Santana e Rio empatados (mas nenhum bate Costa)

Tiago Petinga, Estela Silva / Lusa

Pedro Santana Lopes enfrenta Rui Rio para a liderança do PSD

Nem Rui Rio nem Santana Lopes conseguem fazer frente a António Costa no cargo de primeiro-ministro. Nas sondagens, os dois aparecem empatados pela liderança do PSD e menos populares que o socialista Costa.

Uma sondagem do Correio da Manhã, em colaboração com a Aximage, realizada entre os dias 4 e 6 de novembro, dá como grande preferido dos portugueses para primeiro ministro, António Costa.

Se comparado com Santana Lopes, António Costa tem a confiança de 68,4%, esmagando o social democrata, que fica apenas com 21,9% das intenções de voto.

A mesma sondagem apontava que, entre os candidatos sociais-democratas, 64,3% dos inquiridos preferiam Rui Rio como primeiro-ministro contra apenas 21,1% que preferiam Santana Lopes e dizia que 67,5% preferiam Rio como presidente do PSD (contra 23,9% de Santana) e ainda que o ex-autarca do Porto era o “melhor para combater Costa” (66,7% contra 27%).

No entanto, de acordo com sondagem da Eurosondagem citada pelo Observador, os resultados são exatamente opostos: apesar de Costa continuar a ser o preferido para ocupar o cargo de primeiro ministro, Santana Lopes fica à frente de Rui Rio nas intenções de voto.

A sondagem terá sido encomendada pela candidatura de Santana Lopes e demonstra que, numa disputa com Costa, Santana Lopes teria 27,5% das preferências e Rui Rio 25%. É por pouco. Uma diferença de 2,5 pontos percentuais (a favor de Santana) que resulta num empate técnico, já que a margem de erro da amostra é de 3,09%.

A pergunta feita aos 1003 inquiridos foi clara: “Quem prefere para primeiro ministro?” Entre António Costa e Santana Lopes, 52,5% disseram que preferiam o socialista, 27,5% que preferiam o antigo provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e 20% disseram que não saberiam em quem votar ou que se recusavam a responder.

A mesma questão foi colocada entre António Costa e Rui Rio. O atual primeiro-ministro reuniu, nesse caso, 52% das preferências contra 25% de o ex-autarca do Porto, havendo 23% dos inquiridos que não saberiam em quem votar ou que se recusaram a responder.

A sondagem do Expresso, feita no mês passado apontava para um empate técnico entre Rio e Santana, mas a pergunta era quem os portugueses preferiam para presidente do PSD: o ex-autarca do Porto reunia 44,2% das preferências e o ex-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa 43,3% dos inquiridos.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Espera lá… A ver se eu compreendi: A única sondagem que dá a vantagem a Santana Lopes foi encomendada pela própria candidatura de Santana Lopes… E é a única que o Observador publicou.

    Mas há alguem que ainda não saiba que o Observador é um pasquim de propaganda da ala neo-liberal do PSD, de que Passos Coelho é o representante e de que Santana Lopes é o sucessor natural?

  2. E tudo mentira só querem e enganar as pessoas!!!

    Comunicação social quer e audiências e vender jornais !!!

    Façam lá um debate a 3 que eu gostava de ver.

  3. Evidentemente que não é com estas duas esfinges que o PSD vai onde quer que seja. O sr. Rio deixou passar o “barco” há uns 10 anos atrás. E o ex-comentador sportinguista já toda a gente sabe o que ele vale e o tempo de provar que os tinha no sitio foi lá atrás em 2003 ou 2004. Agora, ambos, pantufas, chazinho quente e deitar cedo. Haja bom senso!
    Os únicos com capacidade para arrumar o casa continuam a ser o Pedro Passos Coelho, embora se saiba que a vida pessoal não lhe tem corrido de feição ou, em alternativa, o tal Rangel, que todavia está longe de ter figura de estadista. O problema é simples : o PSD não tem, neste momento histórico, uma figura cativante, que galvanize o país para uma mudança necessária porque, quer se queira acreditar ou não, a esquerda não tirou o país da crise e apenas a tem mascarado, subsistindo por debaixo uma dívida global gigantesca. Portugal, desde o fim da primeira dinastia, nunca mais se endireitou. E os anos que leva de democracia, a maioria tem sido de penúria. E se o “default” da Venezuela se espalhar ao Globo vai ser o bom e o bonito

    • “a esquerda não tirou o país da crise e apenas a tem mascarado” E a direita tirou? E a direita não é também responsável pela crise que ainda vivemos? O Passos Coelho “arrumar a casa”? Só se fôr para enterrar mais o país! essa dívida global gigantesca não é sómente obra da esquerda… Mas concordo consigo quando afirma “o PSD não tem, neste momento histórico, uma figura cativante, que galvanize o país para uma mudança necessária”. Lá isso é verdade. Mas… Não querem o Sócrates emprestado? Não sei se sabia mas ele veio do PSD (um dos fundadores da JSD)… Continua a ser uma figura cativante… A sério que não quer o empréstimo?

  4. Estavas a ir tão bem até chegares a esta parte:
    “Os únicos com capacidade para arrumar o casa continuam a ser o Pedro Passos Coelho”
    “em alternativa, o tal Rangel”
    Se o melhor que o PSD tem é o Passos, (ou o Rangel), o futuro próximo vai se muito complicado!…

RESPONDER

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …