Serviços de inteligência desvalorizaram ameaça de invasão ao Capitólio

Jim Lo Scalzo / EPA

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos subestimaram o perigo de invasão ao Capitólio, admitiram vários responsáveis durante uma audiência no Senado, realizada esta terça-feira.

Depois da absolvição do antigo Presidente dos Estados Unidos, que estava acusado de incitar a tentativa de insurreição, o Congresso começou agora uma investigação para perceber como algo considerado impensável acabou mesmo por acontecer.

Vários responsáveis destas agências de inteligência acabaram por cessar funções na sequência da invasão ao Capitólio e apenas esta terça-feira falaram sobre o assunto, perante os congressistas, durante uma audiência em que os invasores ao Capitólio foram descritos como “criminosos prontos para a guerra”, cita a agência France-Presse.

Apesar de declarações dissonantes, quase todos concordaram na lentidão do Pentágono a enviar reforços e da falta de seriedade dos serviços de inteligência em relação a esta ameaça.

“Sem as informações para que se possa preparar adequadamente, a polícia do Capitólio não tinha pessoal suficiente para lidar com uma multidão extremamente violenta”, disse o antigo dirigente desta força de segurança, Steven Sund.

Já o antigo sargento de armas Paul Irving considerou, com “base nas informações” de que dispunha, que a polícia estava “erroneamente” preparada. “Agora sabemos que o plano era fraco”, prosseguiu, completando que ficou “profundamente abalado” com a invasão.

Também no início da semana, na audiência de confirmação no Senado, Merrick Garland, escolhido por Biden para ser o novo procurador-geral dos EUA, garantiu que a investigação a este ataque será uma das suas prioridades.

Segundo o jornal Público, o juiz considerou que a invasão ao Capitólio foi o “ataque mais hediondo aos processos democráticos” a que alguma vez assistiu e assegurou aos senadores que irá conceder “todos os recursos necessários” aos procuradores responsáveis pela investigação.

A 6 de janeiro, dia em que o Congresso confirmava a vitória de Joe Biden nas eleições Presidenciais, uma multidão, maioritariamente constituída por apoiantes de Donald Trump, invadiu o Capitólio, na tentativa de impedir a validação do resultado das eleições.

A sessão foi interrompida e os congressistas foram obrigados a abandonar o edifício. A multidão confrontou a polícia, vandalizou gabinetes e o plenário e roubou documentos e outros objetos.

Pelo menos cinco pessoas morreram durante esta invasão. As autoridades detiveram, entretanto, várias pessoas acusadas de participar neste ataque, algumas das quais tinham publicado nas redes sociais vídeos e fotografias enquanto a invasão decorria.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …