/

Rússia retalia e impede aviões europeus de aterrarem em Moscovo

1

Rússia retalia contra o apelo de Bruxelas para que as companhias aéreas europeias evitem o espaço aéreo bielorrusso e está a recusar a entrada de aviões europeus em Moscovo.

De acordo com o jornal The Guardian, as autoridades de aviação russas obrigaram a Austrian Airlines a cancelar um voo que partia de Viena com destino à capital russa. A Air France também se viu obrigada a cancelar o seu voo Paris-Moscovo, pela segunda vez, depois de na quarta-feira lhe ter sido negada a entrada.

O jornal britânico adianta que as duas companhias aéreas avançaram com novas rotas para responder ao apelo da União Europeia de evitar o espaço aéreo da Bielorrússia.

Segundo o diário britânico, esta aparente retaliação da Rússia segue-se ao apelo dos 27 líderes europeus para que as companhias aéreas europeias evitem o espaço aéreo bielorrusso, depois do desvio forçado de um voo da Ryanair para Minsk, a meio de uma viagem entre Atenas e Vílnius, que culminou na detenção do jornalista e ativista Roman Protasevich e da sua namorada.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Áustria já considerou que esta atitude da Rússia é “absolutamente incompreensível” e o Ministério dos Transportes francês  afirmou que “o princípio da reciprocidade deve ser respeitado”, cita a RTP.

Os 36 membros da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO), agência das Nações Unidas, concordaram, esta quinta-feira, iniciar uma investigação sobre este incidente, avança o mesmo jornal.

Além deste pedido às companhias aéreas, os líderes europeus concordaram em aplicar mais sanções à Bielorrússia, assim como banir as transportadoras deste país na Europa.

Protasevich, de 26 anos, antigo chefe de redação do influente media da oposição bielorrusso Nexta, desde novembro que era considerado um “terrorista” pelas autoridades do seu país.

Anteriormente, o jornalista bielorrusso já tinha notado que estaria a ser seguido em Atenas, alegadamente por agentes ligados aos serviços secretos da Bielorrússia.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.