/

“É possível ver o aparecimento de uma segunda vaga”, admite Governo britânico

Matt Hancock, secretário de Estado da Saúde do Reino Unido, confessou estar preocupado com uma segunda vaga e garantiu que o Governo de tudo fará para a combater.

O secretário de Estado da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, disse, esta quinta-feira, estar preocupado com uma segunda vaga de infeções por covid-19 na Europa. Neste sentido, garantiu que o Governo britânico não vai hesitar em repor medidas de contenção no país, caso seja necessário.

“Acho que é possível ver o aparecimento de uma segunda vaga pela Europa e nós temos de fazer tudo o que está ao nosso alcance para evitarmos que afete o nosso território”, disse Matt Hancock durante uma entrevista à Sky News

“Estamos preocupados com uma segunda vaga e não é só em Espanha. Há outros países onde o número de novos casos está a aumentar”, acrescentou.

Segundo o Metro, o Governo britânico está a avaliar formas de reduzir o tempo de quarentena para pessoas que cheguem de Espanha, aumentando o número de testes à covid-19. No entanto, durante a entrevista, o responsável sublinhou que a possível alteração não irá acontecer ao longo dos próximos dias.

“Estamos a avaliar se, ao testar as pessoas durante o período de quarentena, é seguro libertá-las desta obrigatoriedade mais cedo, mas não nos vamos pronunciar sobre isto tão cedo, pelo menos não enquanto for absolutamente seguro”, explicou.

A França é um dos países europeus que costuma receber turistas britânicos e que continua isento de medidas. No entanto, o secretário de Estado deixou claro que, com o aumento do número de casos nesses territórios, existe a hipótese de voltarem a estar sujeitos a medidas de contenção.

Na quarta-feira, o Reino Unido anunciou a assinatura de um acordo com as farmacêuticas GlaxoSmithKline e Sanofi Pasteur para a compra de 60 milhões de doses de uma potencial vacina contra o novo coronavírus, a ser lançada no primeiro semestre do próximo ano.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.