Robô humanóide da Xiaomi pode reconhecer emoções dos humanos

 

CyberOne, o robô humanóide da Xiaomi

A empresa chinesa Xiaomi está a trabalhar num robô humanóide capaz de reconhecer indivíduos, bem como os seus gestos e expressões. Através de um ecrã OLED curvo instalado no lugar do rosto, consegue também transmitir informações complementares ao humano com que estiver a interagir.

Em comunicado, citado pelo Observador, a Xiaomi detalhou que o CyberOne tem um “módulo de visão de profundidade Mi-Sense”, que “combinado com um algoritmo de interação de inteligência artificial” permite perceber o espaço 3D. É também este módulo que permite ao robô perceber gestos e expressões e reconhecer indivíduos.

O CyberOne, apresentado num evento na quinta-feira, na China, tem 1,77 metros, pesa 52 quilos e a sua alcunha é Metal Bro. O robô é o segundo produto – depois do “cão” robótico Cyberdog – a sair do laboratório de robótica da empresa chinesa.

De acordo com a informação apresentada pela Xiaomi, o robô consegue ter uma amplitude de braços de 1,68 metros e a capacidade para reconhecer até “85 tipos de sons ambiente e 45 classificações de emoções humanas”.

Para conseguir caminhar, o robô depende de uma série de motores, conseguindo aguentar até 1,5 quilos de peso em cada mão. Por agora, sabe-se que um robô deste género pode custar entre 600 mil e 700 mil yuan – entre 89 mil e 104 mil dólares.

O seu processo de investigação e desenvolvimento combinou tecnologias de várias áreas, incluindo “perceção biónica e cognição, biomecatrónica, inteligência artificial, big data, computação em nuvem e ainda navegação visual”.

Este não é o primeiro robô humanóide. Em agosto de 2021, Elon Musk mostrou as primeiras imagens do Tesla Bot, que poderia fazer tarefas mais perigosas e ser usado nas fábricas da Tesla. Já o Atlas, da Boston Dynamics, é um dos mais desenvolvidos, conseguindo praticar parkour, correr e até ultrapassar obstáculos.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.