Ricardo Salgado acusa Passos Coelho no colapso do BES

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho

O banqueiro e ex-líder do BES e do grupo GES, Ricardo Salgado, acusou o antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho de ter contribuído para o colapso daquele grupo financeiro. Em causa estão declarações públicas do ex-líder do PSD que, segundo Salgado, tiveram “consequências negativas sobre o BES”.

Segundo escreve o Correio da Manhã este domingo, Ricardo Salgado apresentou uma petição no Tribunal do Comércio de Lisboa, onde contesta a falência culposa do do BES e aponta o dedo ao ex-primeiro-ministro.

“Em 24 de Junho de 2014, o senhor primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, proferiu declarações públicas no sentido de que a questão da capitalização do GES era um problema, exclusivamente, deste Grupo (porque constituíam ‘problemas da área não financeira’) e, ainda, que não teria informação que o levasse a ‘temer instabilidade no setor financeiro”, lê-se na petição, citada pelo matutino.

Em causa estão as declarações do então primeiro-ministro a 24 de junho de 2014, pouco antes do colapso do BES e da criação do Novo Banco, em agosto do mesmo ano.

“As questões que respeitam a problemas de capitalização de grupos que também têm uma área financeira, como é o Grupo Espírito Santo, mas que têm muitas outras atividades não respeitam especificamente nem ao Governo nem ao supervisor da área financeira, porque são problemas de natureza não financeira”, disse Passos na época. “O Grupo Espírito Santo terá com certeza, como outros grupos, os seus problemas para resolver, e o Estado não é chamado a resolver esses problemas. É apenas aquilo que eu posso dizer”.

Para Ricardo Salgado estas declarações tiveram “consequências negativas sobre o BES”, explicitando que, entre 19 de junho (data em que o Governo recusou viabilizar empréstimos da Caixa Geral de Depósitos ao BES) e 24 de junho (dia das declarações de Passos Coelho), as ações do BES “caíram 16%”, ocorrendo uma “fuga de depósitos”.

Embora diga que “do ponto de vista jurídico, não se discute o mérito da opção política” de Pedro Passos Coelho, o banqueiro sublinha ainda assim que “o que se discute, por ter um impacto com relevância jurídica, são as consequências de tais declarações públicas do senhor primeiro-ministro então em funções”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • O Viajante demonstra bem a sua falta de clarividência. Então não sabe que o Salgado procurou por todos os meios que a CGD tapasse o buraco com os dinheiros do banco público? Ele bem que o tentou mas ao contrário dos anteriores governos o Passos mandou-o passear! E fez muito bem.

RESPONDER

Cordeiro e Cravinho juntam-se a Ana Gomes. Candidata diz que voto em Marcelo "não é digno do PS de Mário Soares"

Esta quarta-feira, Duarte Cordeiro manifestou o seu apoio a Ana Gomes, que lembra ser a única candidata do seu partido. Da mesma forma, João Cravinho saudou a "nossa candidata à Presidência". "A Ana é do meu …

PSP suspende gozo de férias. Agentes pré-reforma podem ser mobilizados para fiscalizar confinamento

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) suspendeu o gozo de férias na instituição, num momento em que Portugal cumpre um novo confinamento geral para travar a subida de casos, internamentos e mortes …

Manuel Alegre diz que "Geringonça" ficou aquém das expectativas e critica "meias medidas" no combate à pandemia

O dirigente histórico do PS Manuel Alegre considera que a solução política de esquerda, a Geringonça, ficou aquém das expectativas, resumindo-se a uma mercearia à volta do OE, e critica as "meias medidas" no combate …

FIFA "veta" Superliga europeia e ameaça excluir clubes e jogadores de torneios

Em comunicado, a FIFA avisou que na eventualidade da criação de uma Superliga europeia, o organismo que tutela o futebol a nível mundial não reconheceria a competição. Além disso, haverá represálias para os clubes que …

TAP inicia processo para reduzir custos com pessoal. Parlamento chumbou auditoria à gestão privada

A administração da TAP deu início, na quarta-feira, ao processo de alterações aos acordos de empresa (AE) em vigor, com o objetivo de reduzir os custos com pessoal. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da …

Há profissionais do SNS a ter que devolver o prémio de desempenho da covid-19

Há profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que estão a ser obrigados a devolver o prémio de desempenho atribuído pelos serviços prestados durante o primeiro estado de emergência. A situação é reconhecida, por exemplo, pelo …

É preciso "fechar tudo". Casos da variante inglesa aumentam e INSA apela ao "cumprimento rigoroso" do confinamento

O Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) apelou ao “cumprimento escrupuloso” das medidas de confinamento dado que se observa um aumento da prevalência da variante inglesa em Portugal, estimada em cerca de 13%. O INSA, …

Real Madrid eliminado da Taça por equipa do terceiro escalão. Zidane estará de saída

Zidane estará de saída do Real Madrid no final da temporada. A eliminação da Taça do Rei por uma equipa do terceiro escalão terá sido a última gota de água. O Real Madrid foi, esta quarta-feira, …

"Se fue Donald Trump", festejou Maduro. As reações dos líderes mundiais à posse de Biden

No dia em que Joe Biden tomou posse como 46.º Presidente dos Estados Unidos, foram várias as reações dos restantes líderes mundiais, da Venezuela a Taiwan. Na Venezuela, o Presidente Nicolás Maduro não escondeu a sua …

Hospitais negam situação de “rutura” nas morgues. Dizem ter reforçado capacidade nos últimos dias

A Associação que representa as funerárias fala em situação de “rutura generalizada” nos hospitais, “sem disponibilidade de equipamentos de frio para preservação dos cadáveres”. Por sua vez, os hospitais negam o caos, e no caso …