Sensores de radiação da Rússia desligaram-se misteriosamente após recente explosão nuclear

Nas semanas após um acidente nuclear fatal num campo de tiro de armas navais em Nyonoksa, quatro sensores de partículas radioativas que enviavam dados do território russo para uma rede de monitorização internacional desligaram-se misteriosamente.

As interrupções foram originalmente relatadas pela CNN com referência à Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares (CTBTO).

Primeiro, a falha na transferência de dados foi explicada como um problema técnico. No entanto, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, divulgou um comunicado que dizia que a cooperação do país com a monitorização radioativa internacional era “puramente voluntária” e não deveria afetar o desenvolvimento de armas.

Enquanto algumas das estações de monitorização de radiação na Sibéria já retomaram a partilha dos seus dados, a comunidade internacional está agora a questionar se a interrupção foi uma coincidência ou parte do encobrimento do acidente nuclear em Nyonoksa.

Na quinta-feira, dia 8 de agosto, uma explosão num campo de testes militar na região de Arkhangelsk, na Rússia, fez com que as leituras de radiação nas cidades vizinhas aumentassem para 2 microsieverts por hora durante cerca de 30 minutos. Este pico é cerca de cinco a 20 vezes a dose de fundo de 0,1 e 0,4 microsieverts por hora, embora não seja mortal nem prejudicial.

No entanto, as autoridades russas confirmaram que cinco pessoas morreram na explosão, e acredita-se que todas tenham sido cientistas de armas. Pouco mais foi dito publicamente, além das alegações da agência nuclear estatal russa ROSATOM de que a explosão era um “motor de foguete” com uma “fonte de energia de radioisótopo”.

Desde então, tem havido especulações de que o desastre foi causado pelo lançamento fracassado de um míssil Burevestnik 9M730, apelidado de “Skyfall” pelos aliados da NATO, um míssil de cruzeiro nuclear experimental com alcance intercontinental alimentado por um reator nuclear.

Os reatores nucleares utilizam energia através de um processo conhecido como fissão, em que um núcleo atómico se divide em dois ou mais núcleos menores. Como esta é uma reação exotérmica, a fissão de elementos pesados ​​liberta uma grande quantidade de calor e energia com uma quantidade relativamente pequena de combustível.

Vários grupos ambientalistas russos já pediram ao Governo para divulgar mais informações em relação à explosão, mas as autoridades continuam praticamente em silêncio total.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Tribunal de Contas arrasa modelo de financiamento do Ensino Superior (e diz que Governo não cumpriu lei de bases)

No seguimento de uma auditoria ao método de financiamento do ensino superior, para o Tribunal de Contas (TdC), entre 2016 e 2018, o modelo de financiamento concretizado pelo governo não cumpriu o estipulado na Lei …

Cientistas encontram no Ébola um aliado inesperado contra os tumores cerebrais

Cientistas encontraram um gene do vírus do Ébola que mostrou ser útil no combate contra os glioblastomas, que são tumores cerebrais que reaparecem após serem eliminados. O gliobastoma é um tumor que cresce e espalha-se depressa …

Estivadores do Porto de Lisboa iniciam greve de três semanas

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciam, esta quarta-feira, uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário …

Michael Vang. Passou despercebido por Portugal, mas carrega os sonhos de toda uma etnia

Michael Vang é dos pouquíssimos jogadores de origem Hmong a jogar futebol profissionalmente. Agora nos Estados Unidos, o jovem teve uma passagem apagada por Portugal. Os Hmong são um grupo étnico asiático originário das regiões montanhosas …

Há pessoas sem a parte olfativa do cérebro que conseguem cheirar (e cientistas não sabem porquê)

Cientistas encontraram casos em que as pessoas não tinham bulbo olfativo, a parte do cérebro responsável pelo olfato, mas mesmo assim conseguiam cheirar. Anosmia consiste na perda total ou parcial do olfato e esta é uma …

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …