Rússia aprova lei para isolar e controlar a Internet no país

powtac / Flickr

Os deputados russos aprovaram uma controversa lei que prevê a criação de “uma Internet soberana” da Rússia isolada dos grandes servidores mundiais e que a oposição considera uma forma de controlo.

A segunda redação do texto da lei foi aprovada por uma maioria de 320 votos a favor sendo que apenas 15 parlamentares votaram contra. O texto vai ser agora submetido à votação dos senadores, uma formalidade que ocorre antes de uma lei ser promulgada pelo Presidente russo, Vladimir Putin.

A nova legislação foi elaborada no contexto da “segurança informática” e prevê que os sites russos passem a funcionar fora do sistema de Internet que até agora está ligado a servidores estrangeiros.

A oposição critica a “tentativa de controlo de conteúdos que visa também isolar progressivamente o uso da Internet na Rússia” numa altura de pressão constante contra as liberdades de expressão e de opinião. Em concreto, a lei propõe a criação de uma infraestrutura com capacidade para fazer funcionar a Internet russa sem conexões com os servidores estrangeiros.

Assim, os fornecedores de Internet russos devem garantir “meios técnicos” que permitam “o controlo centralizado do tráfico” de informações no sentido de “barrar eventuais ameaças”.

Em março, milhares de pessoas manifestaram-se na Rússia contra o projeto-lei que consideram constituir “censura” e uma tentativa para “isolar” o país do resto do mundo. Nos últimos anos, as autoridades russas passaram a interferir diretamente na Internet, nomeadamente, bloqueando os conteúdos de páginas ligadas à oposição e às organizações que se recusam a cooperar como a plataforma vídeo Dailymotion, a rede social LinkedIn e a aplicação para troca de mensagens Telegram.

Em 2017, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas do Reino Unido, Stuart Peach, assumiu o receio de que a Rússia corte os cabos submarinos por onde passam 97% das comunicações mundiais, o que levaria a um corte da Internet mundial.

Nesse mesmo ano, a Rússia avançou com a intenção de criar uma “Internet independente”, para direccionar 95% de todo o tráfego da Internet localmente até 2020. O país está a trabalhar no desenvolvimento de um Sistema de Nomes de Domínio (DNS ou Domain Name System) localizado, o que permitiria à Runet funcionar sem precisar de ter acesso a servidores localizados noutros países.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maior queda do mês no preço dos combustíveis. Gasóleo atinge mínimos de 4 meses

A partir de hoje os preços dos combustíveis irão baixar, e esta será a maior queda do mês. No que diz respeito ao preço da gasolina, esta deverá cair um cêntimo para 1,387€ por litro. …

Mais de 500 detidos nos protestos contra Lukashenko. Segue-se a greve geral

A greve geral anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio para exigir a saída do Presidente começou, esta segunda-feira, com protestos tímidos e detenções em todo o país. "O prazo para cumprir as exigências do …

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …