Segunda caixa negra confirma: copiloto provocou acidente

A análise à segunda caixa negra do A320 da companhia Germanwings que na semana passada se despenhou nos Alpes franceses confirma uma ação deliberada do co-piloto para fazer descer o avião, segundo os investigadores.

“Uma primeira leitura” da caixa negra encontrada na quinta-feira “dá a entender que o piloto presente no ‘cockpit’ usou o piloto automático para fazer descer o avião para uma altitude de 100 pés, e depois, em várias ocasiões durante a descida, o piloto modificou as instruções do piloto automático para aumentar a velocidade do avião”, indicou em comunicado o gabinete francês de investigações e análises (BEA).

A caixa, encontrada escurecida pelo fogo e enterrada na montanha, foi transportada para Paris, na quinta-feira, tendo a sua análise começado de imediato.

“Os trabalhos para determinar a sequência precisa de acontecimentos durante o voo continua”, disso o BEA.

A investigação ao acidente do Airbus A320 da Germanwings, baseada até agora na análise dos sons do ‘cockpit’ registadas na primeira caixa negra, concluíram que o copiloto Andreas Lubitz terá provocado deliberadamente o acidente, que causou a morte a 150 pessoas, ao ficar sozinho no ‘cockpit’ e bloquear a porta do compartimento para impedir o piloto de reentrar.

As investigações feitas na Alemanha indicam que Lubitz sofreu um “episódio depressivo grave” em 2009 e recebeu tratamento para “tendências suicidas”.

A procuradoria de Düsseldorf, onde o copiloto vivia, revelou ainda que Andreas Lubitz procurou na internet informação sobre métodos de suicídio e funcionamento das portas do ‘cockpit’ até à véspera do acidente.

A informação foi apurada pelos procuradores alemães a partir do conteúdo de um ‘tablet’ apreendido numa das residências de Andreas Lubitz.

O copiloto, de 27 anos, procurou na internet informação sobre “formas de cometer suicídio“, “especialmente” entre 16 e 23 de março, véspera do acidente, segundo um comunicado.

Pelo menos num desses dias, Lubitz viu também, “durante vários minutos”, informação sobre “portas de cockpit e disposições de segurança”.

O Airbus A320 da Germanwings, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), despenhou-se a 24 de março nos Alpes franceses, matando todos os 144 passageiros e seis tripulantes.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …