Sobrevivente de Holocausto regressou ao campo de concentração de onde foi libertada

Pouco depois da libertação do campo de concentração de Bergen-Belsen, em abril de 1945, Hetty Verolme, de 15 anos, deu uma entrevista à BBC. 70 anos depois voltou a fazê-lo.

Hoje, 70 anos depois, Hetty voltou ao local do antigo campo de concentração nazi para conversar novamente com a BBC. Hetty falou sobre os horrores que viveu e ouviu novamente a entrevista que deu dias depois de ganhar a liberdade.

“Se perdesse as esperanças, então morreria em dois dias. Acabamos por nos habituar a coisas com as quais achamos que não podemos habituar. Estávamos sempre com fome, metade de uma fatia de pão pela manhã e outra metade à noite”, conta Herry.

Segundo a vítima do Holocausto, “90% das pessoas estava doente com febre de tifóide. Por isso, houve tantos mortos”. “No final, não víamos os cadáveres. Nem sentíamos o seu cheiro. Éramos judeus, por isso fomos trazidos até aqui”, diz.

Hetty conta que a mãe foi retirada do convívio dela e dos irmãos. “Os meus dois irmãos choravam compulsivamente e não queriam deixá-la. Mas tive que parecer forte na frente deles”, recorda. “Sabíamos o significado de ficar vivos se houvesse perigo. Se pedissemos para eles ficarem em silêncio, eles ficavam quietos. Eles não faziam um barulho sequer”, acrescenta.

A libertação do campo aconteceu em 15 de abril de 1945 pelos britânicos. “Ficamos muito felizes. Não podíamos acreditar. Eles disseram pelo altifalante que íamos receber comida. E, no dia seguinte, entregaram-nos chá com açúcar. E foi a coisa mais decente que tivemos em semanas”, diz.

“Tivemos muita sorte. O meu pai, a minha mãe, os meus irmãos e eu voltamos de três campos de concentração diferentes”. Hetty diz ficar “surpresa que muitos jovens não sabem o que é o Holocausto”.

“Às vezes, fico surpreendida por os jovens não saberem o que é o Holocausto – e temos que lhes explicar. Quando não estiver aqui, espero que alguém lembre ao mundo que isso aconteceu, pois realmente aconteceu“.

“Não importa se as coisas estão más ou pareçam sombrias, temos que acreditar que amanhã será um dia melhor”, conclui.

O Holocausto foi o homicídio em massa de cerca de 6 milhões de judeus durante a 2ª Guerra Mundial, o maior genocídio do século XX, através de um programa sistemático de extermínio étnico patrocinado pelo Estado nazi, liderado por Adolf Hitler.

Outras minorias, como gays, negros e ciganos, também foram alvos de perseguição e mortas.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Para o Bloco, só há uma saída para vencer a crise: proteger o emprego

Para vencer a crise provocada pela pandemia de covid-19, as soluções apresentadas pelo Governo devem "responder às pessoas", considera Catarina Martins. A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou este domingo que “proteger o emprego …

Nélson Semedo está a caminho do Wolverhampton

Há mais um português a caminho do Wolverhampton. Nélson Semedo deverá ser oficializado esta semana, voltando a aumentar o contingente português na equipa de Nuno Espírito Santo. Nélson Semedo está muito perto de ser anunciado como …

Plano Costa e Silva. Costa procura consensos, partidos apresentam lista de preocupações

António Costa vai receber hoje e amanhã os partidos para falar sobre o programa de recuperação da economia, com o plano de Costa Silva como ponto de partida do encontro. Os partidos já deixaram algumas pistas …

Pirlo tem plano para gerir cansaço de Cristiano Ronaldo

O novo treinador da Juventus, Andrea Pirlo, tem um plano para gerir a forma física de Cristiano Ronaldo ao longo da temporada. O internacional português tem 35 anos e cumpre a sua 19.ª temporada como …

Entre lágrimas e após três tentativas, lista dirigente de Ventura foi aprovada

O presidente do Chega conseguiu, este domingo, à terceira tentativa, a maioria de dois terços dos votos exigida para eleger a sua direção na II Convenção Nacional, em Évora. Apenas às 20h02 foram proclamados os resultados …

Marcelo é o único que resiste ao desgaste da pandemia. Governo e oposição em queda

O único que está a conseguir resistir ao desgaste político provocado pela pandemia de covid-19 é o Presidente da República, numa altura em que o PS e o PSD surgem em queda nas intenções de …

Três camisolas e uma vitória histórica. Tadej Pogacar é o vencedor do Tour

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) venceu a 107.ª Volta a França, ao cortar a meta, nos Campos Elísios, integrado no pelotão, no final da 21.ª e última etapa conquistada pelo irlandês Sam Bennett …

Afinal, os vikings não eram loiros nem tinham olhos azuis (e também não eram da Escandinávia)

Um estudo revelou que os Vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia. O estudo, realizado através da análise de ADN, conclui ainda que indivíduos que não eram vikings foram enterrados como tal. Normalmente, a …

Emmys 2020: "Succession" é a série do ano, "Schitt’s Creek" e "Watchmen" em destaque

A segunda temporada de “Succession”, da HBO, venceu esta madrugada o prémio de Melhor Série Dramática na 72.ª cerimónia dos prémios Emmy, que decorreu em Los Angeles, EUA, sem público por causa da pandemia. Centrada em …

Aulas do 1.º ciclo em escola de Lisboa suspensas. Escola em Viseu fecha portas

As aulas do 1.º ciclo na escola pública das Laranjeiras, em Lisboa, foram suspensas, devido à falta de funcionários em número suficiente, já que um destes testou positivo para a covid-19. De acordo com o Agrupamento …