Santana não está zangado com Rio (mas confirma afastamento)

Mário Cruz / Lusa

O presidente do PSD, Rui Rio, não acolheu os nomes indicados por Santana Lopes, que constavam do acordo que ditou a união entre as duas candidaturas depois da eleição social-democrata.

Pedro Santana Lopes não desmente a rutura com Rui Rio, atual presidente do PSD, e confirma o afastamento entre os dois desde o congresso. “Não temos trabalhado. Não tem acontecido nada em conjunto. A realidade é essa. Não se pode chamar rutura aquilo que não foi entrelaçado ou casado, se quiser”, afirmou esta terça-feira SIC Notícias.

Segundo o Público, Santana não está “zangado” com Rio. No entanto, o ex-provedor da Santa Casa confirma que sugeriu “alguns nomes relevantes” para as listas conjuntas aos órgãos do PSD que acabaram por não ser acolhidos.

Embora não tenha falado em traição nem em liderar a oposição interna – “não posso nem quero” – Santana Lopes admite o afastamento com o líder do PSD. “Só confirmo que não tem havido trabalho nenhum conjunto. Rio procurou juntar no congresso e depois nada mais”, sustentou.

Esta terça-feira, o Jornal i avançava que tinha havido uma rutura entre os dois sociais-democratas, após o acordo para as listas conjuntas, fechado no último congresso. Ao Público, o ex-diretor de campanha de Santana Lopes, João Montenegro, explicou que o antigo líder ficou incomodado depois de ver que Rio não acolheu as suas sugestões.

Assim, Montenegro confirmou a existência de uma “rutura” com Rio e que o ex-líder “pode romper com a solidariedade que existiu até agora e começar a fazer oposição interna”.

Santana e Rio chegaram a acordo sobre listas para o Conselho Nacional, Conselho de Jurisdição, Instituto Sá Carneiro e Conselho Estratégico Nacional. Na altura, Santana Lopes fez um conjunto de sugestões de nomes para o Conselho Estratégico Nacional, que é visto como um Governo-sombra do PSD. No entanto, nenhum dos nomes foi acolhido. João Montenegro admitiu que isso causou “muito incómodo“.

Entre os nomes que Rui Rio não acatou estão o antigo embaixador Martins da Cruz, o presidente da Câmara de Óbidos Humberto Marques e Vítor Rosário Cardoso, elemento de Macau que deveria ter ficado à frente do gabinete dos emigrantes.

Os nomes “foram viabilizados pelo dr. Rui Rio e pelo dr. Salvador Malheiro”, afirmou João Montenegro. “Ficámos espantados por nenhum desses nomes indicados ter integrado os porta-vozes e coordenadores” do CEN, sublinha, apontando uma “quebra do acordo celebrado”.

“Todos cabem no PSD”

Segundo o Diário de Notícias, João Montenegro questiona ainda que os acordos que o PSD se prepara para assinar esta quarta-feira com o Governo – sobre fundos europeus e descentralização – não tenham sido levados a discussão no Conselho Nacional do partido. “A direção nacional toma o seu caminho e, em áreas tão importantes como estas, não ausculta os principais órgãos”.

Salvador Malheiro confirmou ao jornal que o acordo assinado no congresso prevê nomes próximos de Santana para o CEN, mas garante que a composição está longe de estar fechada e que o compromisso assumido “será honrado”.

Por outras palavras, o vice-presidente do PSD disse que os nomes apontados por Santana serão integrados, mas ainda não está definido em que equipas do CEN.

“Tenho o máximo respeito pela atitude que a equipa do dr. Santana Lopes assumiu no congresso, o acordo é para cumprir, eu honro a minha palavra”, diz o dirigente social-democrata. “Toda a gente cabe neste PSD.”

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês já está traçado

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês, incluindo o do antigo primeiro-ministro José Sócrates e o do banqueiro Ricardo Salgado, está decidido. Uma fonte judicial adiantou ao Expresso que só o juiz Ivo Rosa conhece …

Portugal "não está livre de uma quarta vaga" de contágios quando desconfinar

Na quarta-feira, Graça Freitas admitiu que Portugal pode voltar a enfrentar uma nova vaga da pandemia de covid-19 nos próximos meses. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes repete o alerta da diretora-geral da Saúde. Portugal pode enfrentar …

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …

Espanha vai proibir viagens durante a Páscoa. França, Hungria e Brasil com novas restrições

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e recolher obrigatório entre as 22h00 e as …

FBI detém funcionário de Donald Trump pela invasão ao Capitólio

O Departamento Federal de Investigação (FBI) deteve na quinta-feira um funcionário do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump pela invasão ao Capitólio a 6 de janeiro, noticiaram os media norte-americanos. Trata-se de Federico Klein, um homem …

Bebidas, fatos e centro "fantasma". Presidência portuguesa da UE debaixo de fogo após gastos "incomuns"

A presidência portuguesa do Conselho Europeu está no olho do furacão depois de uma reportagem que evidencia as "despesas incomuns" com bebidas, fatos e um centro de imprensa "fantasma", em contratos que custaram "centenas de …