A Alexa está sempre a ouvi-lo (e os funcionários da Amazon também)

Não é apenas a Alexa que o está a ouvir quando fala com ela. Por vezes, os funcionários da Amazon também ouvem, confirmou a empresa esta quinta-feira.

Trabalhadores da Amazon em todo o mundo ouvem para ajudar a tornar a inteligência artificial, conhecida como Alexa, mais inteligente, segundo a empresa.

“Essas informações ajudam-nos a treinar os nossos sistemas de reconhecimento de voz e compreensão da linguagem natural, para que a Alexa possa entender melhor as suas solicitações e garantir que o serviço funcione bem para todos”, afirmou um porta-voz da empresa num comunicado enviado à ABC News.

Estes dispositivos respondem à tecnologia de deteção de palavras-chave para saber quando uma “palavra de ativação” como “Alexa” é pronunciada e, em seguida, armazena e envia os comandos para a nuvem.

“Por padrão, os dispositivos são projetados para detetar apenas a palavra escolhida (Alexa, Amazon, Computer ou Eco). O dispositivo deteta a palavra de ativação identificando padrões acústicos que correspondem à palavra de ativação. Nenhum áudio é armazenado ou enviado para a nuvem, a menos que o dispositivo detete a palavra de ativação”, disse o comunicado.

A existência destas equipas foi relatada pela primeira vez pela Bloomberg, que informou que a empresa contratou milhares de funcionários em todo o mundo para rever, transcrever, marcar e, em seguida, fornecer informações no seu software para melhorar a compreensão de comandos de voz e idioma da Alexa.

A Bloomberg relatou que a maioria dos clipes transcritos eram normais. Mas outros, por vezes, eram perturbadores. “Às vezes ouvem gravações que acham perturbadoras, ou possivelmente criminosas. Dois dos trabalhadores disseram que apanharam o que acreditam ser uma agressão sexual. Quando algo assim acontece, podem partilhar a experiência na sala de chat interna como uma maneira de aliviar stress”, disse o relatório.

A Amazon aparentemente nega esta parte do relatório. O porta-voz da empresa escreveu: “Quando a palavra acordada é detetada, o anel de luz no topo do dispositivo fica azul, indicando que o dispositivo está a transmitir a solicitação de voz para a nuvem. Apenas gravações depois da deteção são transmitidas para a Amazon.”

A revelação das equipas humanas a trabalhar com gravações Alexa pode despertar preocupações com a privacidade, mas a empresa norte-americana disse que têm rígidas garantias técnicas e operacionais.

“Temos uma política de tolerância zero para o abuso do nosso sistema. Os funcionários não têm acesso direto a informações que pode identificar a pessoa ou conta como parte deste fluxo de trabalho. Embora todas as informações sejam tratadas com alta confidencialidade e usamos autenticação multifator para restringir acesso, criptografia de serviço e auditorias do nosso ambiente de controlo para protegê-lo, os clientes podem excluir as gravações de voz associados à sua conta a qualquer momento”.

Ainda assim, uma imagem exibida pelos repórteres da Bloomberg mostrou que as gravações revistas por humanos “não fornecem nome completo e endereço do utilizador, mas estão associadas a um número de conta, bem como ao nome do utilizador e ao número de série do dispositivo”. disse.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só agora é que perceberam que estes “assistententes” são um espião permanente dentro de casa????????

    E isto é só o que sabemos. Os nossos pc’s e telemóveis o que fazem, sem que nós saibamos???????

RESPONDER

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …