Satélite de televisão da Boeing está em risco de explodir (e pode ameçar outros)

Boeing

Após um acidente inexplicável, um satélite construído pela Boeing e operado pela DirecTV está em risco de explodir nas próximas semanas.

O satélite, chamado Spaceway-1, orbita cerca de 35 mil quilómetros acima da Terra desde 2005, tendo fornecido cobertura televisiva de alta definição durante muitos anos antes de ser “despromovido” para um satélite de backup.

Em dezembro de 2019, a aeronave sofreu uma “grande anomalia” que resultou em “danos térmicos irreversíveis” a suas baterias, segundo escreveu a DirecTV na semana passada num comunicado da Federal Communications Commission (FCC) dos Estados Unidos.

Embora o Spaceway-1 tenha contado com os seus painéis solares para energia nos últimos meses, a nave em breve entrará na sua “estação do eclipse” – um período em que o satélite paira na sombra da Terra – e as baterias devem ser ativadas.

Quando a temporada começar em 25 de fevereiro, as baterias danificadas provavelmente explodirão após a ativação, destruindo o satélite e colocando em risco outros satélites próximos.

O satélite segue uma órbita geoestacionária, permanecendo numa parte específica da Terra enquanto gira, que é a órbita mais alta possível para satélites em uso. Devido à alta localização da nave, redirecionar a nave para baixo – onde outros satélites em uso circulam – para que possa eventualmente queimar na atmosfera não é uma opção viável.

Em vez disso, em 19 de janeiro, a DirecTV solicitou que a FCC permitisse que a empresa reposicionar o satélite para uma órbita mais alta conhecida como “órbita do cemitério”, aproximadamente 300 quilómetros acima do seu local atual, onde Spaceway-1 poderia explodir em paz.

Normalmente, explica o LiveScience, a desativação de um satélite envolve a libertação de todos os propulsores restantes. O processo pode demorar demorar vários meses, dependendo da quantidade de combustível restante no tanque. Porém, não resta assim tanto tempo ao Spaceway-1.

A FCC dita que todos os satélites em fim de vida precisam de esgotar o seu combustível antes de entrar numa rota a 300 quilómetros acima da órbita geoestacionária. No caso do Spaceway-1, o procedimento poderia demorar entre dois a três meses. No entanto, a DirectTV pediu autorização à autoridade reguladora para esgotá-lo em apenas 30 dias. Pedido esse que foi aceite.

De acordo com a AT&T, empresa controladora da DirecTV, o satélite que está prestes a explodir “é um backup e não prevemos impactos no serviço ao consumidor”.

Antes da identificação do problema nas baterias, a DirectTV tinha intenções de manter o Spaceway-1 a funcionar até 2025, ultrapassando largamente o período de vida útil do equipamento. Contudo, agora, a prioridade da empresa é desativá-lo e retirá-lo da órbita geoestacionária.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Várias estátuas do Porto vandalizadas com "lágrimas azuis"

Várias estátuas do Porto, nomeadamente no Jardim da Cordoaria e na Praça Carlos Alberto, surgiram esta terça-feira vandalizadas, pintadas com lágrimas azuis, atos que foram confirmados à Lusa pela Câmara do Porto. Na Praça Carlos Alberto, …

Pós-Brexit. Imigrantes do Reino Unido vão ter de falar inglês e ter qualificações

O Reino Unido apresentou detalhes sobre as novas regras para a imigração pós-Brexit, que vão dificultar o acesso dos cidadãos da União Europeia (UE) e impor requisitos, como falar inglês, qualificações e um salário mínimo …

Ações de Isabel dos Santos na Galp, NOS, Efacec e EuroBic escapam a ordem judicial

As ações de Isabel dos Santos em empresas como Galp, NOS, Efacec e EuroBic não estão abrangidas na ordem judicial relativa ao arresto das suas contas bancárias. O arresto das contas bancárias de Isabel dos Santos …

Covid-19. Presidente chinês diz que há “progresso visível”, mas número de mortos ultrapassa os 2.000

O Presidente da China defendeu esta quarta-feira que as medidas aplicadas pelas autoridades chinesas para travar a propagação do novo coronavírus, estão a alcançar um "progresso visível", num "momento crucial" da crise que paralisou o …

Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação

Esta segunda-feira, Tomás Correia foi pessoalmente ao Banco de Portugal buscar a nova condenação de que foi alvo, por violação das regras de controlo e branqueamento de capitais. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Público, …

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames nacionais

Os estudantes que terminem um curso profissional ou artístico terão melhores condições de acesso ao ensino superior já no próximo ano. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou esta quarta-feira que os …

Trump indulta ex-governador que tentou "vender" lugar de Obama no Senado

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, indultou na terça-feira o ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, preso por corrupção após ser considerado culpado de tentar "vender" o lugar de Barack Obama no Senado, depois …

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Alegadas agressões a Taarabt valem processos a Marega e Pepe

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …