ao tentar cruzar a fronteira entre as duas Coreias em novembro e está internado num hospital de Seul. Também pode se tratar de outro soldado que fugiu mais recentemente, a 21 de dezembro.

Os exames médicos mostram que, antes de sair da Coreia do Norte, o desertor foi vacinado contra a doença causada pelo Bacillus anthracis, que se torna altamente letal ao chegar aos pulmões.

De acordo com a agência UPI, o antraz necessita de apenas 24 horas para matar o infetado, além do mais, 80% das pessoas expostas à bactéria morrem quando não tomam antibióticos ou vacina adequados.

Numa sincronia notória, a descoberta de anticorpos do antraz foi feita dias depois de aos meios de comunicação japoneses terem assegurado que o governo da Coreia do Norte estaria a desenvolver ogivas equipadas com a doença.

Ao mesmo tempo, os serviços de informação de Washington e Seul informaram que o país também estaria a efetuar experiências com micróbios causadores da cólera, peste e varíola.

No entanto, a informação foi desmentida por Pyongyang, que a qualificou como “falsas desculpas” dos EUA para iniciar guerra.

“A Coreia do Norte, como parte da Convenção sobre Armas Biológicas, mantém uma posição consistente em oposição ao desenvolvimento, fabricação, armazenamento e possessão de armas biológicas”, afirmou o Instituto de Estudos Americanos da Coreia do Norte, citado pela agência estatal KCNA.

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Nunca viu o resultado de um tiro de arma de guerra que atinja um ser humano? Quatro tiros terão sido muito superficiais,de outro modo teriam de ser de feijões, para que o homem sobrevivesse. Vão chamar parvo a outros,está bem?

  2. As armas da Correia do Norte estão obsoletas, o material chinês encontra-se falsificado. A Coreia do Norte, não tem dinheiro para comprar melhor armas a outros países, estes são os motivos (científicos) de não prejudicarem a vida do desertor! Ainda bem!!! Temos mais um relator do que se passa na Correia do Norte! Haja paciência!!!

    • Caro leitor,
      Obrigado pela sugestão. É efectivamente mais correcto usar “serviços de informação” do que “serviços de inteligência”.

  3. Na guerra da Coreia (1950-1953) os Estados Unidos fizeram ensaios de utilizacao de armas bacteriológicas, como foi provado por uma comissão internacional que examinou os seus crimes de guerra. Assim, parece compreensivel que o governo da Republica Democratica e Popular da Coreia imunize os seus soldados contra esta ameaça. As ameaças do imperialismo não são apenas as da agressão nuclear contra um povo e um governo pacifico que nunca agrediu ninguém.

  4. Só vejo e revejo fascistas e reacionários a falar como se estivessem no tempo da outra ” senhora”
    Sejam mais inteligentes e deixem-se de serem idiotas qb

RESPONDER

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …