Salvini espera “carta do Pai Natal” à qual vai responder educadamente (mas deixa aviso à UE)

Massimo Percossi / EPA

Matteo Salvini, líder da Liga e ministro do Interior italiano

O braço de ferro entre Bruxelas e Romana parece estar para ficar. O vice-primeiro-ministro italiano afirmou esta quarta-feira que vai “responder educadamente” à União Europeia, mas não vai mudar de posição sobre o Orçamento do Estado para 2019.

A posição de Matteo Salvini, surge depois de a Comissão Europeia anunciar nesta quarta-feira um procedimento por défice excessivo. Questionado por jornalistas se tinha recebido a carta da Comissão Europeia recusando o orçamento, Salvini, líder da Liga [nacionalista], respondeu ironicamente, afirmando que espera “uma carta do Pai Natal”.

Apesar do procedimento por défice excessivo, o dirigente italiano manifestou abertura para continuar a negociar com Bruxelas: “Vamos debater educadamente como sempre fizemos, vamos falar. Mas seguimos em frente”.

A Comissão Europeia voltou a rejeitar o plano orçamental de Itália para 2019 esta quarta-feira, ao considerar que a proposta contém um risco “particularmente grave de incumprimento”, abrindo um procedimento por défice excessivo com base na dívida.

“Este passo que tomamos hoje [nesta quarta-feira] é a consequência lógica e inevitável da decisão tomada pelo governo italiano de não modificar as metas fiscais no orçamento revisto”, sustentou o comissário europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici.

A decisão é tomada uma semana depois de Roma ter mantido as linhas gerais do plano orçamental que Bruxelas ‘chumbou’ numa primeira análise, em 23 de outubro, naquela que já tinha sido uma decisão inédita na história do Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Através da sua conta no Facebook, Salvini apelou claramente ao seu eleitorado base, pedindo à Europa “respeito pelo povo italiano”, sublinhando ainda que Roma paga pelo menos mais 5 mil milhões de euros por ano do que recebe de Bruxelas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Já se percebeu que a estratégia de Bruxelas é fazer bullying contra as nações que batem o pé às políticas daqueles burocratas. Felizmente há uns poucos países na Europa com coragem de assumir o seu nacionalismo.
    Só é pena nós por cá não termos governantes assim, mas apenas mais uns burocratas de cócaras para Bruxelas

  2. Caríssimo EJ, achei importante informá-lo de que “Bruxelas” tem vindo a financiar Portugal desde o tempo em que nos tornamos parte da UE. Nessa época tínhamos um salário mínimo geral de 112,2 €, uma taxa de analfabetismo de aproximadamente 16% e o numero de empresas nacionais era inferior a 388 mil (hoje temos cerca de 1.300.000).
    O dinheiro que recebemos “deles” é muito, muito superior a todo aquele dinheiro que para “Bruxelas” enviamos. A título particular, posso dizer-lhe, com conhecimento de causa, que a maior parte dos projetos concretizados em Portugal, são financiados a 90% pela UE, ou seja, só 10% do dinheiro que esses projetos consomem vem de quem nos governa. Reforço a ideia, a maior parte.
    Imagine aonde estaria Portugal em termos de desenvolvimento, se não tivéssemos esses 90% do apoio de Bruxelas.

    • Bem dito. O pessoal dos extremos gosta muito de ignorar e/ou “esquecer-se” dos factos. E contra factos não há argumentos. Felizmente em Portugal temos conseguido conter estes extremistas num canto. Infelizmente não é o caso em Itália hoje em dia.

    • Ah?!
      Que contas são essas?
      E os ganhos/custos/pagamentos indirectos?!
      Quantas empresas portuguesas/europeias tem sedes em paraísos fiscais manhosos como o Luxemburgo, Irlanda, etc e onde ficam indevidamente milhões de impostos, etc que deveriam ficar em Portugal ou noutro qualquer país onde foi produzida a riqueza?
      A maior parte dos projectos na Europa são financiados “por Bruxelas” e, quem mais recebe é naturalmente a Alemanha (e as empresas alemãs)!!
      Todos os países recebem mais da EU do que o que enviam, senão, como é óbvio, não estavam lá – ou achas que estão na EU para fazer algum favor aos outros países?!!
      Além disso, esse dinheiro vem dos europeus, não cai do céu e muito menos é “produzido” por esses burocratas de Bruxelas que são um bando de parasitas incompetentes – como se tem visto!

      • Não sabe do que escreve e mete as mãos pelos pés. Se não houvesse UE para os Portugas, provavelmente já nem Democracia tínhamos, ou se calhar teríamos algo parecido com “as mais amplas liberdades” aonde os exemplos apenas deslumbram alguns.

  3. É… e nota-se bem quem anda a escrever comentários com os “pés”!…
    “Se não houvesse UE para os Portugas, provavelmente já nem Democracia tínhamos…”
    É possível mas, felizmente, os portugueses não são todos “portugas” rafeiros e “passivos” como tu…

    • Quando se é cão de guarda entra-se na rafeirice.
      É que, por acaso, ainda há “portugas” decentes e educados que sabem em que mundo vivem.
      Percebes trol opinador e, quanto ao “tu” usa-o com quem te criou.

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se forem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …

Jesus "nunca treinou um grande clube da Europa" e "nunca conquistou nada"

O treinador do Grémio, Renato Gaúcho, voltou a criticar Jorge Jesus, dizendo que o técnico português, aos 65 anos, nunca treinou um grande clube na Europa. "O Jorge Jesus ganhou 2/3 títulos portugueses. Saiu de Portugal …

Governo promove 5.000 militares antes das eleições

Quase 5.000 militares dos três ramos das Forças Armadas, Exército, Marinha e Força Aérea vão ser promovidos este ano. De acordo com o Correio da Manhã, o Ministério da Defesa enviou a lista dos 4.945 nomes …