Seis Óscares para “La La Land”, “Moonlight” é o melhor filme (e quase não era)

Paul Buck / EPA

Mahershala Ali, Emma Stone, Viola Davis e Casey Affleck

Mahershala Ali, Emma Stone, Viola Davis e Casey Affleck

O musical “La La Land”, com seis estatuetas, arrecadou o maior número de prémios da 89.ª edição dos Óscares, que decorreu hoje, mas foi derrotado por “Moonlight” na categoria de melhor filme.

La La Land” partiu como favorito aos prémios da Academia de Hollywood, com 14 nomeações, mas apenas conquistou seis estatuetas: a de melhor realizador (Damien Chazelle), de melhor atriz principal (Emma Stone), a melhor banda sonora original, melhor canção original (“City of Stars”), melhor produção artística e melhor fotografia.

Além de ter ficado aquém das nomeações alcançadas – que puseram o musical lado a lado com “Titanic” (1997), por exemplo -, “La La Land” falhou na obtenção do prémio mais importante da noite, o de melhor filme, com “Moonlight” a sagrar-se vencedor.

O anúncio do Óscar para Melhor Filme ficou marcado por uma confusão com o envelope, que levou a que tivesse sido anunciado “La La Land”.

Depois de uma hesitação de Warren Beaty, que recebe o envelope errado, com o nome de “Emma Stone – La La Land” (o prémio anterior, para Melhor Actriz), Faye Dunaway  pega no envelope e anuncia erradamente a vitória do musical.

A PricewaterhouseCoopers, auditora responsável por receber e contabilizar os votos nos Óscares, já pediu desculpas pelo erro, admitindo que Beatty e Dunaway receberam o envelope errado.

“Sinceramente pedimos desculpa a ‘Moonlight,’ ‘La La Land,’ Warren Beatty, Faye Dunaway, e aos espectadores dos Óscares pelo erro que aconteceu durante o anúncio para Melhor Filme”, escreveu a empresa num comunicado revelado esta manhã.

“Os apresentadores receberam por engano o envelope da categoria errada e, quando [o erro] foi descoberto, foi imediatamente corrigido”, acrescentou a auditora.

Estamos a investigar como é que isto aconteceu, e lamentamos profundamente que isto tenha acontecido”.

“Moonlight”, contracenado por Mahershala Ali e Naomie Harris, conta a história de um jovem afro-americano que luta para encontrar o seu lugar à medida que cresce em Miami, pelo que o derradeiro Óscar da noite acaba por responder, em parte, às críticas da falta de diversidade entre os premiados nos últimos anos.

A 89.ª gala dos Óscares, que decorreu no Teatro Dolby, em Los Angeles, ficou ainda marcada por uma série de estreias e recordes.

  • Damien Chazelle, de 32 anos, que conquistou o Óscar de melhor realizador pelo filme “La La Land:”, tornou-se no mais jovem realizador a ser distinguido;
  • Mahershala Ali, que venceu o Óscar de melhor ator secundário pela sua interpretação em “Moonlight”, foi o primeiro ator muçulmano a receber uma estatueta dourada;
  • “O Herói de Hacksaw Ridge”, realizado por Mel Gibson, conquistou o de melhor mistura de som, naquele que foi o primeiro Óscar em 21 nomeações para Kevin O’Connell.
  • “O.J. Made in America”, com quase oito horas, venceu na categoria de melhor documentário, transformando-se no filme mais longo a receber um Óscar, destronando “Guerra e Paz”, a adaptação russa que venceu, em 1969, a estatueta de melhor filme estrangeiro (467 minutos contra 431 minutos).

Destaque ainda para os Óscares das categorias de melhor filme estrangeiro e de melhor documentário em curta-metragem.

“O Vendedor”, do realizador iraniano Asghar Farhadi, que não esteve presente na cerimónia em protesto pelas medidas anti-imigração de Donald Trump, recebeu o prémio para melhor filme estrangeiro; enquanto “Os capacetes brancos” (“The White Helmets”), sobre os voluntários que resgatam vítimas da guerra na Síria, conquistaram a estatueta de melhor documentário em curta-metragem.

A cerimónia foi também palco de vários discursos políticos, a começar pelas várias intervenções do anfitrião, Jimmy Kimmel, sobre o facto de os Estados Unidos serem hoje um país “dividido”, pela declaração lida pela astronauta iraniana Anousheh Ansari em nome de Farhadi, até às frases de apresentadores como Gael García Bernal que, enquanto mexicano e ser humano, se mostrou “contra qualquer tipo de muro” que estabeleça uma separação.

A meio da gala, Kimmel enviou, através do Twitter, uma mensagem ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que, em menos de 10 minutos, foi partilhada por mais de 150.000 utilizadores.

“Olá Donald Trump. Estás por aí?”, escreveu Kimmel na sua conta no Twitter, durante a cerimónia transmitida em direto por televisões de todo o mundo, após perceber que o Presidente dos Estados Unidos, um utilizador ativo das redes sociais, ainda não tinha comentado nada no Twitter, duas horas depois do início da gala.

E o Óscar foi para…

  • Melhor Filme: Moonlight
  • Melhor Realizador: Damien Chazelle por La La Land
  • Melhor Ator Principal: Casey Affleck em  Manchester by the Sea
  • Melhor Atriz Principal: Emma Stone em La La Land
  • Melhor Ator Secundário: Mahershala Ali em Moonlight
  • Melhor Atriz Secundária: Viola Davis em Fences
  • Melhor Argumento Original: Manchester By the Sea
  • Melhor Argumento Adaptado: Moonlight
  • Melhor Fotografia: La La Land
  • Melhor Montagem: Hacksaw Ridge
  • Melhor Banda-Sonora: La La Land 
  • Melhor Canção Original: City of Stars em La La Land
  • Melhor Filme de Animação: Zootopia
  • Melhor Filme Estrangeiro: The Salesman de Asghar Farhadi (Irão)
  • Melhor Documentário: O.J.: Made in America
  • Melhor Design de Produção: La La Land
  • Melhor Caracterização: Suicide Squad 
  • Melhor Guarda-Roupa: Fantastic Beasts and Where to Find Them 
  • Melhores Efeitos Visuais: The Jungle Book
  • Melhor Montagem de Som: Arrival
  • Melhor Mistura de Som: Hacksaw Ridge
  • Melhor Curta-Metragem: Sing
  • Melhor Curta-Metragem de Animação: Piper
  • Melhor Curta-Metragem Documental: The White Helmets

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Europeias: maior votação em 20 anos. PPE e socialistas juntos sem maioria

A taxa de participação nas eleições europeias, realizadas entre quinta-feira e hoje nos 28  Estados-membros da União Europeia, fixou-se nos 50,5%, a mais elevada dos últimos 20 anos e oito pontos acima do anterior sufrágio. Segundo …

Os anéis de Saturno estão a desaparecer (e a culpa é nossa)

Recentemente, um grupo de cientistas alertou que os anéis de Saturno podem vir a desaparecer devido às futuras explorações humanas.  Exploradores de asteróides e bilionários da tecnologia poderão roubar pedras preciosas do Espaço num futuro próximo, …

Forte tempestade faz reaparecer floresta pré-histórica no Reino Unido

A tempestade Hannah, que levou fortes marés e ventos ao Reino Unido, voltou a trazer à luz restos de árvores de uma floresta pré-histórica com cerca de 4.500 anos. Os vestígios estiveram escondidos durante anos …

PS vence Europeias. BE e PAN sorriem, CDS à espera de confirmar resultado catastrófico

As primeiras projeções aos resultados eleitorais geraram palmas e um ambiente efusivo por parte dos militantes do PS. O CDS é um dos grandes derrotados da noite e o PAN a surpresa. As eleições para …

Conan Osiris vence prémio de mais mal vestido em palco

Não é o prémio que Portugal esperava, mas é um prémio. Conan Osiris venceu o Barbara Dex Award, atribuído ao participante do Festival Eurovisão da Canção que veste a pior indumentária em palco. Conan Osiris é …

O exoesqueleto desta aranha parece o capacete de um minúsculo extraterrestre

No mundo animal, o acasalamento pode ser uma verdadeira batalha. As aranhas-pavão, por exemplo, deixam os seus capacetes para trás (literalmente).  Na hora do acasalamento, o macho da aranha-pavão (Maratus velutinus) deixa o seu exoesqueleto para …

Se chover durante a estadia, esta ilha italiana reembolsa os turistas

Há uma ilha italiana que reembolsa os turistas em aso de chuva. A iniciativa desafia as unidades hoteleiras a reembolsarem os clientes se chover mais de duras horas durante o dia. Se é daquelas pessoas que …

Prada deixa de usar peles a partir de fevereiro de 2020

A marca italiana dirigida por Miuccia Prada anunciou o fim da utilização de peles de animais a partir do próximo ano. A coleção apresentada em fevereiro de 2020, correspondente ao outono-inverno 2020/21, será a primeira …

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Os recursos naturais da Terra chegavam este domingo ao fim se todas as pessoas do planeta consumissem como os portugueses. Na União Europeia, a Estónia e a Dinamarca já esgotaram os recursos em março passado.  Os …