Saída de Miguel Macedo implica 11ª alteração no Governo

presidencia.pt

Nuno Crato, Paulo Macedo, Álvaro Santos Pereira, Miguel Relvas, Miguel Macedo, Aníbal Cavaco Silva, Vítor Gaspar, dois ministros, quatro ex-ministros, um presidente

Nuno Crato, Paulo Macedo, Álvaro Santos Pereira, Miguel Relvas, Miguel Macedo, Aníbal Cavaco Silva, Vítor Gaspar, dois ministros, quatro ex-ministros, um presidente

O anúncio da demissão de Miguel Macedo vai obrigar o primeiro-ministro a alterar pela 11.ª vez o executivo e constitui a quarta baixa ministerial desde que o Governo PSD/CDS-PP tomou posse, em junho de 2011.

Depois de Miguel Relvas e de Vítor Gaspar, que também anunciaram a missão do Governo, e de Álvaro Santos Pereira, remodelado e substituído por António Pires de Lima no verão passado, Miguel Macedo é o quarto ministro a deixar o executivo liderado por Pedro Passos Coelho, a menos de um ano das próximas eleições legislativas.

Numa declaração lida no Ministério da Administração Interna, Miguel Macedo considerou que a sua autoridade enquanto governante ficou diminuída com o envolvimento de pessoas que lhe são próximas nas investigações da Operação Labirinto, que visam alegados casos de corrupção na atribuição de vistos ‘gold’.

De acordo com a Constituição, as funções dos secretários de Estado cessam quando o ministro é exonerado.

A última alteração ao Governo concretizou-se a 21 de outubro, com a tomada de posse de Fernando Egídio Reis como secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, em substituição de João Grancho, naquela que foi a décima alteração à composição do Governo e a primeira deste ano.

foreignoffice / Flickr

O ex-ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira

O ex-ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira

Para além de João Grancho, o executivo perdeu, desde setembro, outros dois elementos – os secretários de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, e das Florestas, Francisco Gomes da Silva – que não foram substituídos, o que fez diminuir o número de secretarias de Estado de 41 para 39.

Dos atuais 39 secretários de Estado, apenas 12 faziam parte do elenco original do XIX Governo Constitucional, em funções desde junho de 2011.

A única equipa ministerial que nunca foi alterada é a da Saúde, composta pelo ministro Paulo Macedo e pelos secretários de Estado Fernando Leal da Costa e Manuel Ferreira Teixeira.

Das dez alterações à composição o Governo, sete aconteceram em 2013, a última das quais a 30 de dezembro, quando foram substituídos os secretários de Estado, da Administração Pública, da Administração Interna, e da Administração Patrimonial e Equipamentos do Ministério da Justiça.

As primeiras três mudanças no executivo de coligação PSD/CDS-PP envolveram apenas secretários de Estado e realizaram-se em março e outubro de 2012 e em fevereiro de 2013.

International Monetary Fund / Flickr

O ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar

O ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar

Em abril de 2013 realizou-se a primeira remodelação ministerial, com a saída do ministro adjunto do primeiro-ministro, Miguel Relvas, substituído por dois ministros: Luís Marques Guedes e Miguel Poiares Maduro.

No mesmo mês, nove dias depois, houve novas mudanças nas secretarias de Estado de três ministérios.

A sexta alteração à composição do Governo aconteceu no início de junho de 2013, provocada pela demissão de Vítor Gaspar do cargo de ministro de Estado e das Finanças, que foi substituído por Maria Luís Albuquerque.

Nesse contexto, o presidente do CDS-PP e ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, anunciou a sua demissão do executivo invocando a sua oposição a esta opção de “continuidade” nas Finanças feita pelo presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

Esta crise governamental terminou com a sétima e maior remodelação do Governo, concretizada no final de julho. Paulo Portas tomou posse como vice-primeiro-ministro, sendo substituído por Rui Machete nas funções de ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.

portugal.gov.pt

O ex-ministro da Presidência, MIguel Relvas

O ex-ministro da Presidência, MIguel Relvas

Para além disso, o chefe do executivo retirou Álvaro Santos Pereira de ministro da Economia, substituindo-o por António Pires de Lima, e colocou Jorge Moreira da Silva à frente de uma nova pasta do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia.

A ministra Assunção Cristas perdeu a tutela do Ordenamento do Território e do Ambiente, ficando apenas ministra da Agricultura e do Mar. Pedro Mota Soares, ministro da Solidariedade e Segurança Social, ficou responsável pelo Emprego, até então integrado na Economia.

Em 2013, realizou-se ainda uma mudança de um secretário de Estado, em setembro, na sequência da demissão de Joaquim Pais Jorge, que foi substituído na pasta do Tesouro por Isabel Castelo Branco.

Relativamente às mudanças mais recentes, a demissão do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Francisco Gomes da Silva, foi anunciada a 2 de outubro e levou à distribuição das suas funções pela ministra da Agricultura e Mar, Assunção Cristas, e restantes secretários de Estado.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …

Mais de metade da população mundial está fechada em casa

Mais de metade da população mundial (52%) está atualmente confinada nas suas casas por ordem das autoridades para combater a propagação da doença covid-19. Segundo um balanço feito pela agência France Fresse (AFP), mais de quatro …

Documentário da Netflix reacende debate sobre os milhares de tigres em cativeiro nos Estados Unidos

A minissérie documental da Netflix "Tiger King: Morte, Caos e Loucura" veio reacender o debate sobre os grandes felinos que estão em cativeiro, frisando que há cerca de 10.000 espécimes nestas condições nos Estados Unidos. …

Luciano venceu a covid-19 aos 100 anos. Teve direito a bolo, a um desenho e a uma alta hospitalar

Luciano Marques da Silva completou 100 anos no hospital de São João, no Porto, onde se encontrava hospitalizado devido à infeção por covid-19. Depois de dez dias de internamento, conseguiu vencer e recebeu alta. No dia …

Geneinno S2, a scooter subaquática que o impulsiona entre as ondas

Há dois anos, foi anunciada a Trident, uma scooter subaquática fabricada pela startup chinesa Geneinno. Agora, a empresa lançou um modelo mais barato e portátil, conhecido como Geneinno S2. O Trident - ou Geneinno S1 - …

WhatsApp restringe opção de reencaminhar mensagens para evitar desinformação

A rede social anunciou que vai passar a restringir o reencaminhamento de mensagens para tentar diminuir a disseminação de informação falsa sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a revista Newsweek, a partir desta terça-feira, …

"Mostre-me a sua identificação." Na Tunísia, um robô pergunta às pessoas por que não estão em casa

Nas ruas de Túnis, a capital da Tunísia, um robô não pilotado aborda as pessoas na rua e pergunta-lhes por que não estão em casa, exigindo-lhes um documento de identificação. A Tunísia está em confinamento obrigatório …

Putin não quer repetir os erros dos outros países

Vladimir Putin diz que "o pico da epidemia ainda não foi superado", mas garante que tem "em consideração as experiências positivas e negativas de outros países". O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou esta terça-feira para …

É possível fazer uma máscara de tecido em apenas alguns segundos

O cirurgião-geral norte-americano Jerome Adams disse que as máscaras faciais de pano podem ser feitas a partir de utensílios domésticos comuns. No início do mês, Jerome Adams, cirurgião-geral dos Estados Unidos, deixou um aviso ao público …

Há dois mil enfermeiros em casa em vigilância ativa (e 363 infetados)

De acordo com o comunicado da Ordem dos Enfermeiros, que sublinha a necessidade de testar estes profissionais, "já não há nenhum distrito sem enfermeiros infetados". Quase dois mil enfermeiros estão, atualmente, em casa em situação de …