Huawei perde acesso ao Android, Play Store e apps do Google

A Huawei vai perder o acesso a atualizações do sistema operacional Android. A próxima versão dos smartphones fora da China perderá também o acesso a aplicações e serviços populares.

Depois de Donald Trump ter colocado a gigante chinesa de telecomunicações Huawei na lista negra, a Google suspendeu todos os negócios com a empresa que exigem a transferência de produtos de hardware e software – exceto os que estão cobertos por licenças de código aberto – avança a agência Reuters.

Mas a Google não foi a única: as fabricantes de chips Intel, Qualcomm, Xilinx e Broadcom já terão comunicado também aos funcionários que, até ordem em contrário, todas as entregas à Huawei estão suspensas, avança a Bloomberg.

A Huawei perderá assim acesso a atualizações do sistema operacional Android. A próxima versão de seus smartphones fora da China também perderá acesso a aplicações e serviços populares, incluindo a Google Play Store e o Gmail, adianta a mesma fonte.

A Huawei continuará, no entanto, a ter acesso à versão do Android disponível através da licença de código aberto. Mas a Google deixará de fornecer suporte técnico e colaboração para os serviços do Android e da Google para a Huawei.

Ryan Koontz, da Rosenblatt Securities, adiantou que as consequências serão pesadas, ou não fosse a Huawei “fortemente dependente de produtos semicondutores fabricados nos Estados Unidos, pelo que sem o fornecimento desses componentes-chave ficará seriamente debilitada”.

Segundo o mesmo analista, isto “poderá fazer com que a China adie a implementação da rede 5G até que a proibição seja levantada, o que terá impacto em muitos fornecedores internacionais de componentes”.

O rompimento com a Huawei acontece três dias depois e presidente norte-americano, Donald Trump, ter declarado “emergência nacional” e emitido uma ordem executiva a proibir empresas do país de usarem equipamentos de telecomunicações de empresas estrangeiras consideradas de risco.

A ordem autorizou o Departamento do Comércio a impedir negócios que envolvam tecnologias desenvolvidas por “adversários estrangeiros” que a Casa Branca considera que estão a explorar vulnerabilidades nos serviços e infraestruturas tecnológicas de informação e comunicação dos Estados Unidos para espionagem ou sabotagem.

O decreto presidencial dava 150 dias ao Departamento do Comércio para levar a cabo a medida, estabelecendo as proibições.

O Departamento do Comércio colocou também a Huawei na “lista negra” dos Estados Unidos, o que poderá impedir as empresas norte-americanas de venderem os seus produtos à gigante chinesa. Esta decisão exige que as empresas norte-americanas obtenham licença para vender tecnologia crítica à Huawei.

Huawei diz que é “parceiro chave” do Android

Em resposta, a Huawei assegurou esta segunda-feira ter feito “contribuições substanciais” para o desenvolvimento do sistema operativo Android, garantindo que continuará a disponibilizar atualizações de segurança e serviços pós-venda a todos os seus equipamentos.

“A Huawei fez contribuições substanciais para o desenvolvimento e crescimento do Android. Como um dos seus parceiros chave globais, trabalhámos estreitamente com a sua plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que beneficiou tanto os utilizadores como a indústria”, refere a empresa chinesa num comunicado emitido após ter sido divulgado que a Google deixará de vender componentes e software da marca.

A Huawei informa que continuará a fornecer atualizações e serviços pós-venda a todos os seus equipamentos, tanto “aos que já foram vendidos, como aos que ainda estão em armazém”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O título escrito assim é mais sonante, mas não é perde nop presente. Tenho um Huawei e por enquanto tenho acesso a tudo. São os futuros modelos que vão perder, se a atual guerra económica se mantiver.

  2. Tanto atentado a tanto presidente Americano e este texugo oxigenado não há quem abata… Só tem feito Trumpa atrás de Trumpa. Pensa que os EUA são um negócio pessoal dele e não percebe sequer que numa altura em que o mundo nunca precisou tanto de cooperação entre os povos, a pior coisa (e mais primitiva) que se pode fazer é andar nestas guerras e nestes proteccionismos que não levam a lado rigorosamente nenhum. A economia dos EUA não cresce ao ritmo da da China… Continua com estas Trumpas, que vais ver qual das duas economias sufoca primeiro. Velho dum c***ão!..

  3. Isso é uma ganância incalculável do presidente Trump, ele falou que não vai deixar a economia chinesa passar da economia americana. Mas isso não tem nada a ver e deveriam trabalhar juntos para o desenvolvimento do mundo

  4. Quando os US não conseguem comprar tentam liquidar a empresa para não lhes fazer sombra.
    Já não basta a espionagem industrial que fazem com todos os paises para favorecer as suas empresas ainda querem liquidar quem lhes faz sombra. Uma vergonha. È um comportamento de mafioso.

    Força Huawei

    Acho que o meu proximo telefone deve é vir a ser um Huawei. Dá raiva ver estes comportamentos de bebé birrão.

RESPONDER

"Temos de nos preparar". Benfica vai pôr travão no investimento

Após ter gasto mais de 100 milhões de euros em transferências, Jorge Jesus antecipa que o SL Benfica, assim como as outras equipas, vai ter de pôr um travão no investimento. O Benfica foi um dos …

Áustria retira por precaução lote da vacina AstraZeneca após morte de vacinada

As autoridades austríacas suspenderam por precaução as inoculações com um lote da vacina da AstraZeneca. O lote retirado não é usado em Portugal. A Áustria anunciou, este domingo, a retirada por precaução de um lote da …

Amorim não quer surpresas e prepara nuances na estratégia da equipa

Rúben Amorim vai promover alterações na estratégia da equipa para evitar que a equipa se torne previsível na fase final do campeonato. A segunda volta do campeonato está em andamento e o Sporting CP lidera categoricamente …

Medina sondou BE e PCP para coligação. Levou uma nega, mas o futuro depende do sucesso de Moedas

Fernando Medina quis uma coligação pré-eleitoral com Bloco de Esquerda e o PCP, mas os partidos não aceitaram. No entanto, a hipótese poderá voltar a estar em cima da mesa de Carlos Moedas começar a …

"Não é descabido”. Candidato liberal a Lisboa admitiu que nacionalização da TAP podia ser "excelente opção"

Miguel Quintas, o recém-anunciado candidato da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Lisboa, defendeu, no ano passado, que pensar numa nacionalização da TAP “não é de todo descabido” e que “tudo indica que poderá ser uma …

Mais de 3.500 túmulos descobertos em Xian, a "casa" do mítico exército de terracota

Uma equipa de arqueólogos encontrou milhares de túmulos e objetos de valor arqueológico na cidade chinesa de Xian, a capital da província de Shaanxi e a "casa" do mítico exército de terracota, descoberto no mausoléu …

Bruno Fernandes marca e Manchester United trava líder e rival City

O médio português Bruno Fernandes, de penálti, abriu caminho à vitória por 2-0 do Manchester United no dérbi com o City, na Liga inglesa de futebol, na primeira derrota dos 'citizens' após uma longa série …

Com Pizarro e Carneiro na calha para o Porto, Costa pode ter de desempatar

O primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, pode-se ver obrigado a escolher o candidato do PS à Câmara Municipal do Porto. As estruturas locais parecem alinhadas no apoio a Manuel Pizarro, mas o secretário-geral adjunto …

Abel Ferreira leva Palmeiras à conquista da Taça do Brasil

O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, conquistou a Taça do Brasil de futebol, ao vencer por 2-0 na receção ao Grêmio, em jogo da segunda mão da final. Depois do triunfo por 1-0 no confronto …

Myanmar: Exército dispara munições reais contra manifestantes

O exército birmanês disparou este domingo contra vários manifestantes com munições reais em Bagan, a cidade histórica na área central de Myanmar, causando um ferido leve, segundo os organizadores do protesto. Milhares de birmaneses voltaram às …