A Rússia vai desligar-se da Internet mundial

Konstantin Zavrajin / Kremlin / Sputnik / EPA

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

A Rússia está a preparar um mega-exercício para se desligar da World Wide Web. Uma experiência que visa saber como é que o país se pode desligar da Internet mundial, para se proteger de um eventual ciberataque global, mas também para aferir como poderá censurar os conteúdos a que os russos têm acesso.

Relatos dos media russos apontam que decorrem já exercícios no sentido de desligar o país da Internet mundial ao abrigo do Programa Nacional de Economia Digital que foi lançado pelo Governo da Rússia em Dezembro passado.

O grande objectivo é perceber “se os dados usados pelos utilizadores russos podem ficar dentro das fronteiras russas“, como constata o site Gizmodo. Mas, em última instância, a ideia do Governo russo será perceber de que forma e até onde pode exercer controlo sobre a Internet.

A BBC e o site ZDNet adiantam que o exercício pretende levar os fornecedores de serviços de Internet da Rússia a cortarem a ligação do país com o resto do mundo. Assim, conseguirá aferir-se se a rede de Internet da Rússia, a Runet, poderá funcionar de forma independente.

Este projecto russo surge depois de acusações feitas à Rússia sobre a responsabilidade em ciberataques e na interferência em eleições estrangeiras, nomeadamente nos EUA e em França, com a disseminação de informações falsas pela Internet.

Em 2017, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas do Reino Unido, Stuart Peach, assumiu o receio de que a Rússia corte os cabos submarinos por onde passam 97% das comunicações mundiais, o que levaria a um corte da Internet mundial.

Nesse mesmo ano, a Rússia avançou com a intenção de criar uma “Internet independente”, para direccionar 95% de todo o tráfego da Internet localmente até 2020. O país está a trabalhar no desenvolvimento de um Sistema de Nomes de Domínio (DNS ou Domain Name System) localizado, o que permitiria à Runet funcionar sem precisar de ter acesso a servidores localizados noutros países.

As experiências devem decorrer até 1 de Abril deste ano, mas ninguém sabe quando vão efectivamente acontecer.

O Programa Nacional de Economia Digital determina que os fornecedores de Internet russos devem garantir “a independência do espaço de Internet russo” no caso de haver alguma “agressão estrangeira para desligar o país do resto da Internet”, aponta o ZDNet.

Em termos concretos, obriga as empresas de serviços de Internet a implementarem “meios técnicos” para combaterem eventuais ameaças de um ataque cibernético, nomeadamente redireccionando todo o tráfego russo para pontos supervisionados pelo regulador de comunicações federais da Rússia, o Roskomnadzor que também funciona como mecanismo de censura.

“O Roskomnazor vai inspeccionar o tráfego para bloquear conteúdo proibido e garantir que o tráfego entre os utilizadores russos permanece dentro do país e não é redireccionado inutilmente através de servidores no exterior, onde poderia ser interceptado”, avança o ZDNet.

O Governo russo está disposto a suportar todos os custos associados a este processo, nomeadamente para implementar uma nova infraestrutura que lhe dará mais controlo sobre a Internet dentro do país, aproximando-o do tipo de regulação de Internet que existe na China.

“A firewall da China é, provavelmente, a ferramenta de censura mais conhecida do mundo e tornou-se uma operação sofisticada”, aponta a jornalista de tecnologia da BBC, Zoe Kleinman, notando que “policia os pontos de router, usando filtros e bloqueios em palavras-chave e em certos sites, e redireccionando o tráfego web para que os computadores não possam ligar-se a sites que o Estado não quer que os cidadãos chineses vejam”.

A Rússia estará de olho num mecanismo similar como forma de exercer controlo sobre os conteúdos a que as pessoas acedem, além de prevenir uma eventual situação de ataque externo ao país, como retaliação pelos alegados ciberataques que lhe são atribuídos.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. acho piada a estas supostas notícias ainda por cima com base nesse bastião de informação credível que é a bbc…mega lol

    a sra da bcc esqueceu-se de mencionar o gchq a nsa e a google, as duas primeiras recolhem tudo o que os seus cidadãos e o resto do mundo partilham na rede mundial bem como nas redes de voz.

    a terceira anda a desenvolver tecnologia para a china controlar ainda mais os seus cidadãos e claro aprender para fazer o mesmo nos paises onde se encontra.

    mas os russos é que são o papão, quando o grande objectivo desta medida é obrigar a que empresas como google, facebook, twitter e afins sejam obrigados a ter em território russo todas as bases de dados dos clientes russos, algo que qq país deveria fazer para proteger os seus cidadãos.

    se com isso tb irão espiar os seus cidadãos, claro que vão, mas fazem algo diferente dos restantes países, da UE aos EUA que sempre se apresentam tipo extrema equerda como os grandes paladinos da moralidade.

RESPONDER

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …

Pouco se sabe sobre a morte de Khashoggi. Mas há um homem que diz ter muito para contar

Neste momento, as informações aparecem a conta-gotas. Foi a estratégia usada pelas autoridades turcas, desde o primeiro momento, para gerir a forma como revelaram informações sobre o assassinato de Jamal Khashoggi. Khashoggi morreu dentro do consulado …

Enfermeiros marcam greve nacional para 8 de março

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) vai decretar greve nacional para dia 8 de março, para permitir a participação dos profissionais numa marcha em homenagem à enfermagem que está programada para Lisboa. O anúncio foi …

Octogenário espanhol usava bancos portugueses para lavar dinheiro

Duas agências bancárias situadas no Porto e em Valença do Minho foram usadas por um narcotraficante espanhol para lavar o dinheiro que ganhava com a venda de estupefacientes e ainda no contrabando de tabaco. Uma investigação …