“Eis ao que chegámos.” Sócrates arrasa Montijo

José Coelho / Lusa

Para o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Montijo é a pior opção a nível ambiental, a única que não foi comparada e mais lenta do que Alcochete.

A decisão de construir um novo aeroporto que sirva Lisboa no Montijo não agrada ao antigo primeiro-ministro José Sócrates.

Num artigo de opinião, publicado esta quarta-feira no Expresso e intitulado O novo aeroporto de Lisboa decide-se em Paris, Sócrates começa por dar os parabéns ao líder do PSD, Rui Rio, e ao atual primeiro-ministro, António Costa, por “finalmente” reconhecerem a necessidade de um novo aeroporto em Portugal.

“Depois de anos e anos de negação”, é um avanço. Ainda assim, critica a escolha de o construir no Montijo por diversos motivos.

José Sócrates aponta inicialmente o dedo à questão ambiental, referindo que “nenhum novo aeroporto internacional de uma capital europeia deve ser construído perto de uma cidade ou ao lado de uma área protegida”, uma vez que nem a legislação europeia sobre o ruído e sobre a conservação da natureza o permitem.

“Não é possível dizer que a salvação do planeta é a missão das nossas vidas e, no mesmo momento, decidir que vamos construir um novo aeroporto junto a uma área protegida, na área húmida mais importante do país e junto a uma cidade de mais de trinta mil habitantes. Não, não é a melhor maneira de começar”, atira o antigo governante.

A política ambiental é o segundo senão apontado por Sócrates, que não permite o estudo de “um único local, previamente decidido” quando o objetivo é a construção de “um novo aeroporto internacional com pista acima dos 2.100 metros”.

“Se a solução Montijo for adotada ela será a única opção – repito, a única – que nunca teve um estudo de comparação com qualquer outra alternativa”, critica.

O responsável pela escolha do Montijo é também criticado no artigo de opinião. Para Sócrates, quem escolheu a localização do novo aeroporto terá sido a empresa Vinci, a quem foi vendida a empresa ANA.

“Depois, temos ainda a questão financeira. A empresa francesa Vinci a quem foi vendida a empresa ANA (numa privatização feita sem concurso público e corajosamente considerada pelo atual ministro como um negócio ruinoso) afirma que a solução Alcochete constituiria um incomportável investimento. Ora bem, não há outra forma de o dizer – o argumento não passa de uma artimanha“, escreve.

“Durante anos e anos, a decisão de construir um novo aeroporto, baseada em previsões realistas e no que era o óbvio interesse nacional, foi alvo de injustas e demagógicas acusações de despesismo, de esbanjamento de recursos e de megalomania. Eis o resultado: pagaremos durante anos o preço de nada ter feito e viveremos vários anos com um aeroporto internacional congestionado”, afirma o antigo líder socialista.

ZAP //

PARTILHAR

44 COMENTÁRIOS

    • Pois, os tonhos e os patetas é que o ouvem, pese embora o facto de, o aeroporto no Montijo ser uma uma autêntica aberração. Continuamos a vergar a espinha aos países estrangeiros, neste caso a França! Mas este melro quando fala ou escreve, esquece-se que mandou Portugal para a falência – a 3ª vez sempre pelos xuxas e, escrever que, ”pagaremos durante anos o preço de nada ter feito’, é de uma comicidade sem paralelo quando ele próprio enquanto governante fez autênticas barbaridades ao país sempre na mira das comissões, com a porcaria de Alcochete, dos PIN’s e dos assaltos que ele e os seus comparsas fizeram ao erário público pertença dos portugueses.

  1. Duas coisas…

    Primeiro e mais importante. Se este gajo diz que é a pior, então é esta que é mesmo boa.

    Segundo, mas porque é que este tipo tem tempo de antena? Ainda mais sobre uma pasta que lhe serviu para se servir a si e aos amigos.

  2. não confio no Socras, mas desta vez dou-lhe razão: entre Montijo e Alcochete, tb acho q esta segunda hipotese (alguem se lembra porque é q foi abandonada?) é melhor (ou menos má).

      • Se não é burro, então porque “encomenda” projetos, cursos, teses, livros e sabe-se lá que mais, aos outros?
        E, quanto ao putativo aeroporto, os estudos couberam ao ministro da pasta e respetiva equipa técnica.

        • Como não pode ser em Beja (porque é muito longe), estudemos então o Terreiro do Paço?, até lá 3 ou 4 horas na Portela!, é o nosso progresso. Eu só por acaso não Comprei um desses Cursos, acredite.

    • É pá,…mas o melhor era ele calar-se.
      Ainda fazem mesmo o aeroporto no Montijo porque a malta pensa assim:
      “Se o Sócrates não gosta, deve haver aqui ‘marosca’ de algum lado. Se calhar é mesmo uma boa opção.

      “Ó Sócrápola, cala mais é a boquinha que ninguém quer a tua opinião”

  3. Cheiras a derrota, como nao tens nada a dizer desde os teus ultimos falhanços e fracassos politicos.
    Tentas abrir uma janela para voltar, puseste Portugal na merda.
    Deixa-te estar caladinho, e volta para Paris tu também.
    Portugal deveria deixar crianças do infantario serem ministros e politicos o resultado seria menos risivel.

    Que atraso.

  4. Este humano, acha que deve opinar sobre quem roubou?
    Ma estão os que lhe dão tempo de antena, por mim o artigo fica por ler…

  5. Sócrates ao colocar-se contra Montijo, acaba de levar muita gente a aceitar Montijo.
    Montijo é mesmo muito mau como opção para um aeroporto internacional. Tão internacional que os aviões de grande porte não pousarão lá!!
    Não é porque a besta do Sócrates tem esta saída, que a opção Montijo passa a ser boa escolha.
    As coisas nem sempre são o que parecem. Já viram Putin a ajudar Bernie Sanders para fazer Trump ser reeleito ?

  6. Declaração de interesses:
    Este Sr. Eng. Técnico, que foi Primeiro Ministro e está a contas com a justiça, como de resto é do conhecimento público, é um personagem que me merece o mais profundo desprezo e asco político. Até porque, conforme já aqui reiteradamente indiquei, não voto PS desde 2005. Sim, ao contrário da malta toda eu assumo: fui um dos tansos que contribuíram para que este Sr. Eng. Técnico (e os seus amigos) tivesse tido oportunidade de levar o rectângulo à bancarrota.

    Dito isto:
    Sempre defendi (tendo por base os estudos existentes) que quer um novo aeroporto em Lisboa, quer a alta velocidade ferroviária são projectos essenciais ao país. No primeiro caso por razões que são sobejamente conhecidas; no segundo (que conheço bem melhor) já no final da década de 80 (de quando datam os primeiros estudos) havia procura para um projecto deste tipo. Não esquecendo que, a União Europeia financiaria a obra a 90%.
    Desconheço eventuais interesses que este Sr. Eng. Técnico possa ter numa ou noutra opção, numa ou noutra obra. No entanto, neste ponto, tem razão. E não é pelo facto de desprezar o personagem que deixarei de reconhecer-lhe a razão que lhe assiste.

    • concordo perfeitamente consigo uma coisa nao tem a haver com a outra nada de misturas pois eu tambem acho que montijo nao eh a melhor opçâo isto é minha ideia lugar humido e com muitas aves aquaticas que pode vir a tornar-se num pantano

  7. Quando o preconceito lidera as decisões e os interesses económicos da multinacional Vinci estão acima de tudo e de todos, quem não quiser comprar preconceitos tem que aceitar e repetir à exaustão que mesmo que Socrates diga que Cristo foi relevante para a cristandade, isso deixa de ser verdade para ser mais algum interesse pessoal, prova de corrupção! Ninguém se atém à corrupção cognitiva gerada pela “vox populi” normalmente infectada de preconceito e irracionalidade! Pensem e concluam que fazem 10 anos que o aeroporto de Lisboa está sobre utilizado, que isto prejudica a economia e o desenvolvimento nacional. E todos aceitam a manipulação ora interesseira, ora estupidamente demagógica, que ao invés de provocar uma discussão responsável e informada, transforma o tema em esgoto de complexos e patetices desconexos. Que Socrates seja aquilo que for provado ou só desconfiado é um direito individual de baixo exercício boateiro ou justicialista, mas o que tem o tema urgente e grave com o opinante? E, já agora, ninguém questiona as razões da venda da ANA? Terá sido para deixar na mão francesa a estratégia nacional de comunicações aéreas? E agora, o que teremos de aguardar relativo à venda da soberania nacional na gestão dessas infraestruturas? Discussão de pigmeus, irresponsável e ridicula que prejudica a Nação!!!

    • Vender a ANA (e outros , CTT e por aí fora) isso já foi um rico negócio, vantajoso para Portugal e não houve aí qualquer trafulhice não senhor! Até para ser trafulha é preciso ser muito esperto. Mas isso nem passa pela cabeça destes comentadorezinhos de m… Isto há muita maneira de matar pulgas! Como quem diz desviar milhões! É preciso saber desvia-los de maneira legal!

    • Excelente comentário.
      Embora não confie em nenhum político acho a Justiça muito estranha por ainda não terem acusado o Socras com provas objectivas. Até agora tudo uma grande salada que nunca deu para entender do que o acusam.
      Dito isto, a meu ver o aeroporto do Montijo nunca será uma boa escolha pelo conhecimento actual que tenho em termos ambientais e económicos. A meu ver deviam enviar todas as empresas de aviação de baixo custo como a transportadora de gado Ryanair e também a Easyjet e mais umas quantas para o aeroporto de Beja.
      E por último quero acrescentar que os políticos são um dos males da sociedade, um cancro.

      • Santa ignorância!!! “Enviar as low cost para Beja”. E você pensa que elas aceitariam? Você faz alguma ideia de quanto isso custaria à economia Nacional? Eu gostava de saber onde estes “comentadores” estudaram estes assuntos para opinar sobre eles com tantas certezas…

        • Sabe a quantos quilómetros fica o aeroporto de Xangai da cidade?
          E no entanto, só demora 10 minutos via Maglev….
          E o Charles de Gualle de Paris? e por aí diante…

          • Amigo… Com todo o respeito… Mas tem a noção de quanto iriam custar os acessos e infraestruturas de apoio à I’m aeroporto longe da Capital??? É querer se comparar a aeroportos em cidade como Paris, Amsterdao ou Xangai…

            • Meu caro: se o TGV tivesse sido feito, haveria linha e estação em Évora. Mas como este continua a ser o país do Velho do Restelo…
              O que interessou foi fazer auto-estradas e pôr a malta a andar de carro. Compreende-se: bilhetes de comboio não compensam portagens, IUC, IA, ISV, ISP, IVA, etc…

        • Viu-se ao espelho e gritou “Santa ignorância”? Se tivesse conhecimento que aeroportos muito maiores do que o de Lisboa, estão muito longe dos centros urbanos e não têm nenhum problema com isso, por terem bons transportes públicos que colocam os passageiros em pouco tempo nos centros urbanos! Acorde para a nova realidade.

          • Mas que é isto? Estão loucos? Querem comparar Xangai ou Paris com Lisboa? Onde estão os transportes rápidos? E como é que se fariam? E quem é que pagava? E quanto mais tempo demoraria? O aeroporto já devia ter sido construído há 30 anos atrás. O da Portela já esgotou, há muito, a sua capacidade. Já se gastaram milhões em estudos para várias localizações. Está mais do que na hora de tomar uma decisão. Interesses, sempre haverá, qualquer que seja o local escolhido.

  8. Pela primeira vez na vida sou levado a dar razão ao Sr. Sócrates, coisa quase impensável para mim.
    O Aeroporto do Montijo é um embute, que ninguém parece querer ver, numa zona protegida e com uma pista que nem permite sequer aos maiores aviões pousarem, mas afinal que interesses estão em jogo para aqueles que tanto defendem esta solução?
    Cheira a esturro!
    Porque não a solução Ota? de longe a melhor em todos os aspetos!

  9. Independentemente deste senhor ter feito o que lhe é imputado, mas ainda não foi a julgamento, muito menos condenado e a sentença muito menos transitou em julgado.

    Dito isto, tem toda a razão… Porquê fazer uma chafarica, um apeadeiro aéreo, com uma pista minúscula que não serve para os grandes aviões? A TAP já disse que não… Tudo isto pq Passos Coelho vendeu a ANA ao desbarato e sem concurso publico… Um disparate!…
    Não há dinheiro para fazer um novo de raiz? Façam-no por fases… É uma VERGONHA para um país que se quer na linha da frente!
    Mais, António Costa irá responsabilizar-se se houver a fatalidade de uma das milhares de aves ser absorvida pelos reatores de um avião na descolagem ou aterragem e provocar a queda? Ou a culpa irá morrer solteira, como é habitual em Portugal?

  10. Isto só mesmo em Portugal…
    Isto é um país de atrasados mentais. Temos o que merecemos.
    Para ser pior, somente se esta criatura voltasse a ser eleita primeiro-ministo, construísse o aeroporto no Montijo, encaixasse as belas luvas e batizar
    o aeroporto com o seu nome. É só mesmo o que falta.
    Deixem de ser panhonhas e sejam exigentes com os políticos. Vão votar, nem que seja em branco. Vão às assembleias municipais, questionem os executivos camarários e das juntas de freguesia. Façam petições à Assembleia da República. Manifestem-se! Isto é um autêntico regabofe apenas porque deixamos que assim seja.

  11. Depois de ler alguns comentários, ocorre-me o seguinte: a partilha de opinião é um ato cívico que enobrece todos os que participam, sendo que, para que assim o seja, terá se ser exercida de forma respeitosa. Não se trata de falar la por casa, onde cada um é livre de se expressar na sua linguagem particular se for consentida, comum na sua família. Já no espaço público terá de haver outras regras, ou então estes espaços de diálogo não passarão de caixotes do lixo. Se isto continuar, deixaremos para os vindouros lixo para os envergonhar. Em vez de história e boa literatura, discussão de ideias, crítica rigorosa, como aquela que nós tivemos a sorte de herdar.
    Desculpem, talvez me compreendam se quando estiverem a escrever imaginarem que os v/ filhos ou netos poderão ler…

  12. Ignorância a sua, pois quem tem que dar o aval a essas empresas de transporte de gado são os governos dos países e não ao contrário. Se as empresas de baixo custo não aceitassem problema delas que não fazem falta nenhuma, até porque os céus sem elas estariam bem menos poluídos e a segurança aérea seria muito mais segura.
    Porventura os aeroportos de cidades enormes têm os aeroportos nos seus centros, não claro que não e vários aeroportos novos ficam até 100 km de distância dessas cidades. Qual o drama?

  13. …..a gastarem-se milhões e mais milhões em estudos e nada avança ( a não ser o aumento dos cofres dos gabinetes de estudos).ficando com a mão cheia de nada… ( esbanja-se o dinheiro ,porque é do povo e não lhe sentem o suor) .A meu ver, o melhor é fazer o aeroporto lá para Seia, Fundão .ou mesmo Montalegre ( sem qualquer desprestígio para as populações locais )…É que até teríamos o problema resolvido e estaríamos de certeza, a desenvolver o interior.-…é de pensar. Agora sol na eira e chuva no nabal (não é nada fácil conseguir)

  14. Tanta burrice
    Estudem investiguem leiam , se se ataca o Sócrates e os amigos , porque não atacar quem aprovou em Junho de 1974 , a construção do aeroporto em Alcochete . Os estudos já vinham do tempo do Caetano , nessa
    altura não houve vozes discordantes . Nem podia haver, agora todos dizem asneiras convencidos que são
    comentadores de bancada . Que alguém tenha pena deles , não sabem o que dizem .

  15. Modernizem o aeroporto de Beja e outro mais a norte de lisboa, desenvolvam uma boa e rápida rede de transportes e tudo isso pelo preço de um Montijo… Também seria um real investimento no interior do país e uma tão falada descentralização dos serviços premium…

  16. O 44 tem toda a razão nas afirmações que faz!
    Independentemente de se tratar apenas de uma forma encapotada de atacar o habilidoso Costa, por este lhe ter voltado as costas…
    O talvez porque que acreditar que ainda faz parte da coisa pública e que mantém a qualidade de politico…
    Quem quer ouvir o que este indivíduo tem para dizer?! Eu, francamente, não estou interessado nisso.
    Por mais verdades que diga, por mais razão que tenha, a credibilidade bateu dele não existe.
    É um pouco como a história d`”O Pedro e o Lobo”…

  17. EUREKA.
    QUE TAL FAZER O NOVO AEROPORTO, ONDE DE RESTO JÁ SE ENCONTRA FEITO, EM BEJA.
    DAR-LHE A FUNCIONALIDADE PARA QUE FOI CRIADO, POIS NÃO NASCEU CERTAMENTE PARA SER UM MUSEU, PELO DINHEIRO QUE CUSTOU AOS CONTRIBUINTES. É LONGE DA CAPITAL? SIM É.
    MAS VALORIZAR O INTERIOR, SERIA APENAS INVESTIR SERIAMENTE NUMA EXCELENTE LIGAÇÃO DE TRANSPORTES DE LIGAÇÃO. afinal quando foi construído era igualmente longe, a distancia não encolheu, nem esticou, apenas os eruditos cérebros OU OS GORDOS INTERESSES.
    NUMA COISA CONCORDO, O PONTO A QUE CHEGÁMOS

    • Maria: investigue; o aeródromo de Beja ainda é militar e foi feito pelos alemães, que depois o abandonaram por já não lhes interessar. Ainda hoje a sua autoridade máxima é uma patente militar.
      Estou errado`? é evidente que pode ser adaptado a aeroporto civil, porque não?
      Quanto a poder ser uma opção complementar a Lisboa seria possivel com uma ligação férrea de Alta Velocidade: bastariam 200K/hora. O comboio de ligação Gatwick a Londres leva uma hora: o de Fiumicino a Roma cerca de uma hora; o de Arlanda a Estocolmo cerca de 45 minutos; o Metro de Heathrow ao centro de Londres leva cerca de uma Hora; do JFK em NYork é cerca de uma hora a Manhatan; do Galeão uma ou duas hora de carro ao centro do Rio de Janeiro. Não faltam exemplos.

RESPONDER

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …