Salários continuam em atraso em “Ministério do Tempo”

(dr) RTP

Ministério do Tempo

O CENA-STE, Sindicato dos Trabalhadores do Espetáculo, do Audiovisual e dos Músicos, divulga hoje em comunicado que continuam em atraso, e sem garantias de pagamento, os salários dos trabalhadores da série Ministério do Tempo.

No dia 4 de julho, a organização sindical divulgou a paragem das gravações da segunda temporada da série. Os trabalhadores envolvidos na série divulgaram a situação nas redes sociais. Ministério do Tempo é produzida pela Just Up e transmitida pela RTP1.

Com o atraso no pagamento dos salários, os trabalhadores decidiram abandonar a produção a seis episódios do fim da segunda temporada. No recente comunicado d0 CENA-STE, a situação dos trabalhadores de Ministério do Tempo é considerada grave. Vários telespetadores terão também manifestado solidariedade e preocupação para com os trabalhadores. 

Dias depois, o sindicato reuniu-se com a Just Up que informou da possibilidade de no dia 14 de julho ter uma solução para o problema das dívidas.

O CENA-STE lamenta que “Passado este prazo, e apesar das nossas tentativas de contacto, continuamos sem novidades. O elenco e a equipa técnica continuam assim a ser lesados no seu direito fundamental de serem remunerados pelo trabalho feito”. 

Acrescenta ainda que as perspetivas de resolução do caso se apresentam cada vez mais dificultadas. E que, a cada dia, surgem informações que demonstram que o presente cenário tinha já sido previsto pela Just Up. A produtora terá decidido continuar uma produção que não teria as condições para terminar. 

Neste mesmo comunicado é feito um apelo à RTP para que ajude a esclarecer o que aconteceu de errado com a produção de Ministério do Tempo. Salientando-se que este caso pode vir a servir como exemplo para que no futuro não se repita uma situação semelhante. E por fim, o sindicato diz que vai tomar “as ações que necessárias para fazer valer os direitos dos trabalhadores em questão” e aconselha todos os profissionais do setor a não admitir que situações similares lhes sejam impostas.

Ministério do Tempo ou mistério dos salários em atraso

Ministério do Tempo é um formato original da Veralia, uma empresa espanhola. Foi apresentado à RTP pela Iniziomedia, a empresa que produziu os 13 primeiros episódios, e acabou por abandonar a produção devido a vários problemas financeiros.

Quando toda a situação veio a público, também a RTP emitiu um comunicado. A mensagem do mesmo sustentava que independentemente dos futuros desfechos, que iria sempre lançar novas séries baseadas em propostas de produtoras. Vendo esta estratégia como “novas oportunidades de trabalho” para todos os profissionais envolvidos no processo de produção – equipas de escrita, atores, realizadores, equipas técnicas, entre outras.

No mesmo comunicado pode-se ler-se pela televisão pública que “Apesar de a RTP ser alheia aos problemas de incumprimento por parte da produtora, quer deixar uma palavra de solidariedade às equipas de profissionais da série ‘Ministério do Tempo’, desejando uma rápida resolução do impasse”.

A RTP esclareceu também que a Just Up terá informado quanto às dificuldades em fazer as gravações da segunda temporada da série Ministério do Tempo. No entanto, “não comunicou definitivamente a sua incapacidade” de continuar a produção da série televisiva.

No dia 4 de julho, o ator António Capelo, um dos protagonistas de Ministério do Tempo, tornou pública no Facebook uma carta que dá conta deste caso

PARTILHAR

RESPONDER

Conquistas da seleção renderam 140 milhões em menos de 20 anos

As conquistas da seleção portuguesa renderam já mais de 140 milhões de euros à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em menos de 20 anos. Os números são avançados esta terça-feira pelo O Jogo, que dá …

Rosa Grilo acusa PJ de "agarrar em dois idiotas" para acusar de homicídio

A arguida acusou a Polícia Judiciária (PJ), esta terça-feira, de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito", em alusão a si e a António Joaquim, para os incriminar da morte do marido, reiterando que …

Aeroporto de Lisboa encerra de madrugada entre janeiro e junho

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, vai fechar para obras de alargamento da pista de janeiro a junho, entre as 23h30 e as 05h30 da manhã. De acordo com a TSF, o Aeroporto Humberto Delgado, em …

Fase de Instrução do processo Hells Angels começa no dia 27

A fase de instrução do processo Hells Angels vai começar no dia 27 deste mês, no Tribunal Central de Instrução Criminal, e já há sessões marcadas até 19 de dezembro. Fonte judicial referiu à agência Lusa …

Horacio Cartes, ex-Presidente do Paraguai, alvo de mandado de prisão no Brasil

Um juiz do Brasil emitiu esta terça-feira uma ordem de prisão contra o ex-Presidente paraguaio Horacio Cartes (2013-2018), num caso relacionado com a Operação Lava Jato, informaram fontes oficiais. A decisão foi tomada pelo juiz brasileiro …

Ex-futebolista Koke detido em operação contra tráfico de droga

O antigo futebolista espanhol do Sporting é um dos 20 detidos pelas autoridades espanholas numa operação contra o tráfico de drogas. Esta operação foi desencadeada com 11 buscas simultâneas em Sevilha, Málaga e Granada, envolvendo 150 …

Brasil. Técnica que esteriliza o mosquito do zika e dengue será aplicada em 2020

O Brasil irá usar a partir do próximo ano mosquitos estéreis da espécie 'Aedes aegypt' para controlar a reprodução deste agente que transmite doenças como dengue e zika, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU). A …

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro. Em …

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …

Autarquias desperdiçaram 128 litros de água por dia em 2018

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros encabeça a lista de entidades gestoras que mais água desperdiçam diariamente: 538 litros diários por ramal. Em 2018, a média de perda de água em Portugal continental situou-se nos …