Afonso Dias é um homem livre e diz que “culpada é a família do Rui Pedro”

José Coelho / Lusa

Afonso Dias foi condenado pelo rapto de Rui Pedro

Afonso Dias, o camionista de Lousada que foi condenado a 3 anos de prisão pelo rapto de Rui Pedro é agora, oficialmente, um homem livre, depois de terminada a liberdade condicional. Reafirmando a sua inocência, diz que é tanto “vítima” como a criança e que “culpada” é a família do jovem desaparecido há 20 anos.

Caso Rui Pedro

“As pessoas que estão a ser culpadas são a família do Rui Pedro pelo que me fizeram a mim”, queixa-se Afonso Dias numa entrevista ao Jornal de Notícias, divulgada no dia em que passa a ser oficialmente livre, depois de terminado o período de liberdade condicional.

O camionista de Lousada, de 41 anos, foi condenado a três anos de prisão pelo rapto de Rui Pedro, 15 anos depois do desaparecimento da criança. Em Março de 2017, Afonso Dias saiu da prisão em liberdade condicional, após ter cumprido dois terços da pena.

Agora, terminada a liberdade condicional, diz que sempre se sentiu “um homem verdadeiramente livre, porque nunca deveu “nada a ninguém”, conta ao JN.

“As pessoas já perceberam que nada tive a ver com o desaparecimento. Se eu fosse culpado, não conseguia viver em Lousada e ninguém gostava de mim”, constata.

Fui uma vítima neste processo. Aliás, eu e o Rui Pedro fomos as duas vítimas”, acrescenta, reafirmando a sua inocência e salientando que foi alvo de “grande injustiça”.

Assumindo que sente “um bocadinho de revolta” por todo este processo, diz que os dias na prisão “foram maus” e que sofreu uma depressão, mas que foi sempre “bem tratado pelos outros reclusos”. Enquanto esteve detido, conseguiu terminar o 12.º ano.

“Não odeio ninguém e espero que encontrem o Rui Pedro”, assegura também, considerando que o caso do desaparecimento só se tornou mediático por a família do jovem ter “posses”. E refere que a testemunha que o identificou como tendo estado com a criança só o fez por “motivos financeiros”.

Rui Pedro desapareceu a 4 de Março de 1998, em Lousada, quando tinha 11 anos de idade. Até agora, não há sinais do seu paradeiro. Afonso Dias terá sido a última pessoa a ver o jovem antes do seu desaparecimento, mas sempre negou responsabilidades no caso.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Fez a Amadora e uma parte de Luanda". Amigo de Salgado nega "qualquer perdão de dívida" do Montepio

O construtor civil José Guilherme, que está no centro das investigações ao Banco Montepio, assegura que não recebeu qualquer empréstimo sem garantias, nem "qualquer perdão da dívida", garantindo ainda que sempre cumpriu todas as suas …

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …