20 anos sem Rui Pedro (e um condenado que jura inocência)

José Coelho / Lusa

Afonso Dias foi condenado pelo rapto de Rui Pedro

Rui Pedro desapareceu da Lousada a 04 de março de 1998 quando tinha 11 anos e, duas décadas depois, o seu paradeiro continua desconhecido, com o único condenado no âmbito deste caso a reafirmar a sua inocência.

O advogado que defendeu Afonso Dias, condenado em 2013 pelo crime de rapto de Rui Pedro, mantém que o seu constituinte não cometeu o ilícito.

“Independentemente de o senhor Afonso Dias ter cumprido pena de prisão, a minha profunda convicção é que não praticou os factos pelos quais foi condenado”, afirmou Paulo Gomes à Lusa.

Rui Pedro Teixeira Mendonça, nascido a 28 de janeiro de 1987, em Paredes, é um dos sete nomes que constam da lista da Polícia Judiciária sobre menores desaparecidos.

Segundo indica a página da Polícia Judiciária, desapareceu a 4 de março de 1998, faz este domingo 20 anos. Tinha então 11 anos, 1.50 metros de altura, cabelo e olhos castanhos e pesava 45 quilogramas.

No tribunal de primeira instância, Afonso Dias tinha sido absolvido por não ter sido provado crime, mas a família de Rui Pedro recorreu para a Relação do Porto, que condenou o arguido a três anos de cadeia.

Afonso Dias cumpriu pena no estabelecimento prisional de Guimarães, depois de esgotadas todas as possibilidades legais de recurso. O cumprimento da pena foi iniciado a 18 de março de 2015 e a sua restituição à liberdade aconteceu a 29 de março de 2017, depois de ter cumprido dois terços da pena.

Ouvido pela Lusa, o advogado recordou que Afonso Dias foi absolvido em primeira instância, condenado depois pelo Tribunal da Relação do Porto, não tendo o recurso interposto no Supremo Tribunal de Justiça sido apreciado por “razões técnicas”.

Não foi uma condenação justa. O que o senhor Afonso Dias referiu desde sempre corresponde à verdade e é que, de facto, ele não tem nada a ver com o desaparecimento do Rui Pedro”, insistiu o advogado.

Quinze anos após desaparecimento, a 4 de março de 2013, os desembargadores condenaram o camionista Afonso Dias a uma pena efetiva de três anos, acreditando que ele tinha levado Rui Pedro a Alcina Dias, prostituta, cujo depoimento foi alegadamente desvalorizado em primeira instância, por entrar em contradição com o que tinha sido investigado em 1998.

Afonso Dias, já depois de sair da cadeia, continuou a clamar inocência, garantindo nunca ter sabido o que aconteceu a 4 de março de 1998, dia em que Rui Pedro, seu amigo, desapareceu. Paulo Gomes disse esperar que “um dia, por obra seja de quem for, se consiga demonstrar que esta condenação do senhor Afonso Dias foi uma decisão injusta”.

A Lusa tentou, sem sucesso, ouvir Ricardo Sá Fernandes, o advogado que representou em tribunal a família da criança desaparecida.  Quando a Relação do Porto condenou Afonso Dias, Ricardo Sá Fernandes comentou que saía do tribunal “muito feliz”, logo após consultar o acórdão que alterou a decisão do tribunal de Lousada.

“Hoje, o que temos aqui, no preciso dia em que faz 15 anos que o Rui Pedro desapareceu, é uma boa notícia para esta família“, considerou, referindo-se a Filomena Teixeira e Manuel Mendonça, pais de Rui Pedro.

(dr) Move Notícias

Rui Pedro desapareceu há 20 anos. A mãe, Filomena Teixeira, nunca desistiu de procurar o filho

O advogado disse que o acórdão da Relação do Porto “veio alterar a matéria de facto dada como provada pela primeira instância e veio, efetivamente, reconhecer que o miúdo, que esteve com Alcina Dias nessa tarde, foi o Rui Pedro e quem o levou foi o Afonso Dias”. Por outro lado, Ricardo Sá Fernandes comentou que mais importante do que a condenação de Afonso Dias era saber o que foi feito de Rui Pedro.

“E isso vamos continuar a tentar saber”, frisou.

Segundo dados divulgados por uma campanha lançada em 2014 pela mão de Rui Pedro, Filomena Teixeira, em Portugal há mais de 60 crianças menores desaparecidas. São traficadas todos os anos, para exploração sexual a nível mundial, mais de três milhões de crianças.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …