Robôs em forma de animais ajudam a curar solidão e stresse de idosos nos EUA

(dr) Qoobo

O ronronar de um gato robô e o ladrar de um cão do mesmo tipo transformaram-se num tratamento eficaz para aliviar a ansiedade e a solidão dos moradores de uma residência para idosos no estado da Flórida, nos Estados Unidos.

Há um ano, o Palace Gardens, na cidade de Homestead, decidiu adotar como auxílio no tratamento dos residentes com doenças como o Alzheimer um gato e um cão robôs que se parecem muito com os animais de verdade.

A medida foi tão eficaz para os mais de 90 residentes do centro, que alguns deles já têm os seus próprios animais, comprados pelos familiares.

“A minha mãe tem perda de memória e tem dificuldade para articular o que quer dizer. Acaba por ficar nervosa e frustrada. Quando teve este animal, acalmou-se imediatamente”, contou Barbara Brunet, filha de uma das moradoras.

A reação foi a melhor possível e foi então que os familiares de outros residentes do Palace Gardens decidiram fazer o mesmo. Não demorou muito para o efeito tranquilizador ser comprovado.

“O gato ronrona, e ela vai lá e abraça. Sente-se muito melhor. A tensão desaparece logo. Não sei se acredita que é um animal real”, ponderou.

A meio da manhã, uma das salas do espaço começa a ser usada por idosos que, em círculo, fazem um exercício com bolas. Na sala ao lado, alguns residentes estão sentados em cadeiras com objetos sensoriais para brincar com cães, gatos e bonecas que centram o interesse da maioria deles.

Uma aura de calma invade a sala, enquanto duas mulheres acariciam um gato de pelo cinza que movimenta a cabeça com intensidade proporcional ao estímulo recebido.

Os olhares não largam o animal e o rosto complacente combina com caras de surpresa cada vez que o gato emite algum som ou faz um movimento mais forte do que o normal.

“De vez em quando eles surpreendem-se, e esse sentimento é bom”, afirmou Jennifer Almodóvar, terapeuta e coordenadora das atividades de tratamento da memória do centro.

Os cães, que têm a aparência de um Golden Retriever, também respondem ao som e ao tato, e quando recebem carinho saltam e ladram.

“Em muitos momentos, os idosos podem ficar nervosos e inquietos, mas quando lhes trazemos os cães e gatos eles acalmam-se e tentam se concentrar. É como se voltassem a ter a companhia que tiveram ao longo da vida”, explicou a terapeuta.

Assim como os animais, nesta sala eles também revivem sentimentos agora esquecidos, como o do instinto maternal, graças a bonecos em forma de bebé.

“Muitos deles tiveram filhos. Quando veem os bonecos, imediatamente têm esse instinto de cuidar e só os querem agarrar”, revelou.

Tanto é que, se por alguns instantes, a terapeuta segura algum dos bonecos de cabeça para baixo eles gritam: “Cuidado! Vai magoá-lo”.

Sem necessidade de limpar ou levar a passear, atividades que os residentes não poderiam fazer, os robôs de gato e cachorro e os bonecos tornam mais prazerosas as horas desses dedicados velhinhos do sul da Flórida.

// EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Amazon inaugura loja que funciona sem funcionários ou caixas de pagamento

Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou a sua loja física sem caixas de pagamento. Entrar, pegar no que se quer e sair sem pagar - é esta a dinâmica da Amazon Go. Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou, …

"Quero representar a humanidade na máquina". A próxima meta de Ishiguro é a consciência artificial

https://vimeo.com/252082730 Hiroshi Ishiguro aliou a paixão pela arte ao fascínio pela robótica com o objetivo de "representar a humanidade na máquina". Deu à inteligência artificial um corpo. Agora, quer dar ao corpo uma consciência. Hiroshi Ishiguro …

Cidade do Cabo pode ficar sem água dentro de 90 dias

Numa bacia geológica por baixo da Montanha da Mesa e historicamente alimentada por forte precipitação no inverno, a capital sul africana tem sido conhecida como um paraíso de abundante água natural. Mas isso pode estar …

Adeus homens. Extinção já tem data marcada

O cromossoma Y, responsável pelo desenvolvimento das propriedades sexuais masculinas, vai desaparecer. Mas, podem os homens todos estar descansados, tal apenas acontecerá dentro dentro de 4,5 milhões de anos. Segundo um novo estudo de investigadores da …

Indiano está a abrir uma estrada de 8 km para os filhos irem à escola

Durante dois anos, Jalandhar Nayak usou uma enxada e uma picareta para construir sozinho uma estrada de 8 quilómetros num vilarejo remoto do Estado de Orissa, na Índia, para que os filhos conseguissem ir mais …

Supernanny perde patrocinador principal

Supernanny perdeu o patrocínio da Corine de Farme. A marca comercializada pelos Laboratórios Sarbec Portugal era a principal patrocinadora do controverso programa da SIC. A retirada do patrocínio, que já estaria a ser equacionada desde a semana passada, surge …

Supremo recusa pedido para emitir mandado europeu de detenção contra Puigdemont

O Supremo Tribunal de Justiça espanhol recusou o pedido do Ministério Público para voltar a emitir um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente da Catalunha, que se deslocou à Dinamarca. A procuradoria-geral espanhola pediu esta …

Rui Rio mantém Hugo Soares na liderança da bancada do PSD até ao congresso

Rui Rio esteve reunido com Hugo Soares, esta segunda-feira, no Porto. O novo líder do PSD decidiu que vai manter o atual líder da bancada parlamentar até que se realize o Congresso Nacional do partido. Em …

Algoritmo vanguardista de investigadores portugueses supera o Google Brain

Um novo algoritmo de inteligência artificial que desenvolve "uma abordagem vanguardista para automatizar processos de aprendizagem no campo da visão computacional" foi criado por investigadores da Universidade de Coimbra. Quatro investigadores do Centro de Informática e …

Incêndios no Pinhal de Leiria tiveram mão criminosa

A Polícia Judiciária de Leiria determinou que os dois incêndios que consumiram o Pinhal de Leiria tiveram mão criminosa. O engenho explosivo foi encontrado no pinhal, mas ainda não foram identificados os autores. A Polícia Judiciária …