“Será difícil não voltar a adiar a abertura” dos centros comerciais na região de Lisboa

johngarghan / Flickr

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que “será difícil não voltar a adiar a abertura” dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos últimos dias.

“Atendendo a que a decisão de adiar a abertura na semana passada foi tomada num determinado contexto e que esse contexto de agravou, vejo como difícil que a decisão agora possa ser diferente, que possa ser outra que não seja voltar a adiar a abertura”, disse o especialista em entrevista à Rádio Renascença.

O número de casos aumentou, o quadro está mais ou menos constante ao longo destes dias e eu acredito que deverá ser tomada uma decisão em linha com a de há uma semana, diferindo um pouco mais essa abertura, face ao risco envolvido”, considerou.

Portugal contabiliza pelo menos 1.447 mortos associados à covid-19 em 33.261 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde, divulgado nesta quarta-feira ao fim da manhã. Relativamente ao dia anterior, há mais 11 mortos (+0,8%) e mais 366 casos de infeção (+1,1%).

Dos novos casos registados na quarta-feira, 92% foram detetados na região de Lisboa.

Os números revelados nesta quarta-feira revelam a maior taxa de crescimento registada desde 29 de aio e o maior número de novos casos identificados em 24 horas desde o dia 8 de Maio (quando foram detetados 553 novos casos), frisa o jornal Público.

Restrições poderão ser levantadas “muito brevemente”

Nesta quinta-feira, durante o debate quinzenal, o primeiro-ministro revelou que as restrições impostas na Área Metropolitana de Lisboa devido à pandemia de covid-19 poderão ser levantadas “muito brevemente”, uma vez que os focos de contágio identificados são “situações muito contidas”.

“Creio que muito brevemente estaremos em condições de levantar também aqui, na Área Metropolitana de Lisboa, as restrições às atividades cujo levantamento foi adiado na passada semana”, vincou António Costa durante o debate na Assembleia da República.

António Costa respondia ao líder parlamentar do CDS-PP sobre os “vários alertas em relação a cautelas que seriam importantes”, quando o executivo decidiu “avançar para esta segunda fase do desconfinamento”.

“Quando avançámos, a área de Lisboa tinha o R acima de 1, é agora aí que está a acontecer o problema, e que faltavam eventualmente algumas condições para o desconfinamento”, considerou Telmo Correia, querendo saber “que avaliação fará [o Governo] da situação concreta na Área Metropolitana de Lisboa”.

O democrata-cristão propôs igualmente que possa ser garantida uma “maior diferenciação de horários” entre os cidadãos, para evitar uma “concentração tão grande nos transportes”.

“Claramente não estamos numa situação de descontrolo da situação, estamos numa situação em que temos um número de casos que tem resistido a baixar”, sublinhou o Costa, apontando que o problema não é generalizado e tem resultado de “focos concretos”.

A reunião desta quinta-feira de Conselho de Ministros analisará o levantamento das restrições à abertura de centros comerciais e lojas do cidadão na região de Lisboa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Tão lentamente quanto humanamente possível". Site simula como era usar a Internet nos anos 90

Se é jovem e gostaria de experimentar as velocidades lentas da Internet dos anos 90, está com sorte. Um novo site simula a experiência dolorosa à qual já não estamos habituados com as redes atuais. Nos …

Novembro vai ser “muito duro e muito exigente” (e fechar escolas seria uma "grande falta de respeito")

O primeiro-ministro, António Costa, avisou hoje que “convém não criar falsas expectativas”, porque novembro vai ser “muito duro e muito exigente”, sendo maior a probabilidade de, daqui a 15 dias, acrescentar mais concelhos à lista …

O Torsus Praetorian é o autocarro mais radical de sempre (e não permite faltas à escola)

Cheias, árvores caídas ou tempestades. Há muitas razões para faltar à escola ou, neste caso, haviam. É que a Torsus lançou um novo autocarro capaz de enfrentar todos os obstáculos e transportar as crianças até …

Spot, o cão-robô, visitou Chernobyl (e analisou os seus níveis de radiação)

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Bristol visitou a Central Nuclear de Chernobyl na semana passada para testar Spot, um robô de quatro patas feito pela empresa norte-americana Boston Dynamics. O Spot é o robô …

Sangue de porco é mais proteico do que qualquer proteína do mercado (e pode ser consumido em smoothies)

Uma equipa de investigadores do departamento de ciência alimentar da Universidade de Copenhaga desenvolveu um método para extrair proteínas do sangue de porco. O resultado é um pó fino, branco, com sabor neutro e com …

Costa anuncia cinco medidas restritivas para 121 concelhos "de elevado risco" e reforços da capacidade de resposta

Após um Conselho de Ministros extraordinário que durou mais de 8 horas, o primeiro-ministro anunciou este sábado novas "medidas imediatas" de combate à pandemia de covid-19. Concelhos "de elevado risco" estão sujeitos a medidas restritivas, …

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …