/

Santana dispara e está muito perto de reconquistar a Figueira com maioria absoluta

9

Pedro Nunes / Lusa

Pedro Santana Lopes

Pedro Santana Lopes conta com 47% das intenções de voto e pode estar perto de atingir uma maioria absoluta histórica. PSD arrisca desastre eleitoral.

Depois de já ter estado no comando desta autarquia, o ex-primeiro-ministro tem tudo para reconquistar a Câmara Municipal da Figueira da Foz, mais de 20 anos depois de o ter feito pela primeira vez, em 1997.

Segundo uma sondagem do ICS/ISCTE para o Expresso e para a SIC, Santana Lopes tem 47% das intenções de voto, valores que não afastam, em teoria, um cenário de maioria absoluta.

Já o socialista Carlos Monteiro surge em segundo lugar nas intenções de voto, com 35%. A sondagem indica ainda que o grande penalizado das próximas eleições será o candidato do PSD – Pedro Machado arrisca-se a ter um resultado desastroso, com 8% dos votos.

Ainda assim, os resultados não são uma surpresa. Esta não é a primeira sondagem a dar como muito provável a vitória de Santana Lopes na Figueira.

No passado mês de agosto, um estudo de opinião realizado pela Eurosondagem/Libertas para o semanário Nascer do Sol, mostrava que o antigo primeiro-ministro somava 38% nas intenções de voto contra os 34,3% do socialista Carlos Monteiro. Mais uma vez, o candidato social-democrata, Pedro Machado, tinha apenas 8% das intenções de voto.

Os “laranjas” recusaram apoiar Santana Lopes nesta corrida e decidiram manter o apoio a Pedro Machado, presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro. Mesmo sem o apoio de Rui Rio, Santana Lopes decidiu avançar como independente à frente do movimento “Figueira a Primeira”.

A confirmarem-se estes números, socialistas e sociais-democratas aguardam uma derrota que representa uma reviravolta tendo em conta as últimas autárquicas: nas últimas eleições, o PS somou mais de 50% dos votos e o PSD ficou em segundo com 28,47% dos votos.

Agora, escreve o Expresso, ultrapassando a barreira dos 45%, Pedro Santana Lopes pode conseguir atingir a maioria absoluta e eleger cinco vereadores, sendo que os restantes quatro seriam socialistas – não deixando qualquer margem para os sociais-democratas.

Por sua vez, Bernardo Reis da CDU tem neste momento 3% das intenções de voto e João Paulo Domingues, do Chega, 1%. Há ainda 1% de inquiridos que diz que vai votar noutros candidatos.

Esta sondagem foi feita entre 26 e 30 de agosto de 2021. Foram contactados 3.318 números de telefone/telemóvel. Obtiveram-se 604 entrevistas válidas. A margem de erro máxima associada a uma amostra aleatória simples de 604 inquiridos é de +/- 4%, com um nível de confiança de 95%.

  ZAP //

9 Comments

  1. Xiii… há gente que não aprende…
    Não é possível que todas as alternativas sejam todas piores do que o tachista profissional do Santana…

    • Hahahahaaa… será que queiras dizer o pior?!
      Gostaria de ver o resultado de uma possível candidatura à Lisboa… o seu legado foi tão bom que preferiu ir para a Figueira (onde deixou dívidas astronómicas), porque em Lisboa já não engana ninguém…
      É um artista que me faz lembrar o Sócrates – embora este tenha tido tachos bem melhores.
      Olha ele:
      “Santana Lopes gastou sempre o dinheiro que não tinha”
      TVI24 em 2004

  2. Este é mais um, tem mais colegas distribuídos por vários partidos tipo troca-tintas como este e é disso que o povo gosta, portanto, terão o que merecem!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.