Rui Moreira admite criar um partido político para contornar lei autárquica

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, admite a possibilidade de formar um partido político para contornar as alterações à lei autárquica. As mudanças, aprovadas no ano passado pelo PS e PSD, não permitem que movimentos independentes se candidatem às freguesias e às câmaras.

“Pondero acima de tudo perguntar ao país e aos partidos se isto é a democracia que eles querem construir”, começou por dizer o autarca do Porto, em entrevista à RTP2.

“Como é que vamos fazer? Ainda não tomei uma decisão e com certeza que conseguirei com esta lei. Podemos correr o risco e morrer na praia, sendo as nossas assinaturas recusadas. Se a nossa candidatura for indeferida por uma decisão destas, podemos formar um partido político em Portugal“, disse.

Rui Moreira lembrou que em “Portugal sempre houve partidos que são barrigas de aluguer de interesse” e não tem problemas em fazê-lo se assim for necessário.

As mudanças na lei impedem a sua candidatura nos moldes em que aconteceu há quatro anos. “Um grupo de cidadãos eleitores, imaginemos o meu, que nas últimas eleições concorreu à Câmara, Assembleia Municipal e juntas de freguesia, agora já não pode”, explicou Rui Moreira.

“Doravante, com a lei aprovada, eu posso ter um grupo de cidadãos eleitores que concorre à Câmara e Assembleia Municipal, mas esse grupo não pode concorrer às juntas e cada junta tem de ter um grupo de eleitores separado. Isso não permite, por exemplo, que eu possa concorrer à plenitude dos lugares da Assembleia Municipal. Isto põe em causa a governabilidade da Câmara”, acrescentou.

Na sua ótica, as alterações à lei trarão “pesadas consequências”, como “o desamor pela política e participação cívica” e mostram o medo dos partidos às candidaturas independentes. “[A lei] praticamente transforma estes movimentos numa impossibilidade.”

Eleito por um movimento independente, o autarca falou numa “inversão” em relação à revisão constitucional de 1997 que “permitiu que os movimentos independentes concorressem às eleições autárquicas e que propunha um aprofundamento dos movimentos cívicos nos processos eleitorais”.

Questionado sobre se as alterações demonstram que os partidos têm medo dos movimentos independentes, Moreira respondeu de imediato “claro que sim”.

“Claro que têm [medo]. Recordo que, durante a última campanha eleitoral, o PSD aqui no Porto tentou, pela via judicial, impedir a minha candidatura com base nestes argumentos. Queria ganhar na secretária e como não conseguiram, agora mudaram a lei”, disse o presidente da câmara.

Para o autarca do Porto, a nova lei eleitoral autárquica “é inconstitucional“, mas “teria de ser o Tribunal Constitucional a decidir e para isso não há tempo”, referiu.

“Se se mantiver a data das eleições para final de setembro – há quem diga que ela pode ser adiada até ao final do ano por causa do plano de vacinação [contra a covid-19] -, não vejo como é que há tempo útil para reverter isto, a não ser que os partidos políticos compreendam que o que fizeram pode-lhes parecer muito útil, mas no final vão ter pesadas consequências”, apontou.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Combustíveis: governantes "não fizeram o trabalho de casa"

A presidente executiva da OZ Energia, Micaela Silva, defendeu que o “Governo devia intervir menos” no mercado dos combustíveis, porque é liberalizado e não tem margens excessivas de comercialização, mas é “muito penalizado” pela quantidade …

Implante cerebral permite que paciente totalmente cega consiga ver formas e letras

Os cientistas da Universidade Miguel Hernández de Elche (UMH), em Espanha, fizeram com que uma mulher completamente cega conseguisse ver formas simples e letras, através da colocação de um implante no seu córtex visual. Os investigadores …

Teoria dos primatas pedrados. Podem os cogumelos mágicos ter sido a chave para a nossa evolução?

A teoria já era conhecida desde os anos 90, mas um novo estudo veio trazê-la à baila novamente. O argumento é de que os cogumelos com efeitos psicadélicos podem ter ajudado a tornar os nossos …

Ainda sem fumo branco para o OE, Bloco e PCP reúnem órgãos máximos

O PCP e o Bloco de Esquerda reúnem hoje os respetivos órgãos máximos entre congressos com a proposta orçamental para 2022 no centro do debate. As conclusões da reunião da Mesa Nacional do BE serão apresentadas …

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …

Algas vivas sensíveis à luz (um tipo de cianobactérias chamado Synechocystis) injetadas num girino

Podia ser ficção científica, mas não é. Injetar algas no sangue dos sapos pode ajudá-los a respirar

Os sapos adotam várias técnicas de respiração ao longo da sua vida. Agora, uma equipa de cientistas alemães desenvolveu um novo método que permite que os girinos "respirem" graças à introdução de algas na sua …

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …