Roger Stone, amigo de Trump, foi escoltado por seis homens (que participaram no ataque ao Capitólio)

Pelo menos seis pessoas que escoltaram Roger Stone, amigo de longa data de Donald Trump, entraram no Capitólio durante o ataque de 6 de janeiro.

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, um grupo de seis homens escoltou Roger Stone, amigo de longa data de Donald Trump, no dia do ataque ou no dia anterior. Os homens estão associados aos Oath Keepers, uma milícia antigovernamental de extrema direita que é conhecida por fornecer segurança para personalidades de direita e manifestantes em eventos públicos.

O mesmo jornal vasculhou centenas de vídeos e fotografias e recorreu a pesquisas de um grupo de monitorização online chamado Capitol Terrorists Exposers para rastrear a equipa de segurança que escoltou Stone em 5 e 6 de janeiro.

Em 5 de janeiro, um dia antes do ataque ao Capitólio, Stone faz duas aparições públicas em Washington em apoio às alegações infundadas de fraude eleitoral de Trump. Na tarde de 5 de janeiro, após um discurso no Supremo Tribunal dos Estados Unidos, Stone é conduzido por um dos seis Oath Keepers, enquanto os outros homens do grupo mantêm a multidão afastada.

Naquela noite, Stone falou noutro comício perto da Casa Branca, no qual proclamou que “venceremos esta luta ou a América entrará em mil anos de escuridão”.

Vários dos Oath Keepers continuam a fornecer segurança neste evento.

 

Na manhã de 6 de janeiro, Stone é visto do lado de fora do hotel Willard InterContinental, a um quarteirão da Casa Branca.

Esta é a última vez que Stone é visto naquele dia em qualquer uma das filmagens analisadas pelo The New York Times. O amigo de Trump continuou a promover discursos e comícios online que faria perto do Capitólio naquela tarde. Porém, nunca apareceu.

Perto de uma das entradas do Capitol, alguns membros da equipa de segurança provocam a polícia, que está a tentar proteger o prédio. Os vídeos mostram todos os seis guardas de segurança dentro do edifício do Capitólio durante o ataque. Alguns encontram-se com outros Oath Keepers, incluindo dois que foram acusados de conspiração. Outros são vistos nos corredores.

Em 10 de fevereiro, Stone postou uma declaração, dizendo que “não viu nenhuma evidência de atividade ilegal por parte de qualquer membro” dos Oath Keepers, e que se houvesse prova, “deveriam ser processados”.

Em julho passado, Donald Trump comutou a pena de 40 meses de prisão de Roger Stone. O ex-conselheiro foi condenado por ter mentido ao Congresso e manipulado testemunhas na investigação sobre a interferência russa na campanha presidencial de 2016.

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi absolvido este sábado da acusação de “incitamento à insurreição” no julgamento de impeachment de que foi alvo após o ataque ao Capitólio no passado dia 6 de janeiro.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …

Para eliminar "veneração do Ocidente", China quer retirar livros de Bill Gates e Steve Jobs das listas de leitura

Este mês, as autoridades chinesas ordenaram que os livros "que veneram as ideias ocidentais" e "abraçam todas as coisas estrangeiras" fossem removidos das listas de leitura e das bibliotecas nas escolas primárias e secundárias.  De acordo …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …