SEF continua a legalizar imigrantes sem vistos de entrada

Manuel de Almeida / Lusa

A Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa

A Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, defende que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) continue a legalizar imigrantes, mesmo que não tenham entrado legalmente no espaço Schengen, tal como tem sido feito desde o anterior governo.

Em declarações ao Diário de Notícias, Constança Urbano de Sousa relata que o SEF tem aplicado uma “diferente interpretação do requisito legal de entrada regular“, considerando que esta interpretação não é “uma ilegalidade no sentido estrito”.

Um imigrante integrado no mercado de trabalho pode receber autorização de residência do SEF caso tenha entrado legalmente no espaço Schengen (como turista, por exemplo). No entanto, uma das alíneas do artigo 88 da Lei de Estrangeiros prevê que o diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras ou um membro do Ministério da Administração Interna possa propor a entrada de um cidadão de outro país sem passar pelo crivo normal, refere a RTP.

A responsável pela Administração Interna explica que tal tem sido feito desde o governo PSD/CDS. Esta”orientação” da anterior direção do SEF terá permitido legalizar, em 2015, milhares de imigrantes à margem da lei, a maioria de países considerados de risco, como a Índia, o Bangladesh e o Paquistão, que estavam noutros países da União Europeia (UE) em situação irregular.

De acordo com o DN, citando declarações da ministra, o SEF não sabe a quantos imigrantes ilegais que não tenham entrado legalmente no espaço Schengen já concedeu autorização de residência.

Em julho, a atual direção do SEF tentou revogar a “orientação” da direção do juiz desembargador Beça Pereira – que negou ter autorizado tal medida – para “cumprir a lei”, mas acabou por recuar, depois de protestos das associações de imigrantes e pressões políticas, prometendo analisar “caso a caso”.

Para Constança Urbano de Sousa, “a aplicação das leis pressupõe a sua interpretação, podendo haver interpretações divergentes, como é próprio da aplicação do direito, não consubstanciando a atividade interpretativa uma ilegalidade no sentido estrito”.

No entanto, de acordo com o DN, desde julho que a Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) e a Procuradoria Geral da República (PGR) estão a avaliar se há matéria de infração disciplinar ou criminal. O requisito de entrada legal no espaço Schengen é uma tentativa de evitar que as redes criminosas criem contratos de trabalho fictícios, e o não cumprimento desta regra pode representar riscos em matéria de Segurança.

Para o constitucionalista Jorge Bacelar Gouveia, “a interpretação da lei não é subjetiva, é objetiva, e quando a mesma é violada, há ilegalidade”, admitindo ao DN poder haver matéria para um “crime de abuso de poder“.

António Nunes, presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT), reforça a necessidade de “todos os países serem rigorosos na concessão de autorizações de residência a imigrantes, que depois podem circular livremente em todo o espaço Schengen”.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pouca vergonha!!Um país com salários miseráveis,muito desemprego ,mas seguro e deixam entrar gente que não sabem as verdadeiras intenções,alem de prejudicarem o mercado de trabalho em prejuizo dos trabalhadores portugueses.Por isso vou votar na extrema-direita,não por ser racista ou xenofebo,que não o sou,mas por querer proteger a minha familia!!

  2. Os organismo que os portuguese pagam e que ao fim e ao cabo podem ser todos dispensados pois estão todos a comer sem trabalharem, é o normal neste país de PÁRIAS.

  3. Se estes ilegais estão a entrar no espaço Shengen, então os restantes países europeus deveriam saber o que esta República das Bananas está a fazer.
    Quando tiverem cá dentro, 1 milhão de islâmicos e 100.000 radicalizados (como já existe em Barcelona), digam aos portugueses para cantarem os mortos e colocares muitas velinhas em cada atentado.

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …