Ignorando as sanções dos EUA, Huawei lança novos modelos em Londres

Jiji Press Japan Out / Epa

A Huawei cumpriu o calendário e revelou novos modelos de telemóveis da marca Honor em Londres. Apesar da guerra aberta com os EUA, o evento não se desviou do guião e nenhuma declarações foi feita acerca das empresas americanas.

A apresentação em Londres seguiu-se à declaração por parte do Google de que deixará de ter relações comerciais com a Huawei, cumprindo assim uma ordem da administração de Donald Trump, que decidiu impedir as empresas americanas de fornecerem software, serviços ou produtos à Huawei.

As restrições assumidas pelo Google significam que os futuros telemóveis da multinacional chinesa ficarão sem serviços cruciais da empresa americana – como a loja de aplicações Google Play – e sem acesso à versão do sistema Android que o Google distribui.

Ficar sem o Google Play impedirá os utilizadores de descarregarem aplicações como o WhatsApp e o Facebook, o que é um problema para a Huawei, especialmente na Europa.

Porém, os telemóveis já vendidos, bem como aqueles que ainda estão em stock, continuarão a ter pré-instalado o ecossistema Google – e é este também o caso dos três novos Honor agora apresentados: os Honor 20 Pro, o 20 e o 20 Lite (a Honor é uma sub-marca da Huawei, usada para telemóveis de preço mais reduzido).

Também na terça-feira, e após um dia de frenesim mediático sobre o impacto das sanções americanas, os EUA anunciaram uma suspensão durante 90 dias das sanções. A medida estende-se a todas as empresas, mas o objetivo é que os operadores de telecomunicações que usam equipamentos da Huawei tenham tempo de se ajustar.

“A licença geral temporária dá aos operadores tempo para tomarem outras medidas e dá ao Departamento margem para determinar as medidas de longo prazo apropriadas para os operadores de telecomunicações americanos e estrangeiros que atualmente usam equipamento da Huawei para serviços críticos”, afirmou, num comunicado, o secretário de Estado do Comércio dos EUA, Wilbur Ross.

A notícia foi bem recebida nas bolsas, com investidores e analistas a verem na suspensão alguma abertura por parte da administração Trump para encontrar uma situação que pelo menos não agrave as relações comerciais entre os EUA e a China. O índice tecnológico Nasdaq subia ao final desta tarde um pouco mais de 1%.

Por seu lado, o fundador da Huawei, Ren Zhengfe, afirmou à televisão estatal chinesa que o adiamento das sanções não tem grande impacto e que a multinacional se estava a preparar para um cenário de sanções americanas. “As atuais ações do governo dos EUA subestimam as nossas capacidades”, disse Zhengfe.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …