Siri poderá estar a ouvir as nossas conversas privadas

Mesmo quando não é solicitada, a Siri pode estar a ouvir as nossas conversas privadas. Um trabalhador da Apple expôs a situação ao jornal The Guardian, mostrando preocupações com a falta de privacidade e transparência.

Em declarações ao The Guardian, um whistleblower alegou que os trabalhadores da Apple responsáveis pelo controlo de qualidade da Siri, frequentemente ouvem as conversas privadas das pessoas, mesmo quando a assistente de voz não é requisitada.

Algumas das gravações ouvidas são gravadas por engano, explica o jornal britânico. Uma das tarefas dos trabalhadores é verificar se a assistente de voz está a ser ativada deliberada ou acidentalmente pelo utilizador. Entre as gravações não intencionadas, por vezes são ouvidos negócios de droga, detalhes médicos e relações sexuais.

A Apple garante que os dados são usados para “ajudar a Siri e os comandos de voz a entender melhor e reconhecer” aquilo que estamos a dizer. No entanto, a empresa não confirma que este trabalho é feito por trabalhadores que ouvem as conversas privadas das pessoas.

Um whistleblower, que trabalha para Apple, mostra-se preocupado com esta falta de transparência da empresa, principalmente tendo em conta a quantidade de gravações não intencionadas que é recolhida.

“Hey, Siri” é o comando de voz necessário para ativar a assistente de voz, mas pelo que o The Guardian apurou, o simples som de um fecho de umas calças ou de um casaco pode, por vezes, ativar a assistente da Apple por engano.

Ainda mais preocupante, segundo as informações que chegaram ao jornal britânico, é o Apple Watch. Em muitos casos, apesar de o utilizador apenas falar uns meros segundos com a Siri, a gravação pode chegar até aos 30 segundos — continuando a gravar muito para além do que era suposto.

O Macworld sugere que os utilizadores possam escolher se querem que as suas gravações sejam usadas para controlo de qualidade do serviço, levando assim a um maior respeito pela privacidade das pessoas.

Ainda em abril deste ano, a Alexa, a assistente de voz da Amazon (e os seus funcionários), também foi exposta por estar sempre a ouvir as conversas dos utilizadores.

“Essas informações ajudam-nos a treinar os nossos sistemas de reconhecimento de voz e compreensão da linguagem natural, para que a Alexa possa entender melhor as suas solicitações e garantir que o serviço funcione bem para todos“, afirmou um porta-voz da empresa na altura.

A revelação das equipas humanas a trabalhar com gravações Alexa pode despertar preocupações com a privacidade, mas a empresa norte-americana disse que têm rígidas garantias técnicas e operacionais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% dos médicos só fazem "fantochadas"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …

Polícia antimotim dispersa manifestantes em Hong Kong com gás lacrimogéneo

A polícia antimotim de Hong Kong carregou hoje com gás lacrimogéneo sobre manifestantes que tinham erigido uma barricada no bairro de Kwun Tong, no Este da antiga colónia britânica. Embora os protestos tenham decorrido de forma …

Eleições. CDU vai manter campanha clássica, mas dispensa o "lombo assado"

O chefe do maior partido da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas e ecologistas, assumiu enfado com carne assada nas jornadas e ações de esclarecimento pelo país, mas garante uma campanha eleitoral nos cânones …

Bloco quer mais funcionários públicos e quotas por raça nas universidades

O BE afirma, no programa eleitoral disponibilizado hoje na íntegra, que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta", um resultado nas eleições legislativas que faria Portugal "voltar ao passado da arrogância …

Balas com defeito que encravam armas. PSP confirma, mas diz que não é um problema

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma que estão a ser utilizadas algumas balas com defeito que até encravam as armas, nos treinos dos candidatos a agentes na Escola Prática de Polícia. Mas garante que …